O LIVRO DAS ILUSÕES (IV)

4 Dezembro, 2003 at 1:35 pm

.Meia hora depois, Alma começou a falar. Por essa altura, estávamos a onze mil metros de altitude, voando por sobre um qualquer condado anónimo da Pennsylvania ou do Ohio, e Alma continuou a falar durante toda a viagem até Albuquerque, Houve uma breve pausa quando aterrámos e a história continuou quando nos metemos no seu carro e encetámos a viagem de duas horas e meia até Tierra del Sueño. Seguimos por uma série de estradas do deserto enquanto o entardecer ia dando lugar ao crepúsculo e o crepúsculo à noite. Que me lembre, a história só parou quando chegámos aos portões do rancho . e, mesmo aí, ainda não tinha chegado ao fim. Alma falara durante quase sete horas e, ainda assim, não tivera tempo para encaixar tudo.

A sua narrativa dera grandes saltos de início, ziguezagueando constantemente entre o passado e o presente, e eu precisei de algum tempo para me orientar e dar uma ordenação cronológica aos acontecimentos.

.

Tentou matar-se em Montana no dia seguinte, disse Alma e, três dias depois, tentou de novo em Chicago. Da primeira vez, enfiou o revólver na boca; da segunda, comprimiu o cano contra o olho esquerdo . porém, tanto num caso como noutro, não foi capaz de desferir o golpe fatal. Hospedara-se numa pensão em South Wabash, nos limites de Chinatown, e, após a segunda tentativa falhada, saiu para a noite quente e húmida de Junho, à procura de um sítio onde pudesse embebedar-se. Imaginava que, se conseguisse enfiar álcool suficiente no seu corpo, acabaria por ganhar coragem para se atirar ao rio antes que a noite acabasse. Esses eram de facto os seus planos, mas, não muito tempo depois de ter saído em busca de álcool, deu de caras com algo que era melhor do que a morte, melhor do que a mera danação que procurara naqueles últimos dias. Chamava-se Sylvia Meers e, sob a sua direcção, Hector aprendeu que poderia continuar a matar-se sem ter de dar o golpe final. Foi ela quem o ensinou a beber o seu próprio sangue, quem o instruiu nos prazeres de devorar o seu próprio coração..

[691]

Entry filed under: Livro do mês.

JOÃO GARCIA – UM SONHO, UMA PAIXÃO 1º "POST" – ENE COISAS – 13.03.2003


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


<span>%d</span> bloggers like this: