Archive for 22 Janeiro, 2004

QUANDO TUDO FALTAR RESTA A PALAVRA (IV)

.Se o romance atingira já no início do século XVII as alturas do .Dom Quixote., é no século XIX que, pela quantidade e pela qualidade, ele se impõe como uma espécie literária privilegiada, que ainda não deixou de ser, e se desdobrou em variantes que vão do romance histórico ao policial, do rural ao urbano, do psicológico ao de aventuras: Walter Scott, Dickens, Balzac, Eça, Machado de Assis, Flaubert, Dostoiewski, ou Knutt Hamsum, Proust, Kafka, Joyce, Guimarães Rosa, Bouhmil Hrabal, Beckett, Ítalo Calvino, Garcia Marquez, Kenzaburo Oe e Paul Auster..

“Quando tudo faltar resta a palavra” (Arnaldo Saraiva) . “Notícias do Milénio”

[935]

22 Janeiro, 2004 at 6:45 pm

"LOST IN TRANSLATION"

Scarlett Johansson Lost in Translation / O Amor é um lugar estranho – Foi já a sensação do Festival de Veneza, nomeado para 5 Globos de Ouro; o ansiado regresso de Sofia Copolla, num filme com Bill Murray e o esplendor de Scarlett Johansson, candidatos às nomeações aos Óscares (no próximo dia 27). Estreia hoje. A não perder!

Pode ver, desde já, o “trailer” e algumas sequências.

[934]

22 Janeiro, 2004 at 8:05 am 1 comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.