A "PRODUTIVIDADE DOS BLOGGERS"

29 Setembro, 2004 at 8:30 am 4 comentários

É pergunta recorrente no seio da “blogosfera”, “O que leva uma pessoa a partilhar as suas ideias, por vezes aquelas mais no seu íntimo individual, perante uma «audiência» potencialmente ilimitada“?

Mas há uma outra questão que pode ser também colocada: O que motiva os “bloggers” – principalmente aqueles mais activos – a, diariamente, (na maior parte dos casos por várias vezes), e de forma praticamente ininterrupta, “produzir entradas”, com um ritmo pouco menos que alucinante, formando, após mais de um ano de intensa actividade, uma imensa colecção de textos, com uma “produtividade” que julgo não ter paralelo em nenhum “colunista” de jornal (perdoe-se-me a comparação espúria…)?

Qual a retribuição que têm (ou esperam vir a ter?) de toda esta intensa actividade, bastante absorvente em termos de tempo, cuja disponibilidade escasseia até para as próprias ocupações profissionais de cada um ?

Poderá ser um dia possível em Portugal (estou a pensar em “bloggers de referência”, como, por exemplo, José Pacheco Pereira, Daniel Oliveira, Francisco José Viegas, Vital Moreira, António Granado, Pedro Fonseca, Pedro Mexia, João Pereira Coutinho, Pedro Lomba, José Mário Silva, Luís Filipe Borges, Paulo Querido, Paulo Gorjão, as equipas dos Marretas, Mar Salgado, Grande Loja, Blasfémias, Gato Fedorento, …) exercer-se “carreira como blogger profissional”?

Há 1 ano no Memória Virtual – 90 % de popularidade

[1750]

Entry filed under: Blogosfera.

A VIAGEM DE VASCO DA GAMA (I) A VIAGEM DE VASCO DA GAMA (II)

4 comentários

  • 1. Nelson Santos  |  29 Setembro, 2004 às 10:30 pm

    Não me parece Leonel…embora não deixasse de ser uma ideia interessante. Afinal, há para aí nomes que produzem bem mais na blogosfera do que nas suas actividades profissionais! 😉

  • 2. Paulo  |  30 Setembro, 2004 às 6:31 pm

    Não sendo um blogger profissional, já sou um profissional dos blogues. Mas adiante. Alguns dos citados já tiveram/terão em breve retribuição económica, ainda que indirectamente. Uns publicaram / vão publicar livros que não seriam possíveis sem os seus blogues. Outros transpuseram para os seus jornais / actividades profissinoais a cadência de escrita adquirida no blogging com evidentes ganhos. Outros passaram de cronistas quase conhecidos a cronistas respeitáveis. A exposição nos blogues ajuda a conquistar / aumentar / cimentar quer audiências, quer contratos (vidé Gato Fedorento).

    Depois há os retornos não-mensuráveis… decorrentes da prática do agit-prop recuperada para o espaço público via blogging, ainda sem o carimbo de agit-prop, mascarada de humor (Barnabé), ou de “assuntos sérios” (Abrupto), que “educa” e influencia as opções políticas dos leitores.

    Só posso concluir que há profissionalismo na blogosfera portuguesa. Não há ainda um exemplo de carreira (esperem mais algum tempo, isto começou há ano e meio…) ou de exclusividade, mas já se deve considerar, com abundantes exemplos, que há bloggers profissionais em part-time, pagos por mecanismos indirectos.

  • 3. Carriço  |  1 Outubro, 2004 às 12:29 am

    Respondendo à questão mais simples, o que me leva a ter um blog é a possibilidade de partilhar coisas que, normalmente, não tenho possibilidade de dar a conhecer e que poucas pessoas (a não ser os amigos mais chegados) reconhecem em mim. Também admito que sou um pouco tímido e que o blog me liberta bastante desse aspecto. Se tiver qualquer comentário, já me dou por bastante contente. Gosto da interacção e até já posso dizer que aprendi muito a «navegar» por outros blogs.

    Quanto à possibilidade de existência de bloggers profissionais, quer-me parecer que só o tempo e a aceitação/desenvolvimento do fenómeno dos blogs poderão responder. A verdade é que há blogs mais visitados que alguns sites e a publicidade pode começar a sentir-se atraída para a blogoesfera.

    Saudações

  • 4. zim-zim  |  4 Outubro, 2004 às 9:32 am

    Sim vai-se developar enormamente,e como tu o dises bastante bem,so os melhores irâo ficar o que vai levar a uma grande destinçâo!Vai haver ganhantes e perdantes.Um exemplo actualmente existe variadades de jogos em que os partenarios estâo nos lados opostos do mundo,e nâo sâo os Americanos os melhores.PS esperemos


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Setembro 2004
S T Q Q S S D
« Ago   Out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @ConstancaSa: E a comunicação social, Paulo, tira as devidas consequências? Ou ele são todos iguais e nós somos os arautos dos boas prát… 5 hours ago
  • RT @MundoMaldini: Justo triunfo del Valencia. Por muchas cosas. Sobre todo premio a la paciencia por aguantar a Marcelino en el momento crí… 5 hours ago
  • RT @pedro_sales: @jcaetanodias errado. dois para sporting, um para benfica e hipótese de um destes clubes vencer ainda a supertaça 2018/19. 5 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: