JORGE PERESTRELO

7 Maio, 2005 at 9:18 am 4 comentários

De tempos a tempos, temos um acordar assim sobressaltado, absolutamente inesperado…

Jorge Perestrelo não mais voltará a cantar os golos como o fazia de uma forma única, com uma magia que nos marcou de forma indelével.

Com um estilo espontâneo, temperado pelas influências africana (Angola) e brasileira, sempre com o “coração ao pé da boca”, muitas vezes polémico, Perestrelo trouxe até nós, via rádio, ao longo de cerca de 30 anos, incontáveis momentos de esfusiante alegria, intensas e vibrantes emoções.

Recordo a reportagem sobre o mais épico jogo da minha vida, o Alemanha – Portugal, no Neckarstadion, em Estugarda, em 1985, com aquele “míssil” do Carlos Manuel que nos deu o apuramento para o Campeonato do Mundo de 1986 (também com o relato de Fernando Correia).

Recordo o golo do apuramento do FC Porto para as 1/2 Finais da Taça das Taças em 1984, em Donetsk, contra o Shaktior.

Anteontem, em Alkmaar, Jorge Perestrelo cantou o último golo da sua vida: o que deu ao Sporting o apuramento para a Final da Taça UEFA.

Ontem, o seu grande coração, cansado de tantas emoções, resolveu parar, aos 56 anos.

Não mais vamos ouvir o “ripa na rapaqueca”. Mas os seus relatos permanecerão na nossa memória para sempre.

Obrigado Jorge!

P. S. É claro que é impossível esquecer também a narração do golo de Ricardo no Portugal – Inglaterra, que nos deu o apuramento para as 1/2 finais do EURO 2004. Via Adufe, a ler esta pequena homenagem que um grande jornalista desportivo (Luís Sobral) escreveu, a propósito de Jorge Perestrelo: “Voltaste a arrepiar-me, Jorge” (esta é a inevitável sensação que nestes dias experimentamos, quando ouvimos agora as gravações dos seus relatos).

[2259]

Anúncios

Entry filed under: Desporto.

EQUADOR MAR SALGADO – 2 ANOS

4 comentários

  • 1. Paixão  |  7 Maio, 2005 às 7:18 pm

    Quando soube da notícia esta manhã, no Barnabé, a que normalmente vou todos os dias nem quis acreditar. Mas a vida é mesmo assim, para morrer basta estar vivo. Não há ninguém como ele a fazer os relatos. Descanse em paz.

  • 2. Rui MCB  |  8 Maio, 2005 às 1:50 am

    Muito triste este início de fim de semana.
    Como ele diria a encerrar a reportagem: foi um privilégio ouvir os seus relatos.

  • 3. antonio  |  18 Maio, 2005 às 4:13 am

    Seria extraordinário podermos recordar o Jorge através de uma compilação de som-imagem, dos seus muitos relatos (e muito mais do que apenas os golos) recheados daquelas saboras figuras de estilo e de comentário do coração ao pé da boca, Como organizar a colecção? Os colegas dele na TSF poderiam dar o passo

  • 4. tiago  |  4 Junho, 2005 às 12:25 am

    nunca vamos eskecer uma pexoa k mudou o modo de relatar o futebol, uma pexoa k vive e respira futebol, uma epxoa k amva o futebol, uma pexoa que todos gostamos de ouvir,etc,etc e etc… PARA SEMPRE NA NOSSA MEMÓRIA JORGE PERESTRELO! obrigado jorge!!!


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Maio 2005
S T Q Q S S D
« Abr   Jun »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: