MONARQUIAS EUROPEIAS (II)

30 Março, 2004 at 8:42 am

Fundada no século X, por Gorm, .O Velho., a casa real da Dinamarca é a mais antiga da Europa. O seu filho Harald I converteria o país ao cristianismo. Um século mais tarde, em 1016, Knud tornava-se Rei. Em 1397, a Dinamarca unia-se à Noruega e à Suécia na União de Kalmar, a qual culminaria com a separação dos três Estados, em 1523.

Monarquia electiva até 1661, passaria, com o Rei Frederico III, a ser hereditária. A partir de 1849, tornou-se também uma monarquia constitucional.

A Rainha Margarida II nasceu em 1940, apenas se tendo tornado oficialmente herdeira em 1953, na sequência de uma emenda à Constituição Dinamarquesa, que permitiu o acesso das mulheres ao trono, o que aconteceria em 1972 (antes, em 1353, Margarida I exercera a regência em nome do seu filho Olavo).

Casou em 1967 com o diplomata francês Henri André (Príncipe Henrique). É uma talentosa pintora, tendo ilustrado nomeadamente a edição dinamarquesa do .Senhor dos Anéis..

O príncipe herdeiro Frederico nasceu em 1968, tendo já trabalhado na embaixada da Dinamarca em França (em 1998-99), após o que foi admitido na Força Aérea.

P. S. Hoje, no Tomar, conheça o “Fatias de Cá“!

P. S. 2 – Novo agradecimento, ao Grão de Areia.

[1139]

Entry filed under: Tema livre.

DEBATE SOBRE "O ENSAIO DA LUCIDEZ"… EURO 2004 (III) – 1964


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: