Archive for 26 Julho, 2004

DARFUR

In our silence we are complicit

A indiferença não pode continuar a prevalecer.

Alerta-nos o Nuno Guerreiro que “cerca de 150 mil pessoas foram já assassinadas ou mortas à fome, vítimas de um conflito que continua a ser invisível para a generalidade da opinião pública”.

Entretanto, o Congresso americano aprovou por unanimidade uma resolução que considera esta crise um genocídio, considerando que 30 mil pessoas foram “brutalmente assassinadas”, enquanto outras 130 mil foram obrigadas a refugiar-se no vizinho Chade, para além de cerca de um milhão que teve de abandonar as suas casas. Esta resolução refere que a violência na região “é particularmente dirigida contra um grupo específico em função de critérios étnicos e parece ser sistemática” – milícias árabes em extermínio da população negra.

Por seu lado, as Nações Unidas, considerando que esta é actualmente a pior crise humanitária do mundo, não a classificaram ainda como genocídio (“acção cometida com a intenção de destruir, no todo ou em parte, um grupo nacional, étnico, racial ou religioso”), o que, a acontecer, obrigaria a uma intervenção no terreno. Isto, apesar de o Secretário-Geral Kofi Annan ter afirmado, já em Abril, que “os riscos de um genocídio permanecem assustadoramente reais”.

Apesar de não haver consenso em torno da questão do “genocídio”, o que é vital percebermos todos é que – mais importante que discutir uma questão de semântica – é imperioso que haja uma urgente união de esforços para acabar com esta calamidade no Sudão.

P. S. A ler, o artigo de Teresa de Sousa no “Público”.

[1608]

26 Julho, 2004 at 7:25 pm 1 comentário

TEORIA DA RELATIVIDADE (VI)

Em altas velocidades, segundo Einstein, a energia do movimento transforma-se em massa. Esse é o princípio da “fórmula mágica” E=m.c2, em que “E” é a energia, “m” é a massa e “c” é a velocidade da luz no vácuo; da mesma forma que uma pequena quantidade de massa se pode transformar numa grande quantidade de energia (em função da velocidade), descoberta que daria origem à bomba atómica.

Considerando uma quantidade de matéria/massa, multiplicada pela velocidade da luz e, novamente, multiplicada pela velocidade da luz, apuramos assim a quantidade de energia que toda essa matéria pode concentrar.

Esta descoberta veio alterar drasticamente a visão que existia sobre o universo: a energia libertada por um grama de matéria pode ser suficiente para ferver toneladas de água (em função da velocidade).

Só para se ter uma ideia, num corpo com uma massa de 0,5 kg, a energia (medida em Joules) seria igual a 0,5 x 300 000 000 x 300 000 000 (metros) = 45 000 000 000 000 000 Joules!!! – correspondendo à energia necessária para percorrer a pé 25 vezes a distância da Terra à Lua…

[1607]

26 Julho, 2004 at 6:35 pm

JOGOS OLÍMPICOS – 1908 – LONDRES

Londres - 1908
Os Jogos Olímpicos de 1908 estavam inicialmente previstos para Roma, tendo sido entretanto atribuídos a Londres (após a renúncia italiana, em 1906), decorrendo de 27 de Abril a 31 de Outubro – a mais longa duração de sempre, tendo as provas sido divididas em dois períodos, na Primavera e no Verão – tendo marcado a reabilitação do espírito do movimento olímpico, depois dos insucessos de 1900 e 1904, apesar de decorrerem também em paralelo com uma grande exposição franco-britânica.

Pela primeira vez, na Cerimónia de Abertura, os (2008) atletas desfilaram por país, inscritos em equipas nacionais, tendo participado no evento 22 nações, disputando 110 provas.

Os arqueiros William e Charlotte Dod tornaram-se os primeiros irmãos a conquistar medalhas olímpicas.

Oscar Swahn seria o mais velho concorrente a vencer a medalha de ouro, aos 60 anos, na prova de Tiro. Ray Ewry seria Campeão Olímpico de Salto em altura pela terceira vez, vencendo também o Salto em comprimento, tornando-se no único atleta na história a conquistar 8 medalhas de ouro em provas individuais.

A Maratona teria um final dramático: o italiano Dorando Pietri seria o primeiro a entrar no Estádio, depois de 42 km de corrida, mas entraria cambaleante, em situação de colapso por 5 vezes na pista, vindo a ser desclassificado ao passar a meta apoiado em assistentes.

No quadro de medalhas, os 10 primeiros países foram os seguintes:
(mais…)

26 Julho, 2004 at 6:01 pm

RELATÓRIO “DESENVOLVIMENTO HUMANO” (VI)

Em relação a outro dos factores determinantes nesta classificação – “Gastos Públicos com Educação” / “Literacia” – destacam-se os seguintes indicadores, respectivamente, Gastos Públicos com Educação (% do PIB); Taxa de literacia de adultos; Taxa de literacia população entre 15 e 24 anos; Ratio de estudantes no ensino secundário:

– Noruega: 6,8 / 100 / 100 / 95
– Suécia: 7,4 / 100 / 100 / 99
– Austrália: 5,1 / 100 / 100 / 88
– Canadá: 6,5 / 100 / 100 / 98
– Holanda: 6,0 / 100 / 100 / 90
– Bélgica: 5,0 / 100 / 100 / …
– Islândia: 5,4 / 100 / 100 / 82
– EUA: 5,2 / 100 / 100 / 85
– Japão: / 100 / 100 / 100
– Irlanda: 5,2 / 100 / 100 / 82

– Portugal: 4,2 / 92,5 / 100 / 85

Realce positivo para a recuperação que Portugal tem conseguido ao nível da taxa de literacia, que se espera esteja a caminho dos 100 % (de notar que a Taxa de literacia de adultos indicada é a do estudo anterior, não se encontrando disponíveis dados actualizados).

A percentagem de estudantes no ensino secundário (incidindo sobre a totalidade da população em idade de frequentar esse grau de escolaridade) será um dos aspectos ainda a melhorar, isto apesar de outros países evidenciarem também opções que não apontam exclusivamente para esta orientação (casos da Islândia e dos EUA, por exemplo).

[1605]

26 Julho, 2004 at 1:50 pm

JOGOS OLÍMPICOS – 1904 – ST. LOUIS

St. Louis - 1904
Os Jogos Olímpicos de 1904, realizados nos EUA, em St. Louis (apesar de inicialmente previstos para Chicago), decorreram de 1 de Julho a 23 de Novembro, também algo “perdidos” no meio da Feira Mundial, apenas com a participação de 12 países – o mais baixo número de sempre – e 645 atletas (apenas 6 mulheres). Das 91 provas do programa, apenas cerca de 40 incluíam atletas para além dos norte-americanos.

Estes Jogos foram também marcados por indignos “Dias antropológicos”, com a “exibição” de homens de raça negra, índia, pigmeia, turca e mexicana, assim como por pouco enaltecedores concursos de cuspir tabaco.

Na verdade, as medalhas de ouro, prata e bronze, apenas nestas Olimpíadas seriam introduzidas. Dada a grande variedade de provas e concursos, o número de medalhas atribuídas foi enorme, premiando essencialmente os participantes americanos, em larguíssima maioria.

A grande figura dos Jogos seria o ginasta americano George Eyser, vencedor de 6 medalhas. O também americano Archie Hahn seria Campeão dos 60m, 100m e 200m, enquanto que Harry Hillman vencia os 400m e os 400m barreiras, proeza nunca mais repetida. Ray Ewry repetiria os triunfos de 1900 (saltos em altura, comprimento e triplo).

O quadro de medalhas foi assim distribuído:
(mais…)

26 Julho, 2004 at 1:05 pm 1 comentário

…18 DIAS – IGUAÇU (CATARATAS)

As Cataratas do Iguaçu – situadas num ponto de tripla fronteira entre o Brasil, Argentina e Paraguai (próximo das cidades de Paraná, Puerto Iguazú e Ciudad del Este) – formaram-se há cerca de 150 milhões de anos, sendo constituídas por um complexo de 275 quedas que se estendem por cerca de 5 km, que, em época de cheias, formam uma frente única.

Compreendem 19 grandes saltos (apenas 3 do lado brasileiro, Floriano, Deodoro e Benjamim Constant – embora os 16 do lado argentino, voltados para o Brasil, sejam preferencialmente visíveis da fronteira brasileira), precipitando-se a parte principal das Cataratas na profunda fenda provocada pela erosão ao longo de milhões de anos, na chamada “Garganta do Diabo”.

Na etimologia tupi-guarani, Iguaçu significa “água grande”.

O Rio Iguaçu nasce próximo da Serra do Mar, percorrendo 1320 km até à foz, desaguando no Rio Paraná; antes das Cataratas, mede 1 200 metros de largura, estreitando até cerca de 65 metros na fenda tectónica.

A largura das Cataratas no lado brasileiro é de 800 metros, sendo de 1 900 metros no lado argentino, ou seja um total de 2 700 metros de frente semi-circular, com um desnível entre 40 e 82 metros.

As Cataratas foram vistas pela primeira vez por europeus em 1542, quando a expedição de Dom Alvar Nunez Cabeza de Vaca descia o Rio Iguaçu em canoa, na tentativa de alcançar o Rio Paraná, tendo então sido baptizadas com o nome de “Salto de Santa Maria”, embora o termo guarani Iguaçu acabasse por prevalecer.

Cerca de 700 000 pessoas visitam anualmente o local, Património Mundial da Humanidade, enquadrado no Parque Nacional do Iguaçu.

Há 1 ano no Memória Virtual – Pablo Casals

[1603]

26 Julho, 2004 at 8:43 am

“TOUR DE FRANCE”

Confirmou-se a grande proeza de Lance Armstrong, com José Azevedo a concluir também uma brilhante prestação nesta “Volta a França”:

1	ARMSTRONG Lance	USA	USP	em	83h 36' 02"
2	KLÖDEN Andréas	GER	TMO	a	06' 19"
3	BASSO Ivan	ITA	CSC	a	06' 40"
4	ULLRICH Jan	GER	TMO	a	08' 50"
5	AZEVEDO José	POR	USP	a	14' 30"
6	MANCEBO Franc.	ESP	IBB	a	18' 01"
7	TOTSCHNIG Georg	AUT	GST	a	18' 27"
8	SASTRE Carlos	ESP	CSC	a	19' 51"
9	LEIPHEIMER Levi	USA	RAB	a	20' 12"
10	PEREIRO S.Oscar	ESP	PHO	a	22' 54"

[1602]

26 Julho, 2004 at 8:22 am

“COPA AMÉRICA” – 1/4 FINAL – 1/2 FINAIS – FINAL

     1/4 FINAL               1/2 FINAIS              FINAL
 

PeruArgentina0-1 ArgentinaColômbia3-0 ColômbiaC. Rica2-0 Argentina2

ParaguaiUruguai1-3 Brasil2 UruguaiBrasil1-1 MéxicoBrasil0-4

Campeão – BRASIL
Vice-Campeão – Argentina
– Uruguai
– Colômbia

[1601]

26 Julho, 2004 at 7:52 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.