EURO 2004 – "BALANÇO INTERCALAR"

24 Junho, 2004 at 12:25 pm 1 comentário

PortugalConcluída que está a Fase de Grupos do Campeonato da Europa de Futebol, surge mais uma oportunidade para novo “Balanço”.

Primeira constatação: apenas metade das selecções já Campeãs da Europa (de que todas elas haviam marcado presença em Portugal) “seguem em frente”, para os 1/4 Final. Com alguma lógica (se assim se pode dizer…), ficaram pelo caminho os campeões “mais antigos” (Rússia – 1960, Espanha – 1964, Itália – 1968 e Alemanha – 1972, 1980 e 1996); continuam os campeões mais “recentes” (R. Checa – 1976, França – 1984 e 2000, Holanda – 1988 e Dinamarca – 1992). Continuam também em prova 4 candidatos a estreantes como Campeões da Europa: Portugal, Inglaterra, Suécia e Grécia.

Segunda constatação: pela terceira vez consecutiva (Europeus de 1996, 2000 e 2004), Portugal venceu o seu Grupo; a equipa portuguesa é a única da Europa a ter alcançado este registo!

Terceira constatação: a Alemanha – país com melhor palmarés histórico na competição (com os seus 6 lugares no pódio nas 8 presenças anteriores, já três vezes Campeã da Europa) – apesar da pobre campanha que fez em Portugal, consegue, ainda assim “melhorar um pouco” relativamente ao anterior Europeu (tinha sido 15ª – ou seja, penúltima classificada – em 2000); depois do título de 1996, os vice-Campeões Mundiais completam uma série de 6 jogos (todos os realizados em 2000 e 2004, sem conseguir qualquer vitória!).

Para além da Alemanha, as outras grandes decepções da prova são a Espanha (“vítima” do empate com a Grécia e da derrota com Portugal) e a Itália (“vítima” dos empates nos jogos com os nórdicos).

A Bulgária, Letónia e Suíça (sem qualquer vitória) denotaram “estar um pouco à margem” da disputa da competição, a alguma “distância competitiva” dos restantes (a Croácia também não ganhou… mas, esteve lá perto, fazendo nomeadamente um bom jogo contra os Campeões da Europa, França).

Pela positiva, destaca-se a prova da R. Checa que, no Grupo “teoricamente” mais difícil, se impôs categoricamente, com 3 vitórias em 3 jogos (o que Portugal, Itália e Holanda haviam também alcançado no EURO 2000, mas que, antes, apenas havia sido conseguido pela França em 1984).

Com duas vitórias na competição, na Fase de Grupos, apenas Portugal, França e Inglaterra.

Para além da R. Checa, também ainda não perderam na prova, a França, a Suécia e a Dinamarca (havendo essa “curiosidade” de a Itália ter sido entretanto eliminada, igualmente sem sofrer qualquer derrota).

A maior surpresa dos 1/4 final será portanto a presença da Grécia que, em anteriores participações em Fases Finais de grandes provas, nunca vencera um jogo.

Em termos de estatísticas, de realçar o “poderio atacante” da Inglaterra e Suécia (melhor ataque, ambas com 8 golos), seguidas da França e R. Checa, com 7 golos.

As melhores defesas pertencem a Portugal e Dinamarca, apenas com 2 golos sofridos.

Em termos individuais, realce para as prestações “goleadoras” de Rooney e van Nistelrooy (cada um já com 4 golos) e Zidane (3 golos). Destaque especial ainda para Nedved e Baros (R. Checa), Ballack (Alemanha), Sorensen (guarda-redes dinamarquês) e Ibrahimovic (Suécia). Na equipa portuguesa, “destaque para todos”…

As equipas que, em minha opinião apresentaram melhor futebol nesta primeira fase foram a R. Checa, a Holanda e a Dinamarca… e Portugal, no jogo com a Espanha (para além da eliminada Itália).

Em termos de “aposta” para os 1/4 final, a França parece claramente favorita contra a Grécia; aposto também na Holanda e na R. Checa, embora o jogo com a Dinamarca não deva ser “nada fácil”. Por fim, no Portugal – Inglaterra, em minha opinião, se Portugal conseguir jogar o que sabe, será favorito, uma vez que me parece ter uma equipa mais sólida e consistente que a Inglaterra, com bons jogadores em todos os sectores.

Para contribuir para o desejado apuramento português para as 1/2 finais, será necessário, logo ao final da tarde, um apoio “incansável” dos adeptos portugueses, provavelmente em minoria face aos ingleses.

Por fim, é possível alinhar já (“oficiosamente” – em função das suas classificações e prestações relativas na primeira fase da prova) a posição das 8 selecções eliminadas:

9º Itália
10º Espanha
11º Alemanha
12º Croácia
13º Rússia
14º Letónia
15º Suíça
16º Bulgária

Como escrevi aquando do Portugal – Espanha, um jogo de futebol é isso mesmo: “um jogo”, que deve ser “uma festa”; o Portugal – Inglaterra de mais logo é mais uma oportunidade para vibrarmos com as nossas emoções (a vida também é feita destes “pequenos momentos de felicidade”), de voltarmos a fazer uma “grande festa”. Oxalá!

[1471]

Entry filed under: Euro-2004.

"OUTRO, EU" / ABA DE HEISENBERG EURO 2004 – 1/4 FINAL – PORTUGAL – INGLATERRA

1 Comentário

  • 1. Pecola  |  24 Junho, 2004 às 8:09 pm

    A estas horas a Inglaterra já nos marcou um golo.. 😐


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: