Archive for 7 Junho, 2004

EURO 2004 (LV)

Logo EuroE eis-nos chegados ao “nosso” EURO2004!

Com nova alteração na fórmula de disputa da fase de Qualificação: foram formados 10 grupos de 5 países, apurando-se directamente para a Fase Final apenas o vencedor de cada um dos grupos; os 2º classificados de cada grupo defrontaram-se em playoff, de forma a apurar os 5 restantes finalistas, a “viajar” até Portugal.

Depois do “desastre” no Mundial da Coreia-Japão, a França (Campeã da Europa) regressou à senda das vitórias, fazendo a melhor prova, vencendo todos os (8) jogos da fase de qualificação, num grupo acessível, em que a Eslovénia alcançou com naturalidade o 2º lugar.

No grupo 2, imperou o equilíbrio, com quatro selecções separadas por 2 pontos; vitória da Dinamarca e a Noruega a disputar o playoff; a Roménia foi uma das maiores surpresas (pela negativa) ao ser eliminada, com duas derrotas “caseiras” frente aos dois primeiros do grupo.

A R. Checa voltou a fazer valer a sua força, relegando a Holanda para a disputa dos playoff, num grupo bastante desequilibrado.

Do grupo 4 vem a grande surpresa da fase de qualificação, a Letónia, alcançando o 2º lugar, após vitórias na Suécia (que venceu o grupo) e Polónia, eliminando duas antigas “potências” do futebol europeu (Polónia e Hungria), agora afastadas das suas épocas áureas.

A Alemanha, mesmo sem convencer (cedendo 3 empates), venceria um grupo acessível, em que o 2º lugar foi alcançado pela Escócia.

De forma algo surpreendente, a Grécia impôs-se à Espanha, obrigando-a à disputa do playoff. Os restantes opositores ficaram bastante longe, destacando-se a prova sofrível da Ucrânia.

O grupo 7 foi uma prova “a dois”, com a Inglaterra a impor-se à Turquia, sem que as restantes selecções tivessem capacidade para competir directamente com estas selecções.

Bulgária, Croácia e Bélgica disputaram até ao último dia o apuramento, cabendo “a fava” à Bélgica, novamente a desiludir, depois do afastamento na primeira fase do EURO2000 que organizara em conjunto com a Holanda.

Apesar do “mau arranque”, a Itália conquistaria a vitória no grupo, à frente de um surpreendente P. Gales, afastando a Sérvia e Montenegro (“herdeira” da Jugoslávia) e Finlândia.

Numa luta a três, a Suíça venceria o grupo, à frente da Rússia e da Irlanda, mais uma vez afastada da fase final de uma grande competição.

Finalmente, nos playoff, os mais fortes fizeram impôr a “sua lei”; apesar das dificuldades sentidas na 1ª mão, Holanda, Croácia, Rússia e Espanha venceriam a Escócia, Eslovénia, P. Gales e Noruega. A grande surpresa estava reservada para a “eliminatória” entre a Letónia e a Turquia; depois da vitória caseira por 1-0, os Letões alcançariam um empate na Turquia, afastando da prova o 3º classificado do Campeonato Mundial.

A fechar, as maiores goleadas, desta vez “mais modestas”, com o destaque (negativo) para S. Marino (com 8 derrotas e um score global de 0-30!): Luxemburgo-Roménia, 0-7; S. Marino-Suécia, 0-6; França-Malta, 6-0; Polónia-S. Marino, 5-0; S. Marino-Hungria, 0-5; Suécia-S. Marino, 5-0; Turquia-Liechtenstein, 5-0; R. Checa-Moldávia, 5-0; Áustria-Bielorrussia, 5-0; Holanda-Moldávia, 5-0; França-Eslovénia, 5-0; França-Chipre, 5-0.

[1389]

7 Junho, 2004 at 6:01 pm

ELEIÇÕES PARLAMENTO EUROPEU (IX)

O Parlamento Europeu é a única instituição comunitária que reúne e delibera em público. As suas resoluções, pareceres e debates são publicados no Jornal Oficial das Comunidades Europeias.

No hemiciclo, os deputados não estão agrupados por delegações nacionais, mas sim em função do grupo político a que pertencem. Actualmente, o Parlamento Europeu integra sete grupos políticos bem como deputados .não inscritos.. Por outro lado, os deputados trabalham em comissões e em delegações parlamentares, de que podem ser membros titulares ou suplentes.

Um grupo político deve ser plurinacional e possuir um número mínimo de membros. Existem, actualmente, sete grupos políticos no Parlamento Europeu. Os grupos políticos constituem-se a partir de mais de 100 partidos políticos nacionais.

Grupos políticos:
PPE-DE – Grupo do Partido Popular Europeu (Democrata-Cristão) e Democratas Europeus
PSE – Grupo do Partido dos Socialistas Europeus
ELDR – Grupo do Partido Europeu dos Liberais, Democratas e Reformistas
Verts/ALE – Grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia
GUE/NGL – Grupo Confederal da Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Nórdica Verde
UEN – Grupo União para a Europa das Nações
EDD – Grupo para a Europa das Democracias e das Diferenças

Os deputados europeus reúnem-se em sessão plenária uma vez por mês em Estrasburgo. Em Bruxelas, tem lugar um determinado número de sessões suplementares de dois dias. O Secretariado-Geral do Parlamento está instalado no Luxemburgo.

Duas semanas por mês, os deputados europeus participam nas reuniões das comissões parlamentares em Bruxelas, sendo a semana restante dedicada às reuniões dos grupos políticos.

O Parlamento Europeu vê-se confrontado com os condicionalismos inerentes ao multilinguismo – do que resulta que os serviços linguísticos ocupam cerca de um terço dos seus efectivos – e à existência de três locais de trabalho: Estrasburgo, Bruxelas e Luxemburgo. No entanto, o orçamento de funcionamento do Parlamento Europeu representa apenas 2,5 euros por ano e por habitante da União (ou seja 1.08% do orçamento total da União).

(via página do Parlamento Europeu: www.europarl.eu.int)

P. S. A propósito da política linguística dos vários participantes nas eleições para o Parlamento Europeu, a Associação Portuguesa de Esperanto preparou uma compilação, que pode ser consultada aqui.

[1388]

7 Junho, 2004 at 1:45 pm 1 comentário

“TOMAR” NO JORNAL “CIDADE DE TOMAR”

Como escreveu o Bruno no Avatares de um Desejo, os “blogues” não nos dão qualquer “lucro” material; o único “ordenado” que temos é o retorno que recebemos: “o nosso pão simbólico (mails, links, citações, apreciações de amigos, impropérios, spam, …)”.

Ou, como escreveu o Luís Filipe Borges no (agora inactivo) Desejo Casar, receber uma mensagem a agradecer um post que se escreveu não é apenas um gesto, “é um cachet, um ordenado, um recibo verde livre de impostos, um prémio monetário digno de estrelas literárias”.

Vem isto a propósito da referência que o Célio Gonçalo Marques fez o favor de publicar no jornal “Cidade de Tomar”, de 4 de Junho, no seu “Esp@ço Internet”:

“Numa altura em que se assiste à multiplicação dos blogues lusos vimos convidá-lo a visitar o blogue que Leonel Vicente vai mantendo sobre Tomar: http://tomar.blogs.sapo.pt.

Neste blogue pode encontrar um vasto conjunto de informação relacionada com a nossa cidade e diversas hiperligações para vários blogues tomarenses e para Web sites relacionados com Tomar.

Tendo em conta a importância deste fenómeno e a quantidade e qualidade dos “blogues tomarenses”, fica a promessa de num futuro próximo abordarmos mais profundamente este tema e apresentarmos mais alguns blogues.”

Obrigado!

[1387]

7 Junho, 2004 at 12:31 pm

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (I)

Sabia que.

Desde 1950, a produção mundial de bens e serviços foi multiplicada por 7.

Durante este mesmo período, apesar de a população mundial ter apenas duplicado, a quantidade de peixe capturado e a produção de carne quintuplicaram, assim como o consumo de energia.

P. S. Por reduzida disponibilidade de tempo, são muitos os agradecimentos que estão em atraso, que procurarei recuperar ao longo da semana. Obrigado ao Espelho Mágico, Ma-Schamba e Olissipo (três “blogues” cuja visita regular recomendo).

[1386]

7 Junho, 2004 at 8:40 am 2 comentários


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.