Posts filed under ‘Eleições EUA – 2020’

Eleições Presidenciais EUA – 2020 (IV)

A seis semanas das eleições, Joe Biden parece começar a deslizar – ainda que, para já, muito ligeiramente –, registando, pela primeira vez, uma evolução desfavorável em relação à posição da semana precedente:

  • Por um lado, deixa de se apresentar como forte a sua probabilidade de vitória no Wisconsin (precisamente, o “tipping point State” das eleições precedentes, como assinala José Gomes André);
  • Por outro, Donald Trump reforça posições no Estado da Carolina do Sul (no qual deverá vencer) e no Ohio (que deixa de estar em situação de empate, passando agora a ligeira vantagem do candidato republicano).

Resume-se no mapa abaixo a actualização das tendências apontadas pelas sondagens, a seguir detalhadas:

Click the map to create your own at 270toWin.com

  • Joe Biden – Claro favoritismo em 16 Estados, num total correspondente a 203 “Grandes eleitores”: California (55); New York (29); Illinois (20); New Jersey (14); Virginia (13); Washington (12); Massachussetts (11); Maryland (10); Connecticut (7); Oregon (7); New Mexico (5); Hawaii (4); Rhode Island (4); Delaware (3); Maine (3, do total de 4); e Vermont (3); para além do District of Columbia (3).
  • Donald Trump – Claro favoritismo em 17 Estados, num total correspondente a 109 “Grandes eleitores”: Indiana (11); Tennessee (11); Alabama (9); Carolina do Sul (9); Kentucky (8); Lousiana (8); Oklahoma (7); Arkansas (6); Kansas (6); Mississippi (6); Utah (6); West Virginia (5); Idaho (4); Nebraska (4, do total de 5); Dakota do Norte (3); Dakota do Sul (3); e Wyoming (3).

Considerando outros Estados, em que parece forte a probabilidade das respectivas vitórias, Biden somaria mais 35 “Grandes eleitores” (Michigan – 16; Minnesota – 10; e Colorado – 9); enquanto Trump alcançaria outros 16 “Grandes eleitores” (Missouri – 10; Alaska – 3; e Montana – 3).

As eleições poderão, assim, decidir-se nos restantes 11 Estados, ainda de tendência algo indefinida, correspondendo a um total de 175 “Grandes eleitores”:

  • Actualmente com ligeira tendência a favor do candidato democrata – 6 Estados, num total correspondente a 80 “Grandes eleitores”:
    • Florida (29)
    • Pennsylvania (20)
    • Arizona (11)
    • Wisconsin (10)
    • Nevada (6)
    • New Hampshire (4)
  • Actualmente com ligeira tendência a favor do candidato republicano – 3 Estados, num total correspondente a 62 “Grandes eleitores”:
    • Texas (38)
    • Ohio (18)
    • Iowa (6)
  • Actualmente em situação de “empate” – 2 Estados, num total correspondente a 31 “Grandes eleitores” (a que acrescem 2 “Grandes Eleitores” nos Estados de Maine e Nebraska – 1 de cada):
    • Georgia (16)
    • Carolina do Norte (15)

22 Setembro, 2020 at 12:45 pm Deixe um comentário

Eleições Presidenciais EUA – 2020 (III)

Faltam agora sete semanas para as eleições presidenciais nos EUA, sendo ocasião para nova actualização das tendências apontadas pelas sondagens, tal como resumido no mapa seguinte:

Click the map to create your own at 270toWin.com

A posição que é possível antecipar neste momento resume-se da seguinte forma:

  • Joe Biden – Claro favoritismo em 16 Estados, num total correspondente a 203 “Grandes eleitores”: California (55); New York (29); Illinois (20); New Jersey (14); Virginia (13); Washington (12); Massachussetts (11); Maryland (10); Connecticut (7); Oregon (7); New Mexico (5); Hawaii (4); Rhode Island (4); Delaware (3); Maine (3, do total de 4); e Vermont (3); para além do District of Columbia (3).
  • Donald Trump – Claro favoritismo em 16 Estados, num total correspondente a 100 “Grandes eleitores”: Indiana (11); Tennessee (11); Alabama (9); Kentucky (8); Lousiana (8); Oklahoma (7); Arkansas (6); Kansas (6); Mississippi (6); Utah (6); West Virginia (5); Idaho (4); Nebraska (4, do total de 5); Dakota do Norte (3); Dakota do Sul (3); e Wyoming (3).

Considerando outros Estados, em que parece forte a probabilidade das respectivas vitórias, Biden somaria mais 45 “Grandes eleitores” (Michigan – 16; Minnesota – 10; Wisconsin – 10; e Colorado – 9); enquanto Trump alcançaria outros 25 “Grandes eleitores” (Missouri – 10; Carolina do Sul – 9; Alaska – 3; e Montana – 3).

As eleições poderão, assim, decidir-se nos restantes 10 Estados, ainda de tendência algo indefinida, aos quais corresponde um total de 165 “Grandes eleitores”:

  • Actualmente com ligeira tendência a favor do candidato democrata – 5 Estados, num total correspondente a 70 “Grandes eleitores”:
    • Florida (29)
    • Pennsylvania (20)
    • Arizona (11)
    • Nevada (6)
    • New Hampshire (4)
  • Actualmente com ligeira tendência a favor do candidato republicano – 2 Estados, num total correspondente a 44 “Grandes eleitores”:
    • Texas (38)
    • Iowa (6)
  • Actualmente em situação de “empate” – 3 Estados, num total correspondente a 49 “Grandes eleitores” (a que acrescem 2 “Grandes Eleitores” nos Estados de Maine e Nebraska – 1 de cada):
    • Ohio (18)
    • Georgia (16)
    • Carolina do Norte (15)

Em relação à semana passada, volta a registar-se um reforço da posição de Joe Biden, agora favorito em 20 Estados, somando 248 “Grandes Eleitores”, a que acrescem outros 5 Estados (total de 70 “Grandes Eleitores”) em que a tendência lhe é, para já, favorável.

As alterações constatadas foram as seguintes:

  • Claro favoritismo vs. Forte probabilidade – Biden consolida posições no Maine e na Virginia, em que se perfila com claro favoritismo;
  • Forte probabilidade vs. Ligeira tendência favorável – Biden sobe de “escalão” no Colorado, Michigan, Minnesota e Wisconsin, onde parece ter agora maior probabilidade de ganhar, tendo, portanto, reforçado a sua condição na determinante região dos “Grandes Lagos”;
  • Ligeira tendência favorável vs. “Empate” – Trump desce de nível no Ohio, Estado que passou a apresentar tendência indefinida.

Com o primeiro de três debates “Presidenciais” agendado para 29 de Setembro, as projecções actuais deixam ainda em aberto uma curiosa possibilidade – a qual, a concretizar-se, não deixaria de gerar um grande imbróglio -, de um eventual empate (269 “Grandes eleitores” para cada candidato): tal sucederia se, por exemplo, dos actuais 318 “Grandes Eleitores” relativamente aos quais parece ter vantagem, Joe Biden viesse a perder os 49 dos Estados da Florida e da Pennsylvania – o que, em paralelo, significaria que Donald Trump teria, para além de confirmar os 169 “Grandes Eleitores” agora projectados, e de sair igualmente vitorioso nos três Estados actualmente “empatados” (Ohio, Carolina do Norte e  Georgia), recuperar, ainda, a desvantagem que terá presentemente na Florida e Pennsylvania.

15 Setembro, 2020 at 11:40 am Deixe um comentário

Eleições Presidenciais EUA – 2020 (II)

Começando a contagem decrescente, agora a oito semanas das eleições presidenciais nos EUA, apresento a primeira actualização das tendências apontadas pelas sondagens, conforme resumido no mapa seguinte :

Click the map to create your own at 270toWin.com

A posição que é possível antecipar neste momento resume-se da seguinte forma:

  • Joe Biden – Claro favoritismo em 14 Estados, num total correspondente a 188 “Grandes eleitores” (incluindo 1 do Maine): California (55); New York (29); Illinois (20); New Jersey (14); Washington (12); Massachussetts (11); Maryland (10); Connecticut (7); Oregon (7); New Mexico (5); Hawaii (4); Rhode Island (4); Delaware (3); e Vermont (3); para além do District of Columbia (3).
  • Donald Trump – Claro favoritismo em 16 Estados, num total correspondente a 100 “Grandes eleitores”: Indiana (11); Tennessee (11); Alabama (9); Kentucky (8); Lousiana (8); Oklahoma (7); Arkansas (6); Kansas (6); Mississippi (6); Utah (6); West Virginia (5); Idaho (4); Nebraska (4, do total de 5); Dakota do Norte (3); Dakota do Sul (3); e Wyoming (3).

Considerando outros Estados, em que parece forte a probabilidade das respectivas vitórias, Biden somaria mais 15 “Grandes eleitores” (Maine – 2, do total de 4; e Virginia – 13); enquanto Trump alcançaria outros 25 “Grandes eleitores” (Missouri – 10; Carolina do Sul – 9; Alaska – 3; e Montana – 3).

As eleições poderão, assim, decidir-se nos restantes 14 Estados, ainda de tendência algo indefinida, aos quais corresponde um total de 210 “Grandes eleitores”:

  • Actualmente com ligeira tendência a favor do candidato democrata – 9 Estados, num total correspondente a 115 “Grandes eleitores”:
    • Florida (29);
    • Pennsylvania (20)
    • Michigan (16)
    • Arizona (11)
    • Wisconsin (10)
    • Minnesota (10)
    • Colorado (9)
    • Nevada (6)
    • New Hampshire (4)
  • Actualmente com ligeira tendência a favor do candidato republicano – 3 Estados, num total correspondente a 62 “Grandes eleitores”:
    • Texas (38)
    • Ohio (18)
    • Iowa (6)
  • Actualmente em situação de “empate” – 2 Estados, num total correspondente a 31 “Grandes eleitores” (a que acrescem 2 “Grandes Eleitores” nos Estados de Maine e Nebraska – 1 de cada):
    • Georgia (16);
    • Carolina do Norte (15)

Em relação à posição da semana passada, regista-se uma evolução favorável a Joe Biden, agora favorito em 16 Estados, somando 203 “Grandes Eleitores”, a que acrescem outros 9 Estados (total de 115 “Grandes Eleitores”) em que a tendência parece correr também a seu favor.

As alterações constatadas foram as seguintes:

  • Claro favoritismo vs. Forte probabilidade – Biden baixa de “escalão” no Maine e sobe no New Mexico; Trump sobe no Utah e desce no Alaska, Missouri e Montana
  • Forte probabilidade vs. Ligeira tendência favorável – Biden desce de “nível” no Nevada
  • Ligeira tendência favorável vs. “Empate” – Biden reforça a posição no Arizona e na Florida

8 Setembro, 2020 at 4:43 pm Deixe um comentário

Eleições Presidenciais EUA – 2020 (I)

A cerca de dois meses das eleições presidenciais nos EUA (agendadas para o próximo dia 3 de Novembro), dou início a uma série de simulações – a actualizar semanalmente – tendo por base as tendências indicadas pelas sondagens, resumidas no seguinte mapa:

Click the map to create your own at 270toWin.com

A posição que é possível antecipar neste momento resume-se da seguinte forma:

  • Joe Biden – Claro favoritismo em 14 Estados, num total correspondente a 185 “Grandes eleitores”: California (55); New York (29); Illinois (20); New Jersey (14); Washington (12); Massachussetts (11); Maryland (10); Connecticut (7); Oregon (7); Hawaii (4); Rhode Island (4); Maine (3, do total de 4); Delaware (3); e Vermont (3); para além do District of Columbia (3).
  • Donald Trump – Claro favoritismo em 18 Estados, num total correspondente a 110 “Grandes eleitores”: Indiana (11); Tennessee (11); Missouri (10); Alabama (9); Kentucky (8); Lousiana (8); Oklahoma (7); Arkansas (6); Kansas (6); Mississippi (6); West Virginia (5); Idaho (4); Nebraska (4, do total de 5); Alaska (3); Dakota do Norte (3); Dakota do Sul (3); Montana (3); e Wyoming (3).

Considerando outros Estados, em que parece forte a probabilidade das respectivas vitórias, Biden somaria mais 24 “Grandes eleitores” (Virginia – 13; Nevada – 6; e New Mexico – 5); enquanto Trump alcançaria outros 15 “Grandes eleitores” (Carolina do Sul – 9; e Utah – 6).

As eleições poderão, assim, decidir-se nos restantes 13 Estados, ainda de tendência algo indefinida, aos quais corresponde um total de 204 “Grandes eleitores”:

  • Actualmente com ligeira tendência a favor do candidato democrata – 6 Estados, num total correspondente a 69 “Grandes eleitores”:
    • Pennsylvania (20)
    • Michigan (16)
    • Wisconsin (10)
    • Minnesota (10)
    • Colorado (9)
    • New Hampshire (4)
  • Actualmente com ligeira tendência a favor do candidato republicano – 3 Estados, num total correspondente a 62 “Grandes eleitores”:
    • Texas (38)
    • Ohio (18)
    • Iowa (6)
  • Actualmente em situação de “empate” – 4 Estados, num total correspondente a 71 “Grandes eleitores” (a que acrescem 2 “Grandes Eleitores” nos Estados de Maine e Nebraska – 1 de cada):
    • Florida (29);
    • Georgia (16);
    • Carolina do Norte (15)
    • Arizona (11)

Nesta altura Joe Biden parece ter a possibilidade de vitória nas mãos – “bastando-lhe” confirmar a vitória nos 23 Estados em que, presentemente, as sondagens lhe são favoráveis (perfilando-se como determinantes os Estados dos “Grandes Lagos”, nomeadamente os da Pennsylvania, Michigan, Wisconsin e Minnesota) -, dependente da evolução que se vier a verificar durante o período final de campanha, sobretudo em função dos debates televisivos a realizar entre os candidatos.

1 Setembro, 2020 at 8:40 pm Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Setembro 2020
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.