Archive for 3 Dezembro, 2003

2003 – ANO DOS "BLOGUES" (IV)

Na passagem do ano de 2002 para 2003, surgem dois novos “blogues”:

– a Íntima Fracção (em 30 de Dezembro de 2002), de Francisco Amaral, para “contar tudo o quiserem e tudo o que eu quiser – fraccionadamente e na intimidade do ciberespaço”, sobre o histórico programa de rádio com o mesmo nome; e

– a 1 de Janeiro de 2003, o Blog de Esquerda, de José Mário Silva (editor-adjunto do DNA) e do irmão Manuel Deniz Silva, nascendo “um novo espaço de pensamento e opinião… sobre política e cultura”, que viria a constituir um “contraponto” face à Coluna Infame, com quem travaram acesos debates, culminando com o episódio que originaria a suspensão desta. Conforme disse José Mário Silva: “Senti que eles tinham uma importância e uma qualidade de reflexão política muito boa e era preciso equilibrar”.

[687]

3 Dezembro, 2003 at 6:11 pm 1 comentário

1º "POST" – BLOGUE DOS MARRETAS – 23.02.2003

“Estávamos no McDonald e saímos como brinde de um Happy Meal a um garoto mal encarado.

Mais mal encarado que nós.

Lembram-se de nós? Éramos aqueles que estavam no camarote do espectáculo dos Marretas.

(Se querem saber mais cliquem nos nossos perfis. Se não ficarem satisfeitos, procurem no Google, que temos mais que fazer…)

O puto queria que lhe saísse o Urso Fozzie e deixou-nos à solta.

Agora ninguém nos cala, neste Blogástico!!

Quem quiser ajudar a mandar marretadas, é escrever para marretas@tugamail.com

STATLER & WALDORF”

[686]

3 Dezembro, 2003 at 1:58 pm

O LIVRO DAS ILUSÕES (III)

.Escrevi o livro em menos de nove meses. O manuscrito ultrapassou as trezentas páginas dactilografadas e cada uma dessas páginas foi para mim uma guerra. Se consegui acabar, foi apenas porque não fiz mais nada. Trabalhava sete dias por semana, sentado à secretária entre dez a doze horas por dia, e, exceptuando as minhas pequenas excursões à Montague Street para me abastecer de comida e papel, tinta e fitas para a máquina de escrever, raramente deixava o apartamento. Não tinha telefone, nem rádio, nem TV, nem vida social de tipo nenhum. Uma vez em Abril e outra em Agosto, viajei de metro até Manhattan, a fim de consultar alguns livros na biblioteca pública, mas, tirando isso, não pus o pé fora de Brooklin. Eu estava no livro, e o livro estava na minha cabeça e, desde que eu permanecesse dentro da minha cabeça, poderia continuar a escrever o livro. Era como viver numa cela acolchoada, mas, de todas as vidas que poderia ter vivido nesse momento, essa era a única que para mim fazia sentido. Eu não era capaz de estar no mundo, e sabia que, se tentasse regressar ao mundo antes de estar pronto para isso, acabaria esmagado. De modo que me refugiei na toca que era o meu pequeno apartamento e passei os dias a escrever sobre Hector Mann. Era um trabalho lento, talvez mesmo um trabalho sem o menor significado, mas a verdade é que exigiu toda a minha atenção durante nove meses seguidos, e, como eu estava demasiado atarefado para poder pensar noutra coisa qualquer, provavelmente impediu-me de enlouquecer..

[685]

3 Dezembro, 2003 at 8:52 am

1980 – SOLIDARIEDADE

“Uma greve nos estaleiros navais de Gdansk abala o regime comunista da Polónia. A situação faz emergir o sindicato Solidariedade, liderado por Lech Walesa, que em 1983 será Prémio Nobel da Paz, doando o dinheiro do prémio à Igreja Católica polaca”.

P. S. Novo agradecimento, ao Epiderme.

[684]

3 Dezembro, 2003 at 8:01 am

1980 – A PESTE DO SÉCULO

“A síndrome de imunodeficiência adquirida (SIDA) é identificada por investigadores americanos, mas será preciso três anos para que a equipa do francês Montagnier, do Instituto Pasteur, isole o retrovírus HIV, responsável por esta doença infecto-contagiosa. Considerada a peste do século, a sida transmite-se por por via sexual e sanguínea, vitimando milhões de pessoas em todo o mundo, sendo os homossexuais um grupo de alto risco. Em breve, muitos países tornarão obrigatória a despistagem de anticorpos anti-HIV nas doações de sangue. E serão realizadas amplas campanhas de prevenção, incentivando o uso de preservativos nas relações sexuais”.

[683]

3 Dezembro, 2003 at 7:58 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • @RuiMCB Sim... se a Rússia ficar com menos um representante, poderemos beneficiar disso (esperando que Braga e Guimarães tenham "sorte"...) 3 hours ago
  • Young Boys e Crvena Zvezda empatam 2-2 na Suíça 3 hours ago
  • Em 5 jogos nas prévias da Champions neste arranque de época, o Olympiakos segue com 4 vitórias e 1 empate e um score global de 11-0! 3 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.