TUNAS UNIVERSITÁRIAS (XV)

22 Abril, 2005 at 8:36 am

A fechar esta viagem de três semanas pelas Tunas Universitárias portuguesas, permitam-me concluir com uma Tuna de Tomar!…

Foi em 2000 que alguns trovadores do Grupo de Serenatas “Os Rosas Negras” tomaram a iniciativa de formar a Tuna Templária do Instituto Politécnico de Tomar, tendo por objectivo perpetuar as tradições académicas, estreitando relações com a população tomarense.

Nas suas próprias palavras, “Embriagados pela cor das tascas tomarenses, abençoados pelo Mestre Gualdim Pais e apaixonados pelas donzelas, razão da nossa existência, os Templários têm sido avistados a cantar e encantar por terras lusas, provando ainda o sabor de Espanha e França e as quentes lagoas açorianas”.

Contam também já com um CD editado, organizando ainda, desde 2002, o “Templário” – Festival Internacional de Tunas da Cidade de Tomar, um acontecimento periódico de prestígio e uma referência no panorama cultural de Tomar, certame que visa proporcionar à comunidade tomarense um espectáculo de destaque, com a presença de algumas das melhores Tunas nacionais e estrangeiras, a par de apresentar o Instituto Politécnico de Tomar como pólo dinamizador de tradições culturais e académicas.

A Tuna Templária apadrinhou também a ESTAtuna de Abrantes, tendo procedido à geminação com a Tuna de Veteranos de La Coruña.

Tem por lema, “Non nomine domine sed tuo da gloriam” (“Não por nós mas para que o teu nome tenha glória”).

O brazão da Tuna foi criado pelo Antigo Tuno André Braga: ao centro pode observar-se metade de uma cruz dos Templários fundida com um bandolim de cor dourada; do lado direito, a capa do traje académico, acompanhada pelo chapéu típico do Ribatejo de cor cinzenta; do lado esquerdo, uma cruz dos Templários a vermelho, e uma Cruz de Cristo a vermelho e branco no lado oposto; por cima as inscrições “Tuna Templária” a branco, e Instituto Politécnico de Tomar em baixo, igualmente em branco.

Do seu repertório destacam-se nomeadamente os seguintes temas: A Morte Saíu à Rua, Acordai (da autoria do grande compositor tomarense Fernando Lopes-Graça), Adeus, Tomar (música de Max, dedicada à cidade Templária), Camélias (música de revista estreada em 1928, uma das “memórias” da música ligeira portuguesa), Canção do Mar (versão do fado eternizado na voz da Amália), Coração de Papelão (música popular dos anos 60), Linda Cidade (original da Tuna, uma serenata dedicada à cidade de Tomar), Menina Que Não Disse Nada (original da Tuna), Ronda dos Templários (o “hino” da Tuna), Taska (música inspirada na “tasca da Sangria” em Cem Soldos, perto de Tomar), Varinas (fado sobre as Varinas de Lisboa) e Venezuela (música cantada em “Castelhano”).

P. S. Relação de algumas das Tunas Académicas em Portugal, com presença nas páginas da Internet:
A Tunilingus – Tuna Masculina do ISLA, Afonsina – Tuna de Engenharia da Universidade do Minho, anTUNIA -Tuna de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, As Fans, Augustuna – Tuna Académica da Universidade do Minho, Azeituna – Tuna de Ciências da Universidade do Minho, Barítuna – Tuna Feminina da Faculdade de Direito de Lisboa, Copituna d’Oppidana, Copotunia – Tuna Académica do Instituto Superior Politécnico Portucalense, D’Artatuna, Dentuna – Tuna da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto, Desertuna, Docentuna – Tuna Académica da Esc. Sup. de Educação, Escstunis, Estatuna – Tuna da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes IPT, Estudantina Académica do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, Estudantina Universitária de Coimbra, Estudantina Universitária de Lisboa, Estudantuna Académica de Ponte de Lima, ESTuna – Tuna de Engenharia da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal, Fan-Farra Académica de Coimbra, Gatunos – Tuna Masculina da Escola Superior de Estudos Industriais e Gestão, Hinoportuna – Tuna Académica do IPVC, Imperialis Serenatum Tunix – Tuna Masculina da A.A. UTAD, Instituna, Luz&Tuna – Tuna da Universidade Lusíada, Macholatuna – Tuna Académica do Instituto Superior Politécnico Gaya, Magna Tuna Cartola, Magna Tuna de Pharmácia do Porto, Orquestra Académica Já b’UBI & Tokuskopus, Real Tuna Académica do Porto, Real Tuna IPAM, Real Tuna Universitária de Bragança, RealFortuna, SamariTuna – Tuna Feminina da Lusófona, Scalabituna – Tuna do Instituto Politécnico de Santarém, TAESEAH – Tuna Académica da Escola Superior de Enfermagem de Angra do Heroismo, TAFEP -Tuna Académica da Faculdade de Economia do Porto, TEUP – Tuna de Engenharia da Universidade do Porto, TransmonTuna – Tuna Universitária de Trás-os-Montes e Alto Douro, TROVANTINA – Tuna Masculina do Instituto Politécnico de Leiria, TUALLE – Tuna Universitária Afonsina de Loulé, TUIST – Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico, TUMa – Tuna Universitária da Madeira, TUMP’ipa – Tuna da Universidade Moderna do Porto, Tuna Académica “Semper Tesus”, Tuna Académica da Faculdade de Filosofia de Braga – UCP, Tuna Académica da Universidade de Coimbra, Tuna Académica da Universidade de Évora, Tuna Académica da Universidade Independente, Tuna Académica da Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão, Tuna Académica da Universidade Lusíada do Porto, Tuna Académica da Universidade Portucalense, Tuna Académica de Biomédicas, Tuna Académica de Bragança, Tuna Académica de Lisboa, Tuna Académica do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, Tuna Académica do Instituto Superior da Maia, Tuna Académica do IPAM, Tuna Académica do ISCTE, Tuna Académica do ISEP, Tuna Académica do Liceu de Évora, Tuna Académica Externato Infante D. Henrique, Tuna Bruna, Tuna Académica da Universidade Internacional da Fig. da Foz, Tuna Camoniana, Tuna da Universidade Católica Portuguesa, Tuna da Universidade Internacional, Tuna de Ciências do Porto, Tuna de Contabilidade do Porto, Tuna de Medicina de Coimbra, Tuna de Medicina do Porto, Tuna de Tecnologia da Saúde do Porto, Tuna D’elas, Tuna Feminina da Escola Superior Enfermagem S. João, Tuna feminina de Biomédicas, Tuna Feminina Universitária do Minho – GATUNA, Tuna Sadina – Tuna Feminina da Escola Superior de Educação de Setúbal, Tuna Templária do I.P.T., Tuna Universitária de Aveiro, Tuna Universitária de Beja, Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico, Tuna Universitária do Porto, T-ÚNICA – Tuna Feminina da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Tunídeos – Tuna Masculina da Universidade dos Açores, Versus Tuna – Tuna Académica da Universidade do Algarve

(via http://www27.brinkster.com/tuminho/nova/consulta_tunas2.asp?pagina=1)

[2222]

Entry filed under: Música.

INDEPENDÊNCIAS SUL-AMERICANAS (III) INDEPENDÊNCIAS SUL-AMERICANAS (IV)


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2005
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @Markus_Horn: That’s the spirit 😀 3 hours ago
  • RT @mohamedbouhafsi: 🚨🚨 Les 12 clubs qui ont donné leur accord pour la SuperLeague Européenne et qui devraient l’officialiser : Manchester… 5 hours ago
  • RT @TiagoDF: Nos próximos dias, Pacheco Pereira vai entregar, no Departamento de Investigação e Acção Penal do Ministério Público, em Lisbo… 5 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


<span>%d</span> bloggers like this: