PORTUGAL – NASCIMENTO DE UMA NAÇÃO (XI)

3 Maio, 2004 at 8:55 am

“Um lance de grande importância no processo da independência foi o da revolta de D. Afonso Henriques contra o governo da condessa D. Teresa e do conde Fernão Peres de Trava. As tropas de ambas as facções encontraram-se no dia 24 de Junho de 1128 – no campo de S. Mamede que está junto do Castelo de Guimarães – e o exército galego ficou derrotado.

O facto marca uma primeira independência em relação às pretensões de D. Teresa de incluir a região portucalense no seu planeado reino da Galiza.

Entretanto, os reis de Leão e Castela lutavam duramente para tentar jugular o movimento que, um pouco por toda a parte, aspirava a situações de autonomia regional. Um neto de Afonso VI, filho daquele conde Raimundo, que governara a Galiza, e da rainha Urraca, fez-se coroar .imperador de toda a Espanha. numa cerimónia muito solene, efectuada na Catedral de Leão em Junho de 1135; assistiram os reis e os condes sobre os quais o imperador tinha autoridade, mas D. Afonso Henriques não esteve presente. Esse acto negativo é um dos primeiros e mais expressivos indícios da independência nascente.”

“História concisa de Portugal”, José Hermano Saraiva

[1269]

Anúncios

Entry filed under: Semana da História.

UMBERTO ECO – O PÊNDULO DE FOUCAULT (XIV) "PELOS CAMINHOS DA BLOGOSFERA" (IV)


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: