Archive for 14 Novembro, 2003

MÚSICA CLÁSSICA (V)

Com o advento da telefonia, a música clássica tornou-se, finalmente, acessível a uma audiência de .massas..

Após o fonógrafo, de 1877, o som gravado evoluiu com o disco e a fita magnética no final da década de 1920, o disco de .longa duração. em 1948, a reprodução estereofónica em 1957, a cassete compacta em 1963 e, por fim, a gravação digital e os discos compactos no início da década de 1980.

Por via de cada uma destas inovações, a fidelidade da gravação foi incrementada, fazendo aumentar significativamente as vendas.

A linha divisória entre .música de câmara. e .música orquestral. tornou-se muito difícil de traçar. Stravinsky pôs de parte as grandes e tradicionais formações instrumentais e optou por combinações de instrumentos com cores e efeitos variados.

Cerca de meados do século XX, os compositores começaram a explorar as possibilidades dos instrumentos electrónicos, tais como o órgão eléctrico e, mais tarde, os sintetizadores, moduladores, amplificadores, até aos computadores.

Ao longo dos séculos, a música clássica diversificou-se, dando resposta às mudanças da sociedade.

Já no século XX, destacam-se os seguintes compositores: Sergei Prokofiev (1891-1953), com .Pedro e o Lobo. e .Romeo e Julieta.; Sergei Rachmaninov (1873-1943), com os seus concertos para piano; Bela Bartok (1881-1945), com .Concerto para Orquestra.; George Gershwin (1898-1937), com .Rhapsody in Blue.; Igor Stravinsky (1882-1971), com .O Pássaro de Fogo. e .A Sinfonia em Três Andamentos.; Heitor Villa-Lobos (1887-1959), com os seus concertos para guitarra; Joaquin Rodrigo (n. 1901), com o .Concerto de Aranjuez.; e Leonard Bernstein (1918-1990), com .West Side Story..

Finalmente, os contemporâneos: Philip Glass (n. 1937) e Michael Nyman (n. 1944).

Nos dias de hoje, o estrondoso sucesso de figuras como o maestro Karajan ou de artistas como Pavarotti, Plácido Domingo ou José Carreras (para não chegar ao caso de Andrea Bocelli.) rivaliza com o dos artistas da mais lucrativa .indústria da música ligeira..

P. S. Nestas horas de angústia, a minha solidariedade para com os jornalistas portugueses no Iraque (Carlos Raleiras, TSF e Maria João Ruella, SIC), alvo de ataque, assim como com os colegas que, em Portugal, se encontram também a sofrer por eles.

[586]

14 Novembro, 2003 at 6:56 pm

PRESTIGE (VI)

30.11.02 . .A impressão do governo é de que o fuel solidificou e que o que se mantém à tona é óleo e combustível do navio. – Mariano Rajoy, Vice-Presidente do Governo.

05.12.02 . .É verdade que estive no fim-de-semana de 24 de Novembro na Serra Nevada, mas não a esquiar. – Francisco Alvárez Cascos, Ministro do Fomento.

05.12.02 . .Pensa-se que o fuel está ainda a arrefecer; saiem uns pequenos fios, os que se viram, hoje em concreto, são quatro regueiros que se solidificaram com aspecto de plasticina em estiramento vertical. Deve sair de alguma das fendas. Os técnicos estão a estudar o significado disto. . Mariano Rajoy, Vice-Presidente do Governo de Espanha, no Congresso de Deputados.

12.12.02 . .Na catástrofe do Prestige, há apenas um culpado: o navio. – Ana Botella, esposa de Aznar.

24.12.02 . .As praias estavam limpas e esplendorosas, a visão era magnífica. – Federico Trillo, Ministro da Defesa (em Dezembro de 2002, a imensa maioria das praias continuavam cobertas de fuel, num estado terrível).

03.02.03 . .Se se chegasse à conclusão que a responsabilidade é de alguma autoridade pública, não o divulgaria, porque isso prejudicaria o património nacional. – Rodolfo Martin Villa, Comissário nomeado pelo Governo de Espanha para investigar a tragédia.

16.05.03 . .Os nossos peixes e mariscos atingiram dimensões que nunca tiveram. – Jaime Pita, Conselheiro da Presidência da Junta da Galiza.

[585]

14 Novembro, 2003 at 12:36 pm

PRESTIGE (V)

20.11.02 . .O que temos feito é o trabalho que se tinha de realizar. Longe de qualquer protagonismo e próximo de encontrar a resposta. – Jaume Matas, ministro do Ambiente.

20.11.02 . .Estivemos a planear propor o bombardeamento do petroleiro com os nossos caças F-18 e os Harrier de descolagem vertical. – Federico Trillo, Ministro da Defesa.

22.11.02 . “O navio perdeu algum fuel ao ser rebocado” – Mariano Rajoy, Vice-Presidente do Governo (realmente, foram umas trinta mil toneladas.).

22.11.02 . .Há um dado claro, é que não se sabe qual a quantidade derramada. – Arsenio Fernández de Mesa, Delegado do Governo.

23.11.02 . .Não se trata de uma maré negra, mas apenas de manchas muito localizadas. – Mariano Rajoy, representante da Presidência.

24.11.02 . .Estive na caçada, mas vim sem participar nela, mas falei com o presidente da Câmara de Comércio de Madrid, o viguense Fernández Tapias, que sabe muito de petroleiros. E logo vim para a Galicia mesmo sem comer. – Manuel Fraga Iribarne, Presidente da Junta (numa caçada organizada pelo dono do .El Corte Ingles., no fim-de-semana em que o navio se encontrava à deriva)

27.11.02 . .Creio que há alarmismos muito pouco justificados. – José María Aznar, Presidente do Governo de Espanha.

[584]

14 Novembro, 2003 at 8:54 am

PRESTIGE (IV)

Durante o dia de hoje, relembrando a catástrofe ecológica do “Prestige”, apresentarei algumas declarações de responsáveis espanhóis, nos dias seguintes ao desastre, citações que têm vindo a ser introduzidas pelo Martin Pawley no Dias Estranhos.

Porque é preciso não esquecer; porque, durante o ano que passou, nada mudou em termos de medidas de prevenção; porque não queremos que se repita NUNCA MAIS!

14.11.02 . .O mais provável é que o fuel não chegue à costa galega. – Arsenio Fernández de Mesa, Delegado do Governo.

15.11.02 . “Já passou o perigo mais grave” – Manuel Fraga Iribarne, presidente da Junta da Galiza.

16.11.02 . .A rápida intervenção das autoridades espanholas, afastando o barco da costa, faz com que não temamos uma catástrofe ecológica. – Miguel Arias Cañete, Ministro da Agricultura.

17.11.02 . .Não pode falar-se de maré negra, apenas um derrame de fuel. – Enrique López Veiga, Conselheiro de Pescas.

17.11.02 . .Todo o fuel derramado que tinha que chegar à costa já chegou. – Enrique López Veiga, Conselheiro de Pescas.

19.11.02 . .O fuel do Prestige, que se encontra no fundo do mar, solidificará devido às baixas temperaturas e ali ficará para sempre. – Arsenio Fernández de Mesa, Delegado do Governo.

19.11.02 . .O destino do fuel no fundo do mar é o de se converter em pedra. – Arsenio Fernández de Mesa, Delegado do Governo.

[583]

14 Novembro, 2003 at 7:48 am

1968 – CHECOSLOVÁQUIA

“A 20 de Agosto, tropas soviéticas invadem a Checoslováquia, pondo um fim abrupto e violento às reformas liberais de primeiro-ministro Alexander Dubcek. Termina a Primavera de Praga”.

“Notícias do Milénio”, publicação dos jornais do “Grupo Lusomundo”, Julho de 1999

[582]

14 Novembro, 2003 at 7:42 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.