JOGOS SEM FRONTEIRAS (I)

25 Abril, 2005 at 7:34 pm

Jogos Sem Fronteiras30 edições, 18 países, 265 sessões, 2 500 cidades participantes, 2 700 jogos, 30 000 concorrentes, 65 milhões de telespectadores por emissão, são os números “esmagadores” dos “Jogos Sem Fronteiras”, um programa de televisão mítico que celebrou o convívio entre os povos europeus e que marcou os anos de adolescência da minha geração.

Os Jogos nasceram em 1965 – alegadamente sob os auspícios do antigo Presidente francês, General De Gaulle, visando unir os jovens de toda a Europa –, tendo sido realizadas 30 edições anuais (de 1965 a 1982 e de 1988 a 1999), acompanhando pelo menos duas gerações de telespectadores europeus.

Inspiraram-se no programa de Guy Lux, “Intervilles”, no qual, desde 1962, duas cidades francesas se defrontavam em diversos jogos.

Em 1965, Guy Lux, Pierre Brive, Claude Savarit e Jean-Louis Marest estenderam o conceito ao nível europeu, convidando a França, Bélgica, Itália e Alemanha a participar na primeira edição dos Jogos, então ainda denominados “Jogos Internacionais”.

A 26 de Maio de 1965, o primeiro encontro teria como fundadoras as cidades francesa de Dax e alemã de Warendorf.

[2225]

Entry filed under: Media e Comunicação.

DE REGRESSO… JOGOS SEM FRONTEIRAS (II)


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2005
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: