LÍNGUAS MINORITÁRIAS NA EUROPA (XIX)

24 Março, 2005 at 12:32 pm

O Bretão (em bretão Brezhoneg) é a única língua céltica presente no Continente Europeu. É considerada uma língua céltica insular ou “neo-céltica”, diferente do gaulês, apesar de algumas influências desta língua.

A população bretã descende principalmente de um misto de armoricanos e celtas de língua bretã provenientes da Grã-Bretanha no final do período Romano.

É falado na região da Bretanha, no noroeste de França, numa linha que vai de Paimpol a Vannes, sendo constituído por dois grupos principais de dialectos: o KLT (Cornualha, Léon, Trégor) e o vanetês (no Morbihan). O ensino e os media utilizam cada vez mais uma língua unificada.

Serão cerca de 240 000 os falantes de Bretão (20 % da população da região), principalmente entre os mais idosos. A maior parte dos residentes nas cidades de menos de 10 000 habitantes são pelo menos capazes de compreender a língua.

Não existe uma política específica relacionada com esta língua, falando-se de uma situação de tolerância de alguma forma hostil, que virá contribuindo para que se instale uma crise no uso do Bretão, língua pouco prestigiada. É permitido o ensino opcional, por vezes extra-curricularmente.

O Bretão tem o mesmo estatuto que outras línguas não oficiais em França (nos termos da Constituição de 1992, o Francês é a (única) língua da República Francesa). A França recusa-se a assinar tratados internacionais sobre os direitos das minorias autóctones e o uso de línguas maternas.

Artigos 1, 3, 4 e 5 da Declaração Universal dos Direitos do Homem, em Bretão:

“Mellad unan (1)
Dieub ha par en o dellezegezh hag o gwirioù eo ganet an holl dud. Poell ha skiant zo dezho ha dleout a reont bevañ an eil gant egile en ur spered a genvreudeuriezh.

Mellad tri (3)
Gwir a zo gant pep hini d’ar vuhez, d’ar frankiz, ha d’an diogelroez evitañ.

Mellad peuar (4)
Ne vo dalc’het den er sklaverezh nag er sujidigezh; berzet e vo kement stumm a sklaverezh hag a werzhañ-sklaved.

Mellad pemp (5)
Ne vo lakaet den da c’houzañv ar jahinerezh, na doareoù pe kastizoù kriz ha didruez.”

[2163]

Entry filed under: Cultura, Artes e Letras.

JULES VERNE CARTA DE PÊRO VAZ DE CAMINHA (XIV)


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Março 2005
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers gostam disto: