Archive for 19 Abril, 2005

INDEPENDÊNCIAS SUL-AMERICANAS (I)

Em menos de 20 anos, concretiza-se o processo de independências em toda a América do Sul: o Paraguai proclama a Independência em 1811; a Argentina, em 1816; o Chile, em 1818; a Venezuela e a Colômbia, em 1819; o México (na América Central), em 1821; o Equador e o Brasil, em 1822; o Peru, em 1824; a Bolívia, em 1825; o Uruguai, em 1828.

A Grã-Colômbia idealizada por Simão Bolívar fragmentar-se-ia em Venezuela, Colômbia, Equador e Panamá. O Peru e o Vice-Reino do Rio da Prata dariam origem aos actuais Peru, Bolívia, Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile. O Brasil mantém a unidade territorial da antiga colónia, vindo contudo a perder, na Guerra Cisplatina (1825-1827), a Banda Oriental, actual Uruguai.

Na América Central, em 1822, a Guatemala subleva-se contra a sua anexação pelo México. Em 1823, forma-se a Federação das Províncias Unidas da América Central, que viria contudo a desagregar-se, originando os actuais Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras e Nicarágua.

[2217]

19 Abril, 2005 at 6:27 pm

TUNAS UNIVERSITÁRIAS (XII)

A Tuna Universitária do Minho foi fundada em 1990 por 20 jovens trovadores, na cidade de Braga, tendo por objectivo cantar e encantar as colegas estudantes, bem como manter as velhas tradições académicas, tendo-se estrado nesse ano nas “Monumentais Festas do Enterro da Gata”.

Caracterizados como “alegres, joviais, andarilhos, comedores, bebedores e namoradores”, têm sido grandes representantes da Universidade do Minho por todo o país e também no estrangeiro.

O seu trajo académico, com o uso de um bico vermelho sobre os ombros, valeu-lhes o epíteto de “Vermelhinhos”, conferindo-lhe uma identidade bastante própria.

Em homenagem às raízes da Academia Bracarense, a TUM, com a colaboração do maestro Armindo Maia, antigo regente da Tuna do Liceu Nacional Sá de Miranda, viria a recuperar alguns dos hinos dessa antiga Tuna.

Organizam anualmente o FITU Bracara Avgvsta – Festival Internacional de Tunas Universitárias, reunindo em Braga, em cada mês de Maio, cerca de 300 tunos, no que constitui uma referência no panorama nacional dos Festivais de Tunas, a par de um dos principais eventos culturais da cidade.

Como Tuna mais antiga da Academia Minhota, apadrinharam a Azeituna – Tuna de Ciências da Universidade do Minho, a Tuna Académica do Externato Infante D. Henrique, a Afonsina – Tuna de Engenharia da Universidade do Minho e a Tuna Académica da Universidade Fernando Pessoa.

Em Maio de 2000, comemorando o seu décimo aniversário, foi lançado o CD duplo “Tuna Universitária do Minho”, compreendendo 31 temas.

Do repertório da Tuna, destacam-se nomeadamente: Às raparigas de Braga, Tunalmente Molhado, Tango à Cantina, Terra Amada, Pilinha, Rendilheira, Luar Danado, Risos de Estudante, Despedida, Capas, És tu…, Brasileira, À Meia-noite ao Luar, A fonte e o teu nome, Terras de Portugal, Adeus é sempre Adeus e Capuchinho.

[2216]

19 Abril, 2005 at 8:22 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2005
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.