MITOLOGIA GRECO-ROMANA (V)

10 Setembro, 2004 at 12:38 pm 1 comentário

Hermes (Mercúrio), divindade de tudo o que exigisse habilidade e astúcia, mensageiro de Zeus, de quem era filho, resultante da sua relação com Maia, ficou conhecido como deus dos comerciantes e dos viajantes… mas também dos ladrões. Voava com a rapidez de um raio, com as suas sandálias e chapéu alados.

Deméter (Ceres) – filha de Cronos e de Réia, deusa da agricultura, das colheitas e da fertilidade, nomeadamente dos cereais (era a deusa da cabeça de cavalo, na sequência do disfarce de égua que adoptara para escapar às investidas de Poséidon), encarnando o ciclo da vegetação, ensinou os homens a arte de cultivar a terra.

Poséidon (Neptuno), deus das águas e dos mares, era também (tal como Zeus e Hades) filho de Cronos; da partilha do mundo entre os três irmãos, caberia a Zeus ser o deus supremo, e a Hades (Plutão, para os Romanos), ser o deus dos mortos ou dos infernos, enquanto que a Poséidon coube o reino das águas, com um palácio de ouro situado no fundo do Mar Egeu, tendo por arma o tridente, o qual utilizava para provocar tempestades, maremotos e terramotos, como forma de punição dos homens, tendo também o poder de acalmar a fúria das águas. Tendo por esposa Anfitrite, seria o pai de Pégaso, o cavalo alado gerado por Medusa. O seu lugar de culto mais importante era o istmo de Corinto, onde, em sua honra, se disputaram os Jogos Ístmicos.

Dionísio, deus da natureza, em particular, deus do vinho (Baco, para os Romanos) e da vegetação, é considerado como o pai do teatro, sendo organizados festivais em sua homenagem (Bacanais ou festas de Baco), que degenerariam, no tempo dos Romanos, em excessos sexuais. Era filho de Zeus e de Semele (uma mortal), nascido da coxa de Hefesto (onde completou a sua gestação), que o resgatara do ventre da mãe quando ela morreu, vítima de incêndio no palácio onde vivia. Decidiu aproveitar a sua descoberta da produção do vinho a partir das uvas para ser aceite como deus. Teve apenas dois amores: Afrodite (de quem tece o filho Príapo) e Ariadne.

Sobre a mitologia greco-romana, a visitar, esta página.

[1707]

Entry filed under: Sociedade.

PALÁCIO DE CNOSSOS (II) BARNABÉ

1 Comentário

  • 1. alex_kid_14  |  6 Janeiro, 2005 às 9:23 pm

    exelente blog eu adoro mitologia


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Setembro 2004
S T Q Q S S D
« Ago   Out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @ConstancaSa: E a comunicação social, Paulo, tira as devidas consequências? Ou ele são todos iguais e nós somos os arautos dos boas prát… 5 hours ago
  • RT @MundoMaldini: Justo triunfo del Valencia. Por muchas cosas. Sobre todo premio a la paciencia por aguantar a Marcelino en el momento crí… 5 hours ago
  • RT @pedro_sales: @jcaetanodias errado. dois para sporting, um para benfica e hipótese de um destes clubes vencer ainda a supertaça 2018/19. 5 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: