RELATÓRIO "DESENVOLVIMENTO HUMANO" (IX)

23 Setembro, 2005 at 8:37 am Deixe um comentário

A encerrar estas breves referências ao desempenho de países de expressão portuguesa e dos países de menor desenvolvimento, aqui ficam os resultados apurados relativamente aos seguintes indicadores, Taxa de literacia população entre 15 e 24 anos; PIB per capita; % Crescimento anual do PIB 1990-2003; Taxa de inflação média anual 1990-2003; e, por fim, Telefones por 1 000 habitantes:

- (1)   Noruega:            100   /  37 670  /   2,9   /   2,3   /  713
- (27)  Portugal:           100   /  18 126  /   2,2   /   4,0   /  411
- (63)  Brasil:             96,6  /   7 790  /   1,2   /   114   /  223
- (105) Cabo Verde:         89,1  /   5 214  /   3,3   /   4,8   /  156
- (126) S. Tomé e Príncipe:   …   /    378*  /  -0,2   /    …    /   46
- (140) Timor-Leste:          …   /    389*  /    …    /    …    /   …
- (160) Angola:             71,4  /   2 344  /   0,4   /   501   /    7
- (168) Moçambique:         62,8  /   1 117  /   4,6   /  24,8   /   …
- (169) Burundi:            72,3  /     648  /  -3,5   /  14,6   /    3
- (170) Etiópia:            57,4  /     711  /   2,0   /   4,0   /    6
- (171) R. Centro Africana: 58,5  /   1 089  /  -0,4   /   4,4   /   …
- (172) Guiné-Bissau:         …   /     711  /  -2,4   /  24,6   /    8
- (173) Tchad:              37,3  /   1 210  /    …    /   7,2   /   …
- (174) Mali:               24,2  /     994  /   2,4   /   4,3   /   …
- (175) Burkina Faso:       19,4  /   1 174  /   1,7   /   4,6   /    5
- (176) Serra Leoa:         38,2  /     548  /  -5,3   /  22,4   /   …
- (177) Níger:              19,8  /     835  /  -0,6   /   5,0   /   …

Bastantes números “chocantes”, começando desde logo pelas taxas de literacia de jovens, muito abaixo dos 50 %, e, sobretudo, pelo PIB per capita, com países a produzirem uma riqueza média diária por pessoa, inferior a 2 dólares (em termos de poder de paridade de compra – uma vez que, em valor absoluto, chegam a ser inferiores a 1 dólar, rondando mesmo os 50 cêntimos, como nos casos do Burundi e da Etiópia), passando pelas taxas de crescimento anual médias negativas no decurso dos últimos 13 anos e por situações de hiper-inflação mais que “galopante” (Angola e… Brasil).

[2550]

Entry filed under: Economia e Gestão.

ÍCONES DO SÉCULO (LIII) – 1988 – ROBERT REDFORD RELATÓRIO "DESENVOLVIMENTO HUMANO" (X)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Setembro 2005
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


<span>%d</span> bloggers like this: