Archive for 15 Junho, 2008

Caminhos da Memória

Nem de propósito, a anteceder a prometida série de textos sobre a “Memória” que, nos próximos dias – até dia 28, data em que o Memória Virtual completa 5 anos -, aqui publicarei, nasce hoje o Caminhos da Memória.

Caminhos da Memória apresenta-se como «um blogue que pretende dar voz a diferentes formas de lembrar, de evocar e de interpretar o passado, recorrendo a leituras contemporâneas da história e da memória».

Com uma redação constituída maioritariamente por membros da Associação «Não Apaguem a Memória!», ainda que não possua um vínculo formal com a mesma, agrega nomes como Diana Andringa, Irene Pimentel, Joana Lopes, Maria Manuela Cruzeiro, Miguel Cardina, Raimundo Narciso e Rui Bebiano, contando ainda com a colaboração regular de José Luís Saldanha Sanches, José Medeiros Ferreira, José Vera Jardim, Nuno Brederode Santos, para além de colaborações pontuais de Ana Vicente, Eduardo Graça, Jorge Martins, Maria João M. Pires e Nuno Teotónio Pereira.

Obviamente a acompanhar!

Anúncios

15 Junho, 2008 at 11:10 pm Deixe um comentário

EURO 2008 – Grupo A – Classificação final

Grupo A               J     V     E     D    GM   GS     P
1º Portugal    Portugal    3     2     -     1     5 -  3     6
2º Turquia     Turquia    3     2     -     1     5 -  5     6
3º R. Checa    R. Checa    3     1     -     2     4 -  6     3
4º Suíça       Suiça    3     1     -     2     3 -  3     3

15 Junho, 2008 at 9:51 pm Deixe um comentário

EURO 2008 – Grupo A – 3ª jornada

TurquiaR. Checa3-2

A R. Checa parecia ter o apuramento garantido quando, a um quarto de hora do termo da partida, vencia por 2-0; contudo, uma sensacional reviravolta – consubstanciada com 2 golos nos últimos três minutos -, colocaria a Turquia na fase seguinte!

Depois de dominar durante grande parte do encontro, a R. Checa foi completamente surpreendida pelo aguerrido quarto de hora final dos turcos, com a sua estrela Nihat Kahveci a aparecer finalmente, marcando dois golos decisivos, o primeiro deles, a empatar o jogo, na sequência de uma clamorosa falha de Petr Čech, deixando escapar a bola das mãos, para o remate fatal do turco.

O marcador assinalava então o minuto 87 e pensou-se que seria inaugurado um novo sistema de desempate numa Fase de Grupos de uma grande competição internacional, por via de remates da marca de grande penalidade… mas não! Embalada pela sensacional recuperação, a Turquia consumaria uma tão extraordinária quanto inesperada reviravolta frente a uma das grandes potências do futebol europeu.

Num louco final de jogo, haveria ainda tempo para – já com 92 minutos -, numa derradeira oportunidade dos checos de restabelecer a igualdade (a 3-3), os turcos se verem reduzidos a 10, por expulsão do seu guarda-redes Volkan Demirel, por agressão (empurrão) a Jan Koller.

Teria de ser então Tuncay Sanlı a assumir-se como guardião improvisado, para os três minutos finais do período de compensação, fase em que os checos, já sem discernimento e em absoluto desespero, não conseguiriam criar qualquer situação de perigo, sendo aindo admoestados com dois cartões amarelos, um deles para Milan Baroš, que, nesta partida, nem sequer sairia do banco.

Depois da reviravolta operada no jogo frente à Suíça, a Turquia confirma uma enorme crença, mostrando que os jogos não estão ganhos (ou perdidos) antes de terminarem. A R. Checa – já a primeira grande decepção deste EURO 2008 – repete o fantasma do Mundial 2006, em que, depois de uma vitória no jogo inaugural, duas derrotas nos encontros subsequentes provocam o prematuro afastamento da equipa da prova ainda na sua fase inicial.

Está assim já definido o primeiro jogo dos 1/4 Final: Croácia – Turquia. A equipa de Portugal aguarda ainda o seu adversário, que será conhecido amanhã, nos jogos de encerramento do Grupo B.

Turquia Volkan Demirel, Hamit Altıntop, Emre Güngör (63m – Emre Aşık), Servet Çetin, Hakan Balta, Mehmet Topal (57m – Kazım Kazım), Mehmet Aurélio, Arda Turan, Tuncay Sanlı, Nihat Kahveci e Semih Şentürk (45m – Sabri Sarıoğlu)

R. Checa Petr Čech, Zdeněk Grygera, Tomáš Ujfaluši, David Rozehnal, Marek Jankulovski, Tomáš Galásek, Libor Sionko (84m – Stanislav Vlček), Marek Matějovský (39m – David Jarolím), Jan Polák, Jaroslav Plašil (80m – Michal Kadlec) e Jan Koller

0-1 – Jan Koller – 34m
0-2 – Jaroslav Plašil – 62m
1-2 – Arda Turan – 75m
2-2 – Nihat Kahveci – 87m
3-2 – Nihat Kahveci – 89m

“Melhor em campo” – Nihat Kahveci

Amarelos – Mehmet Topal (6m), Mehmet Aurélio (10m), Arda Turan (62m) e Emre Aşık (73m); Tomáš Galásek (80m), Tomáš Ujfaluši (94m) e Milan Baroš (95m)

Cartão vermelho – Volkan Demirel (92m)

Árbitro – Peter Fröjdfeldt (Suécia)

Stade de Genève – Genève (19h45)

15 Junho, 2008 at 9:49 pm Deixe um comentário

EURO 2008 – Grupo A – 3ª jornada

SuiçaPortugal2-0

Num jogo em que, do habitual “onze titular”, apenas Ricardo, Pepe e Paulo Ferreira se mantiveram na equipa portuguesa – com Scolari a dar descanso a Bosingwa (único português advertido com um cartão amarelo nos dois primeiros jogos), Ricardo Carvalho, Petit, João Moutinho, Simão, Ronaldo, Deco e Nuno Gomes – a Suíça alcançou uma justa vitória sobre Portugal.

As estreias de Miguel, Bruno Alves, Miguel Veloso, Hélder Postiga, e, mais tarde, de Jorge Ribeiro (entrando a substituir Paulo Ferreira, devido ao cartão amarelo com que este fora admoestado) não foram muito bem sucedidas – também com Nani e Quaresma desinspirados -, pese embora algumas ocasiões de perigo de que a equipa portuguesa dispôs, nomeadamente com duas bolas a embater nos ferros da baliza suíça.

O primeiro golo da Suíça viria dar expressão a um período de maior domínio da equipa helvética, que levara Scolari a fazer entrar em campo – no minuto precedente – João Moutinho.

Após o golo, Portugal, de forma mais ou menos desgarrada, procuraria ainda, por uma ou duas vezes, criar jogadas ofensivas, mas seria a Suíça a resolver o jogo, na sequência de uma grande penalidade, a sancionar falta de Fernando Meira, numa fase em que os jogadores de Portugal de deixavam enredar em situações confusas que originariam diversos cartões amarelos.

A Suíça, penalizada por lesões de jogadores influentes, e infeliz em algumas outras situações de jogo, nas partidas com a R. Checa e a Turquia, despede-se desta competição com dignidade, alcançando a sua primeira vitória em 9 jogos disputados em 3 Fases Finais da prova, com Hakan Yakin a deixar a sua marca na presente edição, atingindo um registo de 3 golos marcados.

Portugal, já com a vitória no grupo garantida, perdulário na primeira hora de jogo, não revelaria a motivação necessária para encerrar esta fase sem derrotas, acabando por, na parte final do encontro, perder o controlo da partida e, um pouco, o auto-controlo. O EURO 2008 começa agora…

Suiça Pascal Züberbühler, Stephan Lichtsteiner (83m – Stéphane Grichting), Patrick Müller, Philippe Senderos, Ludovic Magnin, Valon Behrami, Gelson Fernandes, Gökhan Inler, Johan Vonlanthen (61m – Tranquillo Barnetta), Hakan Yakin (86m – Ricardo Cabanas) e Eren Derdiyok

Portugal Ricardo, Miguel, Pepe, Bruno Alves, Paulo Ferreira (41m – Jorge Ribeiro), Fernando Meira, Miguel Veloso (71m – João Moutinho), Raul Meireles, Quaresma, Nani e Hélder Postiga (73m – Hugo Almeida)

1-0 – Hakan Yakin – 71m
2-0 – Hakan Yakin – 83m (grande penalidade)

“Melhor em campo” – Hakan Yakin

Amarelos – Hakan Yakin (27m), Johan Vonlanthen (37m), Tranquillo Barnetta (81m) e Gelson Fernandes (92m); Paulo Ferreira (30m), Jorge Ribeiro (64m), Fernando Meira (78m) e Miguel (81m)

Árbitro – Konrad Plautz (Áustria)

Estádio St. Jakob-Park – Basileia (19h45)

15 Junho, 2008 at 9:46 pm Deixe um comentário

EURO 2008 – Classificações após a 2ª jornada

Grupo A               J     V     E     D    GM   GS     P
1º Portugal    Portugal    2     2     -     -     5 -  1     6
2º R. Checa    R. Checa    2     1     -     1     2 -  3     3
2º Turquia     Turquia    2     1     -     1     2 -  3     3
4º Suíça       Suiça    2     -     -     2     1 -  3     -
Grupo B               J     V     E     D    GM   GS     P
1º Croácia     Croácia    2     2     -     -     3 -  1     6
2º Alemanha    Alemanha    2     1     -     1     3 -  2     3
3º Áustria     Áustria    2     -     1     1     1 -  2     1
4º Polónia     Polónia    2     -     1     1     1 -  3     1
Grupo C               J     V     E     D    GM   GS     P
1º Holanda     Holanda    2     2     -     -     7 -  1     6
2º Roménia     Roménia    2     -     2     -     1 -  1     2
3º França      França    2     -     1     1     1 -  4     1
4º Itália      Itália    2     -     1     1     1 -  4     1
Grupo D               J     V     E     D    GM   GS     P
1º Espanha     Espanha    2     2     -     -     6 -  2     6
2º Suécia      Suécia    2     1     -     1     3 -  2     3
3º Rússia      Rússia    2     1     -     1     2 -  4     3
4º Grécia      Grécia    2     -     -     2     0 -  3     -

15 Junho, 2008 at 12:30 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @RuiMCB: Começa outra fase importante da história do clube. Eleições para todos os órgãos a 8 de setembro. Quem não gosta de quem já apa… 10 hours ago
  • RT @pedro_sales: não foi o tão alegado ataque externo que derrubou bdc, mas a forma disparatada como desbaratou, num ano, um apoio esmagado… 10 hours ago
  • RT @simongerman600: #Map shows the countries with the largest foreign currency reserves. In #Asia the rich countries love stockpiling forei… 12 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.