Archive for 24 Novembro, 2003

"SOLIDARIEDADE BLOGUEIRA"

Entre ontem e hoje, interpelei, a propósito de diferentes questões, três colegas “bloggers”: solicitando ajuda para resolver uma questão com o template; solicitando permissão para reeditar na BLOGA!? um “post” publicado por um deles; solicitando que me fosse disponibilizado um texto já offline.

E, resultado espantoso, tive três “prontíssimas” respostas! O meu muito obrigado aos “colegas” J. P. Coutinho, “VMar” e Rogério.

Poderá este “companheirismo blogosférico” ser transposto / alargado ao mundo real e sermos, no nosso dia a dia, todos, cada vez mais solidários uns com os outros?

P. S. Relacionado com o tema dos “online selves” e dos “offline selves”, veja-se este interessante artigo no Socioblogue.

[636]

24 Novembro, 2003 at 7:56 pm

CATALUNHA (I)

Numa altura em que o .Plano Ibarretxe. . por via do qual o País Basco procura uma nova fórmula de articulação com a Espanha, reforçando a sua própria soberania . levanta grande polémica, as eleições na Catalunha vieram trazer maior complexidade à instável unidade espanhola.

À excepção do Partido Popular (partido no Governo Central), todos os restantes partidos principais reclamavam o reforço da autonomia Catalã, ou até mais que isso, em claro confronto com o poder central: (i) a Esquerda Republicana da Catalunha (ERC), com um projecto .radical., aspirando à independência; (ii) a Convergência e União (CiU), defendendo uma soberania partilhada, tendo por base o direito à auto-determinação; (iii) o Partido dos Socialistas da Catalunha (PSC-PSOE), que pretende uma reforma autónoma em toda a Espanha, baseada numa ideia de federalismo plural.

Na sequência das recentes eleições na Catalunha, o reforço do peso eleitoral da ERC transforma-a no .fiel da balança. entre a CiU e o PSC-PSOE (com o maior número de votos, mas com menos lugares no parlamento do que a CiU), em complexas negociações a realizar até à tomada de posse do novo governo da Catalunha, a 18 de Dezembro, em que todas as combinações parecem estar em aberto.

P. S. Mais um agradecimento, ao A Verdade da Mentira.

[635]

24 Novembro, 2003 at 1:56 pm 1 comentário

OUTRA ORDEM APARENTEMENTE OCIDENTAL (I)

.Quando se aproximava o segundo milénio, a Europa estava a recuperar das derradeiras invasões: os cavaleiros magiares asiáticos, a que chamaram .flagelo húngaro., tinham sido contidos no território onde haviam de se organizar como reino; a penetração .viking. diluíra-se por diversos pontos da costa europeia e pelos estuários dos rios; a expansão muçulmana, mais consolidada na Península Ibérica, começava a ser repelida pela reconquista cristã.

.

Na segunda metade do século XIV, em 1354, teve início o avanço otomano na Europa, a última das grandes invasões vindas de leste. E se hoje muito se fala da derrota dos príncipes sérvios no Kosovo, em 1389, a conquista de Constantinopla pelos turcos, em 1453, marcou o fim do Império Romano do Oriente e também o fim da Idade Média.

Em pleno renascimento e bem a meio do segundo milénio, os portugueses iniciaram a criação dos novos impérios..

“Outra ordem aparentemente ocidental” (António Emílio Ferraz Sacchetti) . Notícias do Milénio

[634]

24 Novembro, 2003 at 8:53 am

UNIÃO EUROPEIA – 1975

Em Janeiro, em Reunião do conselho de governadores do comité interino do Fundo Monetário Internacional (FMI), em Washington DC (EUA), é acordado aumentar a quota dos países membros, suprimir o preço oficial do ouro e atribuir aos direitos de saque especiais o lugar central no sistema monetário internacional.

Em Fevereiro, a Comunidade e os 46 países de África, das Caraíbas e do Pacífico (ACP) assinam em Lomé (Togo), uma convenção, conhecida como Lomé I, para substituir as Convenções de Yaundé.

A primeira reunião do Conselho Europeu realiza-se em Dublin (Irlanda) em Março.

O Conselho cria o Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e um Comité de Política Regional.

O Conselho adopta uma unidade de conta europeia baseada num “cabaz” composto por moedas comunitárias.

Em Junho, a Grécia apresenta a sua candidatura oficial para se tornar país membro das Comunidades Europeias.

Em Dezembro, é tomada a decisão de eleição do Parlamento Europeu por sufrágio universal.

[633]

24 Novembro, 2003 at 8:07 am

1975 – INVASÃO DE TIMOR

“Num cenário de guerra civil entre a UDT e a Fretilin, movimentos pró e contra a integração na Indonésia, Timor-Leste é invadido por tropas de Jacarta. Na invasão morrem 200 mil timorenses. Portugal corta relações diplomáticas com a Indonésia e pede a intervenção da ONU. Forças da Fretilin refugiam-se nas montanhas, onde prosseguem a resistência armada. Em 1976, a Indonésia declara Timor-Leste como a sua 27ª província”.

[632]

24 Novembro, 2003 at 8:05 am

1975 – KHMERS VERMELHOS

“No dia 17 de Abril, milhares de combatentes comunistas liderados por Pol Pot entram na capital cambojana, Phnom Penh, e assumem o poder, após cinco anos de combates. Os soldados governamentais não opõem resistência e a população acolhe entusiasticamente os “salvadores da pátria”. Mas rapidamente se dá início a um período de terror. O país é transformado em verdadeiro “campo da morte”. Verificam-se inúmeras execuções sumárias, torturas e perseguições. O terror só terminará com a invasão vietnamita de Janeiro de 1979. O regime deixa um rasto de sangue que se traduz no genocídio de milhão e meio de pessoas. O “irmão número um” é abandonado pelos seus homens, morrendo na selva em Abril de 1998″.

[631]

24 Novembro, 2003 at 8:04 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.