Archive for 1 Janeiro, 2004

"VOTOS PARA 2004"

Para além do prazer da escrita, os “blogues” têm uma outra faceta extraordinária, a de ter tornado possível – a todos nós – criar “laços” com um alargado número de pessoas que, embora não conheçamos, são já “amigos virtuais”. Para eles, os meus votos para 2004:

Catarina Campos – À primeira amiga a “dar pelo ex-aaanumberone”, que continue, sempre, a fazer do “nada”, “tanto”!, para todos os que não passam sem, diariamente, a visitar.

Carlos Vaz Marques – Que mantenha o entusiasmo, o prazer e a dedicação no Pessoal…e transmissível com que nos delicia… e que possa ter algum tempo livre para o seu “Outro, eu”.

César Valente – Que continue a escrever-nos belas cartas abertas, com aquele “calor” que nos chega do outro lado do Atlântico.

João M. F. – Que as suas “Terras” não desistam “Nunca” de nos fazer pensar, reflectir, surpreender e, na maior parte dos casos, concordar.

Martin Pawley – A um amigo assim, só posso desejar tudo de bom, para ti, para a Galiza e para a “nossa língua comum”; continua sempre com o mesmo entusiasmo, a defender as causas em que acreditas.

Mário Pires – Em 2004, continuará sem dúvida a ser uma referência, pela sua serenidade, saber, honestidade; continue a ter muito prazer, e a dar-nos prazer, com a tranquila beleza das suas fotos.

C. A. A. / C. L. / L. R. – Mantenham a vossa frontalidade, capacidade de discernimento e análise.

João Nogueira – Que tenha mais tempo disponível para nos continuar a “ensinar” e a cativar pelas suas análises sociológicas, mantendo sempre aquela simpatia imensa.

Nuno P. – Que se mantenha sempre tão activo e participativo, inovador… e que o nosso Benfica regresse aos títulos (se não puder ser em 2003-2004, que o seja em 2004-2005, ou então, que venha a Taça UEFA).

“C. M.” – Continue a mostrar-nos o melhor da música (e não só) e as suas pertinentes críticas.

João Carvalho Fernandes – Que continue a apreciar e a indicar-nos os prazeres da vida, brindando-nos com novas “fumaças”.

A. N. S. – Espero que possa ter mais disponibilidade para nos oferecer, com maior assiduidade e regularidade, as suas interessantes análises sobre a sociedade e vida em geral.

Francis Strand – An excellent 2004 for you and your Swedish friends.

Francisco José Viegas – Que nos possa continuar a dar o grande prazer das suas leituras.

Rui Branco – Muitas “adufadas”, e que mantenhas sempre o dinamismo e a vontade de promover novas iniciativas, como a dos “blogólicos”.

Jean-Luc Raymond – Une excellente année, pleine de nouveautés et continuation du grand travail de divulgation du meilleur des blogs.

Nelson Santos – Que continue a “desbloguear” muito e a divertir-nos imenso.

Paulo Gorjão – Que se mantenha sempre atento, “hiper-activo”, lançando pistas para debate e conhecimento, com as suas pertinentes análises políticas, sempre “online” com as mais “frescas” actualizações.

Masson” – Que nos continue a proporcionar sempre a sua tranquila e metódica memória das grandes figuras.
Innersmile” – Continue a reflectir e a ser uma referência na sua “comunidade” do Live Journal.

Geraldo Sem Pavor”, “Bezidróglio” e “Horrendo Adamastor” – Que se mantenham sempre atentos e a dar-nos a sua visão africana.

Fábia Azevedo – Que continue a “espalhar” o seu amor e carinho por todos os seus amigos; é tão bom “ouvir” as suas palavras amigas!

Cláudia Bia – Que nos continue a animar e a dar esse “tempero” brasileiro, da forma calorosa como vocês tão bem sabem viver.

Martine – Une excellente année, en attendant la suite de vos nouvelles du Québec.

João Paulo Meneses – Continue sempre a esclarecer as nossas dúvidas, “ensinando-nos a ouvir”.

Carlos Alberto Machado – Que nos continue a dar os seus “afectos” e a sua poesia.

Waldorf, Statler e Animal” – Que mantenham o vosso ritmo “estonteante” com que nos animaram e divertiram ao longo do ano que passou: a ideia de “fazer a Taça América na Covilhã” era genial! como é que mais ninguém teve o “discernimento” para entender isso???

Carla Hilário de Almeida – Que continue a acompanhar-nos com os seus ensinamentos sobre esta “bela língua de Camões”.

Gabriel – Que mantenha a sua frontalidade, liberdade e… continue a dar-nos sempre belas “bandas sonoras”.

Paulo Querido – Um ano pleno de novos projectos e grandes sucessos, por quem tanto tem feito pela dinamização da blogosfera, em particular do magnífico “bairro em que coabitamos”.

Nuno Mota Pinto – Que continuem sempre a navegar, por “mares nunca dantes navegados”.

Jaio – Que nos continue a dar a sua particular visão da vida e que nos possa ensinar mais palavras bonitas nessa língua única que é o Basco.

Yggdrasil – Que nos mantenha sempre a par das melhores músicas “da terra”.

Patrícia Carvalho – Que continue a sua muito meritória acção de solidariedade e ajuda a quem tanto dela necessita e que possa ter algum tempo para nos continuar a contar belas histórias a partir de Angola.

Santa Cita” – Que a ACR e o Sp. Tomar ultrapassem a fase difícil e voltem aos êxitos, que o meu União de Tomar possa “renascer” e voltar a dar-me grandes alegrias e que “Santa” continue a dar-nos notícias da nossa terra.

Manuel – Que mantenham a acutilância… e não deixem que a “verdade estrague uma boa história”.

Jiminy Cricket – Que continuem a assumir sempre e a lutar pelos vossos ideais e que Portugal possa ser um país melhor para vivermos todos.

Vitor Marques – Que a “verdade” se sobreponha à “mentira” e que continue com o mesmo entusiasmo e alegria.

António Granado – Que continue sempre a dar-nos notícias da blogosfera.

Pedro Fonseca – Que possa continuar o seu decisivo contributo para a divulgação da blogosfera, reforçando a sua afirmação.

Paulo – Que toda a gente adopte uma nova atitude, que deixemos de pensar, egoisticamente, tanto em nós próprios e, mais nas crianças que precisam da nossa ajuda; que as acções em que se empenha tenham cada vez mais e melhores resultados.

Luís Ene – Que nos continue a dar “mil e mais uma leituras”, sempre com a sua singular “perspectiva poética”.

José Mário Silva e Manuel Deniz – Em 2004, manterão concerteza o vosso empenho, seriedade, honestidade e “fair-play”.

Bruno Sena Martins – Que continue a reflectir e a fazer-nos reflectir sobre as “coisas mais simples” da vida.

Paolo – Como é bela a língua italiana… Excelente ano de 2004! “Ciao”.

A todos os que fazem o favor de “passar por aqui”, tudo de bom em 2004!

(ideia “inspirada” no Mario, tout de go. – via Mediatic).

[877]

1 Janeiro, 2004 at 3:50 pm 11 comentários

EM BUSCA DO TEMPO PERDIDO – DO LADO DE SWANN (IV)

“Mas de repente foi como se ela tivesse entrado, e esta aparição constituiu para ele um sofrimento de tal modo dilacerante que teve de levar a mão ao coração. É que o violino subira a notas altas, onde permanecia como que à espera, uma espera que se prolongava com ele a mantê-las, na exaltação em que estava de avistar já o objecto da sua espera que se aproximava, e com um esforço desesperado para tentar durar até à sua chegada, para o receber antes de expirar, para lhe conservar ainda por um momento, com todas as suas últimas forças, o caminho aberto para ele poder passar, como se aguenta uma porta que, se não fosse isso, cairia. E antes de Swann ter tempo de compreender e pensar: «É a pequena frase da sonata de Vinteuil, é preciso não ouvir!», todas as suas recordações do tempo em que Odette estava apaixonada por ele e que até ali ele conseguira guardar invisíveis nas profundidades do seu ser, enganadas por aquele brusco raio do tempo de amor que julgaram regressado, tinham despertado e, em voo rápido, de novo haviam subido a cantar-lhe perdidamente, sem piedade pelo seu presente infortúnio, os esquecidos estribilhos da felicidade.

Em lugar das expressões abstractas «tempo em que eu era feliz», «tempo em que eu era amado», que muitas vezes até então pronunciara, e sem excessivo sofrimento, porque a sua inteligência lá tinha encerrado apenas supostos extractos do passado que dele nada conservavam, deparou com tudo o que fixara para sempre a específica e volátil essência daquela felicidade perdida; reviu tudo, as pétalas nevadas e frisadas do crisântemo que ela lhe atirara para a carruagem, que apertara contra os lábios; o timbre em relevo da Maison Dorée na carta onde lera: «Treme-me tanto a mão ao escrever-lhe»; a aproximação entre as suas sobrancelhas quando lhe dissera com um ar suplicante: «Não vai demorar muito a dar-me sinal de si?»; sentiu o cheiro do ferro de frisar com que punha em pé o seu cabelo «em escova» enquanto o Loredanol ia à procura da pequena operária; as chuvas de temporal que caíram tantas vezes nessa Primavera, o regresso glacial na sua vitória, ao luar, todas as malhas de hábitos mensais, de impressões de estação, de reacções cutâneas, que haviam estendido sobre uma série de semanas uma rede uniforme em que de novo o seu corpo estava apanhado. Naquele momento, satisfazia uma curiosidade voluptuosa conhecendo os prazeres das pessoas pelo amor.”

[876]

1 Janeiro, 2004 at 1:00 pm

UNIÃO EUROPEIA – 2000

A 1 de Janeiro, Portugal assume a Presidência do Conselho da União Europeia.

Realiza-se em Bruxelas a quarta conferência ministerial de negociações UE – ACP (África, Caraíbas e Pacífico), destinadas a promover uma parceria para o desenvolvimento.

A União e os países ACP acordam no plano de acção a pôr em prática após a quarta Convenção de Lomé, que deixa de vigorar a partir de Fevereiro.

O Conselho Europeu reúne-se em Santa Maria da Feira, Portugal, sendo adoptadas as Orientações Gerais das Políticas Económicas dos Estados-Membros e da Comunidade para o ano 2000 e uma Estratégia Comum para a Região Mediterrânica. É aprovada a entrada da Grécia na zona euro.

A Comunidade e os países de África, das Caraíbas e do Pacífico (ACP) assinam em Cotonou, Benin, uma convenção para substituir as Convenções de Lomé.

Em Setembro, em referendo, a maioria da população dinamarquesa rejeitou a adesão à moeda única europeia.

No Conselho Europeu de Nice, em Dezembro, congratula-se a intensificação das negociações de adesão com os países candidatos, sendo acolhidos favoravelmente os progressos realizados na implementação da estratégia de pré-adesão para a Turquia. A Conferência Intergovernamental encerra com um acordo político relativo ao Tratado de Nice.

[875]

1 Janeiro, 2004 at 11:50 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.