Archive for 25 Dezembro, 2003

BOAS FESTAS!

.
. Ri .
. Perdoa .
. Pede ajuda .
. Faz um favor .
. Descontrai-te .
. Delega tarefas .
. Quebra a rotina .
. Faz uma caminhada .
. Expressa as tuas ideias .
. Sai a correr.
. Lê um bom livro . Pinta um quadro .
. Sorri ao teu filho . Permite-te brilhar .
. Recorda velhas fotos . Canta no duche .
. Escuta um amigo . Aceita um cumprimento .
. Ajuda um velhinho . Cumpre as tuas promessas .
. Termina um projecto desejado .
. Volta a ser criança . Escuta a natureza .
. Mostra a tua felicidade . Escreve o teu diário .
. Faz um álbum familiar . Trata-te como a um amigo .
. Por hoje não te preocupes . Deixa que alguém te ajude .
. Desliga a televisão e fala . Escuta a tua música preferida .
. Permite-te equivocares-te . Toma um banho prolongado .
. Olha com atenção para uma flor . Pede um pouco de tempo .
. Aprende algo que sempre desejaste .
. Telefona aos teus amigos . Faz uma pequena mudança na tua vida .
. Faz uma lista das coisas que fazes bem . Vai à biblioteca e escuta o silêncio .
. Fecha os olhos e imagina as ondas da praia . Faz alguém sentir-se benvindo .
. Diz às pessoas amadas quanto as desejas .
. Dá um nome a uma estrela .
. Sabes que não estás só .
. Pensa no que tens .

Dá-te um presente
Planeia uma viagem
Inspira profundo
Cultiva o amor

Felicidades

FELIZ ANO NOVO!!!

P. S. Obrigado à Jaio La Espia por me ter dado permissão para apresentar esta “Árvore de Natal”; um Feliz Natal e um excelente Ano de 2004 para ti!

[835]

25 Dezembro, 2003 at 5:50 pm 12 comentários

2003 – ANO DOS "BLOGUES" (XXVI)

Em Setembro, o Gato Fedorento “autonomiza-se” também num programa de televisão, na SIC Radical. Conforme artigo no “Público”, de 9 de Setembro, a “SIC Radical Reforça Humor”: “Gato Fedorento estreia-se no dia 15 e reúne a dupla de humoristas Ricardo Araújo e Diogo Quintela num programa de meia hora, às segundas-feiras (14h30), quartas (20h30), quintas (09h30) e sábados (19h30)”.

Carlos Vaz Marques dá também início, em Setembro, ao “blogue” sobre o seu programa de rádio na TSF, “Pessoal… e Transmissível“. Entretanto, João Paulo Meneses iniciara também (já em 27 de Junho), o Blogouve-se.

A 10 de Setembro, nasce o Barnabé, “blogue” colectivo sobre política e cultura, de esquerda, agrupando o político Daniel Oliveira, os historiadores André Belo, Rui Tavares e Pedro Oliveira, o jornalista Celso Martins e a ilustradora Rosa Pomar – “O que é que tem o Barnabé? O Barnabé é um blogue sobre política e cultura. O Barnabé não é um blogue intimista. O Barnabé é tão Narciso como os outros, mas tem vergonha na cara. O Barnabé é um blogue pós-narcisista. O Barnabé é um blogue de esquerda e heterodoxo”.

[834]

25 Dezembro, 2003 at 5:45 pm 1 comentário

1º "POST" – COMPANHIA DE MOÇAMBIQUE – 03.07.2003

Uma questão de princípio

O colonialismo foi o fenómeno de mais longa duração na história portuguesa e Moçambique, porventura, o território colonial português onde o seu exercício mais se distanciou do pretenso luso-tropicalismo. Colonialismo, tão-somente, portanto”.

[833]

25 Dezembro, 2003 at 5:41 pm

ESTADO SOBREVIVE AO DECLÍNIO DA NAÇÃO (IV)

.Foi com efeito a Primeira Guerra Mundial que promoveu a noção de Estado-Nação à categoria de critério universal para o bem fundado da organização internacional dos povos.

.

Há momentos em que até as nações imperiais querem libertar-se da dimensão imperial para se autocentrarem no seu Estado-Nação. Ninguém melhor do que Kemal Ataturk para nos explicar o caso da Turquia, presa do tecido Império Otomano e do omnissocial califado. Disse Ataturk em 1923: .A nação turca sofre demasiado por ter ignorado a sua própria nacionalidade. Os diferentes povos que compunham o Império Otomano emanciparam-se, utilizando precisamente os seus sentimentos nacionalistas. Pelo nosso lado, nós passámos a compreender o que somos . uma nação estrangeira diferente dessas nações . exactamente no momento em que fomos expulsos por elas….

Eis a melhor síntese histórica sobre as relações entre império e nação feita no período em que os grandes impérios davam lugar aos Estados-Nação na organização do sistema internacional. Finlandeses, lituanos, letónios, polacos, estónios, ucranianos, checos, eslovacos, eslovénios encontraram, ora na religião, ora na língua, ora na tradição, ora na luta política, os fundamentos da sua liberdade e da sua independência, consolidados por estados que também terão as suas tentações totalitárias. Na orla mediterrânica e do golfo Pérsico floresceram as nacionalidades libertas do Império Otomano..

.Estado sobrevive ao declínio da nação. (José Medeiros Ferreira) . Notícias do Milénio

[832]

25 Dezembro, 2003 at 3:07 pm

1995 – FREITAS NA ONU

“Freitas do Amaral é eleito presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas”.

[831]

25 Dezembro, 2003 at 3:05 pm

1995 – ATENTADOS EM PARIS

“Fundamentalistas islâmicos lançam o pânico em Paris, com uma série de atentados, os mais graves na estação de St. Michel (sete mortos e 84 feridos) e no Arco do Triunfo (16 feridos)”.

[830]

25 Dezembro, 2003 at 3:04 pm


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • @RuiMCB Sim... se a Rússia ficar com menos um representante, poderemos beneficiar disso (esperando que Braga e Guimarães tenham "sorte"...) 3 hours ago
  • Young Boys e Crvena Zvezda empatam 2-2 na Suíça 3 hours ago
  • Em 5 jogos nas prévias da Champions neste arranque de época, o Olympiakos segue com 4 vitórias e 1 empate e um score global de 11-0! 3 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.