SOPHIA DE MELLO BREYNER (IV)

6 Novembro, 2003 at 1:58 pm 1 comentário

FERNANDO PESSOA

“Teu canto justo que desdenha as sombras
Limpo de vida viúvo de pessoa
Teu corajoso ousar não ser ninguém
Tua navegação com bússola e sem astros
No mar indefinido
Teu exacto conhecimento impossessivo.

Criaram teu poema arquitectura
E és semelhante a um deus de quatro rostos
E és semelhante a um de deus de muitos nomes
Cariátide de ausência isento de destinos
Invocando a presença já perdida
E dizendo sobre a fuga dos caminhos
Que foste como as ervas não colhidas”.

PUDESSE EU

“Pudesse eu não ter laços nem limites
Ó vida de mil faces transbordantes
Para poder responder aos teus convites
Suspensos na surpresa dos instantes!”

P. S. Parabéns Sophia de Mello Breyner, no dia do seu 84º aniversário!

[540]

Entry filed under: Livro do mês.

MTV – EUROPE MUSIC AWARDS DEBATE SOBRE A "CONSTITUIÇÃO EUROPEIA" (III)

1 Comentário

  • 1. Capniro  |  6 Novembro, 2003 às 3:37 pm

    O Fórum Capniro em colaboração com o Blog Capitão Fantasma encontra-se a promover a comunidade dos Blogs através da concessão de espaços no Fórum Capniro.
    Estás desta forma convidado a visitar-nos no endereço http://utenti.lycos.it/niro35/phpBB2/ e verificar o seu funcionamento.
    A concessão é grátis, não implicando qqr contrapartida financeira. Moderador exclusivo do espaço solicitado!

    Aparece.


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: