Archive for 11 Dezembro, 2003

2003 – ANO DOS "BLOGUES" (XII)

A 12 de Junho, começa o “Desejo Casar“, “blogue” colectivo formado por um alargado grupo que inclui jornalistas, arquitectos, designers, juristas, argumentistas, filósofos.

No dia seguinte, o editorial de José Manuel Fernandes no “Público” fala sobre O Fim da “Coluna” (ver texto completo em “entrada estendida”): «A “Coluna Infame” acabou. A blogosfera está mais pobre. E o país também – mesmo que a maioria nunca tenha ouvido falar nem da “Coluna”, nem da blogosfera.» E também: «A blogosfera é mais democrática, mais aberta, mais plural, mais interessante e mais rica do que os espaços de debate da maioria dos meios de comunicação tradicionais, mesmo os famosos fóruns de discussão radiofónicos (para não falar dos talk-shows televisivos). Na blogosfera reage-se à actualidade em cima da actualidade, e o comentário (ou “post”) colocado num blog gera quase de imediato uma cascata de reacções».

O texto de abertura da secção “Media” do “Público”, de 14 de Junho, lança o tema: “Warblogs” Interpelam “Medias” Convencionais, a propósito do papel que os “blogues” começavam a assumir na discussão pública da guerra do Iraque: “Nos Estados Unidos, muitos internautas manifestaram “reservas sobre a capacidade crítica dos correspondentes do seu país e procuraram fontes internacionais de notícias mais equilibradas, ao mesmo tempo que crescia a importância de fontes não convencionais, muito particularmente dos (war)blogs”, afirma José Luis Orihuela, professor de Comunicação na Universidade de Navarra”.

Entretanto, em crónica no DNA, Miguel Esteves Cardoso (que mantém o sítio denominado “Pastilhas“) escrevera: «Blogar é escrever num meio terrivelmente aberto – interactivo, instantâneo, espúrio – a partir de um momento terrivelmente particular – o eu, o ser, a alma», e, mais adiante, «A força do blogue está no facto de não haver mediações; do salto ser puro; da combustão ser total», finalizando assim: «Não espanta por isso que seja nos blogues que hoje se vê a nossa língua a saltar e a correr, a fazer das suas e das dela e das tuas e das minhas, envergonhando a prosa paralisada que hoje passa por escrita – e por português – nos nossos jornais. É belo. Belo de ver e belo de ler e belo para escrever».

A 16 de Junho, Francisco José Viegas anuncia o início da vida do Aviz para o dia seguinte, dando mais um impulso decisivo para a expansão e afirmação da blogosfera.

[744]

(mais…)

11 Dezembro, 2003 at 6:03 pm 1 comentário

1º "POST" – PONTO E VÍRGULA – 08.05.2003

A importância de ser ponto.

Sou um ponto. Final, quando usado por si (mim) só, expectante quando em grupos de três, exemplificativo se estiver em pares e ao alto. O meu papel no mundo gramatical é, indubitavelmente, primordial. Apesar da importância que me é reconhecida, nem sempre me sinto respeitado. Escritores de craveira internacional e lóbulos da orelha bem lusos têm-me prestado as mais lisonjeiras homenagens, usando e abusando de mim em frases de alto gabarito:

Só. Sinto-me só. Porra. Porque é que ninguém me compreende. Afinal, sou um homem.

E os homens precisam de sexo. Porra. Muito sexo. Compreensão. Foda-se, onde é que eu pus a minha cerveja?

Por outro lado, há quem receba nóbeis (leia-se “nó-beich”) e me ignore, pura e simplesmente, optando por narrar momentos de intensidade dramática, como o acasalamento do pardal de bico pardo, em cinco páginas sem qualquer tipo de pontuação. Mas como me sinto melhor é mesmo acompanhado pela minha melhor amiga, a vírgula. Oh, quando nos juntamos os dois é um fartote, uma barrigada! Partimos textos por tudo e por nada, não o conseguimos evitar… às vezes, parecemos o “Boletim Paroquial do Salesianos”, com tanta ideia encadeada.

Sou um ponto, sem final, e estou à espera da vírgula para poder partir este texto. Vírgula?”

[743]

11 Dezembro, 2003 at 6:01 pm

"BLOGUES" DA MICROSOFT

A Microsoft apresentou já a sua “plataforma” para edição de “blogues”, que denominou “The Spoke“.

[742]

11 Dezembro, 2003 at 1:49 pm

SOLIDARIEDADE – AMI

A AMI – Assistência Médica Internacional é uma Organização Não Governamental com estatuto jurídico de Fundação, privada, e sem fins lucrativos. Tem como objectivo lutar contra a pobreza, a exclusão social, o subdesenvolvimento, a fome e as sequelas da guerra, em qualquer parte do Mundo.

Desde a sua fundação em Dezembro de 1984, a AMI assumiu-se como uma organização humanitária inovadora em Portugal, destinada a intervir rapidamente em situações de crise e emergência, tendo o Homem como centro de todas as suas preocupações.

A Fundação AMI, através das suas missões e métodos de intervenção em situações de crise, prossegue já há 19 anos o combate à intolerância e à indiferença, desenvolvendo uma obra humanitária, sem distinção de raça, credo religioso ou ideologia política, tendo obtido reconhecimento a nível nacional e internacional.

A Fundação AMI quer continuar a chamar a atenção para a importância e necessidade de uma maior participação de Portugal na ajuda humanitária no Mundo.

[741]

11 Dezembro, 2003 at 8:51 am

"PRENDA DE NATAL"

Mais uma “prenda de Natal”: um vídeo com um desenhador de paisagens, animais, um mundo maravilhoso, apenas com areia; um pouco de sonho nesta época de Natal. Absolutamente a ver! (Via Mediatic).

P. S. Novos agradecimentos, ao Abrangente, Passarola Voadora Media e 3 Tesas Não Pagam Dívidas.

[740]

11 Dezembro, 2003 at 8:31 am 2 comentários

UNIÃO EUROPEIA – 1986

Ano Europeu da Segurança Rodoviária.

A 1 de Janeiro, Portugal e Espanha aderem às Comunidades Europeias.

Em 17 e 28 de Fevereiro, é assinado no Luxemburgo e em Haia o Acto Único Europeu que altera os Tratados de Roma.

Em 1 de Maio, entra em vigor a terceira Convenção ACP-CEE assinada em Lomé em 8 de Dezembro de 1984.

A bandeira europeia adoptada pelas instituições comunitárias é hasteada pela primeira vez em frente ao edifício Berlaymont, ao som do hino europeu.

[739]

11 Dezembro, 2003 at 8:08 am

1986 – SOARES PRESIDENTE

“Mário Soares é eleito Presidente da República, obtendo 51,28 por cento dos votos. Em 1991, será reeleito, com 74,4 por cento”.

[738]

11 Dezembro, 2003 at 8:06 am

1986 – OLOF PALME ASSASSINADO

“O primeiro-ministro social-democrata sueco Olof Palme é assassinado, em Estocolmo, por um desconhecido”.

[737]

11 Dezembro, 2003 at 8:04 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.