"O SEGREDO DOS TEMPLÁRIOS" (III)

24 Maio, 2006 at 8:47 am 2 comentários

“A riqueza dos Templários, em parte, era resultante da sua regra: todos os novos membros tinham de entregar os seus bens à ordem, a qual também acumulou uma considerável fortuna através de enormes doações de terras e de dinheiro feitas por reis e nobres. Os cofres da ordem em breve transbordavam de dinheiro, não menos devido a terem adquirido uma impressionante astúcia financeira, cuja consequência foi transformá-los nos primeiros banqueiros internacionais, de cujo critério dependiam as taxas de crédito das outras instituições. Foi uma maneira segura de se instituírem como um poder importante. Num curto espaço de tempo, o seu título de «Cavaleiros Mendicantes» tornou-se uma profunda hipocrisia, apesar de os soldados rasos poderem ter continuado pobres.

Além da sua espantosa riqueza, os Templários eram famosos pela sua destreza e coragem em combate – por vezes, até ao ponto da loucura. Tinham regras específicas que regulamentavam a sua conduta como guerreiros, por exemplo, era proibido renderem-se, a não ser que as probabilidades em seu desfavor fossem superiores a três contra uma, e mesmo assim tinham de obter a aprovação do seu comandante. Eram os serviços especiais da sua época – uma força de elite, com Deus, e dinheiro, do seu lado.”

“O Segredo dos Templários – O Destino de Cristo”, Lynn Picknett e Clive Prince

Entry filed under: Tomar.

“ARRASTÃO” EURO SUB-21 2006 – GRUPO B – 1ª JORNADA

2 comentários Add your own

  • 1. Tripas à moda do Porto  |  24 Maio, 2006 às 3:18 pm

    Curioso, alguém interessado pela Jugoslávia e que também se interessa pelos templários, no mundo da blogosfera encontrámos, situações interessante. Eu sou um apaixonado pelos dois temas…..

    Responder
  • 2. Leonel Vicente  |  24 Maio, 2006 às 4:00 pm

    É verdade… embora não seja grande conhecedor da história da Jugoslávia, interessa-me procurar perceber um pouco mais sobre o que aconteceu no passado, que levou aos acontecimentos dos últimos 15 anos, nomeadamente a uma guerra que pensava não ser possível no seio da Europa.

    Em relação aos Templários, sou natural de Tomar…

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Maio 2006
S T Q Q S S D
« Abr   Jun »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: