Archive for 17 Novembro, 2003

NOVOS MEMBROS DA UNIÃO EUROPEIA – HUNGRIA (I)

Originalmente, a Hungria é formada por descendentes dos magiares (tribos finoúgricas e turcas que se misturaram com tribos eslavas), cavaleiros oriundos das margens do rio Volga, tendo, no século IX, expulsado eslavos e germânicos.

Fundaram um reino e converteram-se ao cristianismo no século X, sob o reinado de Estêvão I. Os elementos culturais tradicionais foram substituídos pelos padrões do ocidente e o latim tornou-se a língua oficial.

No final do século XI, A Hungria era uma potência europeia, conquistando terras a Leste e a Sul. O desenvolvimento foi interrompido pela devastação provocada pelas hostes tártaras (mongólicas) em 1241, que arrasaram o país.

O Rei Bela IV (1235-1270) é recordado como o .segundo fundador da pátria., já que teve de voltar a construir o país.

O período de 1301 a 1490 marca o auge do estado medieval húngaro. Da luta entre as dinastias europeias, saíra vencedora, em 1301, a Casa de Anjou, que obteve a coroa húngara. Seguiu-se um período de novo florescimento húngaro e nova política conquistadora, chegando as fronteiras até à Bulgária, Moldávia e à Dalmácia. A Hungria converteu-se numa grande potência europeia.

Em 1410, Segismundo foi eleito imperador do Sacro Império Romano Germânico, tendo lutado por restaurar a paz e a unidade do Império.

O filho Matias, eleito rei em 1458, criou uma forte monarquia centralizada, tendo conquistado a Morávia, Silésia, Viena e uma boa parte da Áustria. O seu objectivo era criar um forte .império danubiano., que pudesse servir de .contra-peso. ao Império Otomano. Contudo, morreu repentinamente em 1490, sem deixar herdeiro.

[600]

17 Novembro, 2003 at 8:49 am

UNIÃO EUROPEIA – 1971

O Conselho aprova o Plano Werner para reforçar a coordenação das políticas económicas. Os Estados-Membros devem adoptar medidas para harmonizar as respectivas políticas orçamentais e para reduzir as margens de flutuação entre as suas divisas.

Em Maio, o Conselho introduz um sistema de montantes compensatórios monetários para o comércio de produtos agrícolas entre os Estados-Membros, a fim de manter a unidade do mercado comum agrícola.

O Parlamento Europeu aprova uma resolução relativa às regras de concorrência e à situação das empresas comunitárias no mercado comum e na economia mundial.

Vigésima sétima sessão do Acordo Geral sobre Pautas Aduaneiras e Comércio (GATT).

[599]

17 Novembro, 2003 at 7:58 am

1971 – PATRIARCA

“O Vaticano nomeia D. António Ribeiro cardeal-patriarca, em substituição de D. Manuel Gonçalves Cerejeira, que desempenhara o cargo durante 42 anos”.

[598]

17 Novembro, 2003 at 7:57 am

1971 – GREANPEACE

“Em Vancouver, no Canadá, é criado este movimento ecologista internacional, que se inicia com acções de protesto contra os ensaios nucleares na atmosfera”.

[597]

17 Novembro, 2003 at 7:56 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @laligaennumeros: Y hasta aquí llegó el récord 🤷🏼‍♂️ Más partidos seguidos sin perder en competición europea: 2⃣6⃣ 🇪🇸@RCDEspanyol (2006… 2 hours ago
  • RT @SexoGratweeto: A compra da Media Capital pela Cofina provavelmente vai ser esquecida, mas daqui a uns anos quando já for impossível de… 2 hours ago
  • RT @jorgeraa: Das 28 equipas inglesas, espanholas, alemãs e italianas, só foram eliminadas da Europa até agora 3 (uma alemã e duas italiana… 3 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.