RELATÓRIO “DESENVOLVIMENTO HUMANO” (I)

19 Setembro, 2005 at 12:32 pm Deixe um comentário

À semelhança do verificado nos anos de 2003 e 2004, aqui me proponho apresentar, ao longo desta semana, alguns dos principais indicadores de desenvolvimento humano, de acordo com o “Relatório de Desenvolvimento Humano”, recentemente publicado para o PNUD (Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas), relativos a um “universo” de 177 países.

Como primeira e importante ressalva, a referência de que os indicadores agora publicados respeitam ao ano de 2003.

A “classificação” mundial surge assim ordenada (indicando também a itálico, para efeitos comparativos, os índices publicados em 2004 e 2003 – efectivamente respeitantes aos anos de 2002 e 2001, respectivamente) e correspondentes posições na tabela geral):

1. Noruega             96,3     95,6   (1)     94,4   (1)
2. Islândia            95,6     94,1   (7)     94,2   (2)
3. Austrália           95,5     94,6   (3)     93,9   (4)
4. Luxemburgo          94,9     93,3  (15)     93,0  (15)
5. Canadá              94,9     94,3   (4)     93,7   (8)
6. Suécia              94,9     94,6   (2)     94,1   (3)
7. Suíça               94,7     93,6  (11)     93,2  (10)
8. Irlanda             94,6     93,6  (10)     93,0  (12)
9. Bélgica             94,5     94,2   (6)     93,7   (6)
10. EUA                94,4     93,9   (8)     93,7   (7)
11. Japão              94,3     93,8   (9)     93,2   (9)
12. Holanda            94,3     94,2   (5)     93,8   (5)
…
27. Portugal           90,4     89,7  (26)     89,6  (23)
…
57. Trindade e Tobago  80,1     80,1  (54)     80,2  (54)
58. Líbia              79,9     79,4  (58)     78,3  (61)
…
145. Zimbabwe          50,5     49,1 (147)     49,6 (145)
146. Madagáscar        49,9     46,9 (150)     46,8 (149)
…
177. Níger             28,1     29,2 (176)     29,2 (174)

Os países classificados até à 57ª posição (índice acima de 80), são considerados de “Elevado Desenvolvimento Humano”; os posicionados até ao 145º lugar (índice superior a 50), são apresentados como de “Médio Desenvolvimento Humano”; os restantes 32 países são indicados como de “Reduzido Desenvolvimento Humano”.

Não obstante a ligeira progressão no indicador global (de 89,7 para 90,4), Portugal perde mais um lugar na tabela geral, de 26º para 27º, cedendo a posição à Eslovénia (depois, de em 2003, ter atingido o 23ª posto do ranking).

Entry filed under: Economia e Gestão, Internacional, Sociedade.

REICHSTAG RELATÓRIO "DESENVOLVIMENTO HUMANO" (II)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Setembro 2005
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


<span>%d</span> bloggers like this: