PAUL AUSTER NA CULTURGEST

30 Abril, 2005 at 12:30 am 6 comentários

Acabado de chegar de uma magnífica sessão “à conversa com Paul Auster”, é enorme a satisfação que experimento.

A primeira grande (e boa) surpresa foi ver a fila que – uma hora antes do início da sessão – se formava junto à Culturgest; não são apenas os U2 que dão origem a filas para comprar bilhetes!…

Depois, com o Grande Auditório da Culturgest perfeitamente repleto (estimo cerca de 1 000 pessoas), o editor em Portugal (Edições Asa) introduziu Paul Auster, que, acompanhado pela escritora Luísa Costa Gomes, brindou a audiência com meia hora de leitura de algumas passagens da última obra do autor (“A Noite do Oráculo”), respectivamente na versão original (em inglês), e em português.

O melhor estava ainda para vir, com cerca de 50 minutos de “conversa” entre o escritor e o público, respondendo a cerca de 20 perguntas, interessantes, pertinentes, inteligentes (obviamente, sempre em inglês) – nos próximos dias, aqui apresentarei uma breve súmula dessa “conversa”.

No final, a inevitável sessão de autógrafos, culminando uma noite inesquecível.

Amanhã (aliás, hoje!), Paul Auster estará presente na FNAC Chiado, pelas 21 horas. Imperdível!

[2237]

Entry filed under: Cultura, Artes e Letras. Tags: .

BOLÍVIA À CONVERSA COM PAUL AUSTER (I)

6 comentários

  • 1. Joaquim Moreira  |  30 Abril, 2005 às 10:10 am

    Bom-dia

    Fico a aguardar pela breve súmula

    Cumprimentos
    Joaquim Moreira

  • 2. filinto  |  30 Abril, 2005 às 11:13 am

    Obrigado pelo reporting. Abraço

  • 3. Leonel Vicente  |  30 Abril, 2005 às 12:07 pm

    “Work in progress…”

    Obrigado pelo vosso interesse!

  • 4. Tom Pesch - do Brasil  |  30 Abril, 2005 às 12:50 pm

    Puxa, acabei de ler um pequeno trecho de um escrito do Paul no site ruadajudiaria, mas definitivamente ele deve ser um ótimo poeta, se puderes me mandar algum escrito dele (em português) pelo meu email, ficarei muito grato! abraços, Tom >>

  • 5. Ana [Lua]  |  4 Maio, 2005 às 2:46 am

    Cruzámo-nos por lá…

  • 6. Alexandra  |  24 Maio, 2005 às 4:35 pm

    Fui toda entusiamada até à FNAC do Chiado, para ver e ouvir esse grande escritor, e qual não é o meu espanto que ele, por estar muito cansado, não falou, so deu autográfos.
    Foi uma pena!!
    Sou uma iniciada em Paul Auster, apenas li o Mr. Vertigo, O Livro das Ilusoões e estou agora a ler Timbubtu.Estou a adorar.
    Alias, considero-o um dos melhores escritores de todos os tempos.
    Alexandra


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2005
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: