JOGOS OLÍMPICOS – 1996 – ATLANTA

10 Agosto, 2004 at 8:00 am 1 comentário

Atlanta - 1996

Os Jogos Olímpicos de Atlanta, nos Estados Unidos, comemorando o centenário das Olimpíadas da Era Moderna, prometiam ser os melhores da história da existência das Olimpíadas.

De record em record, foi ultrapassada a barreira dos 10 000 atletas; no total, 10 318 atletas, representando 197 países, disputaram 271 provas, entre 19 de Julho e 4 de Agosto de 1996.

Outro record foi o de número de países medalhados, 79 no total, com 53 países a conquistarem títulos olímpicos, também consequência do desmembramento da União Soviética, com o surgimento de novas potências desportivas, com destaque para a Rússia, Ucrânia e Bielorrussia.

O americano Carl Lewis tornou-se no único atleta a vencer a mesma prova por 4 vezes consecutivas, sendo o quarto atleta a alcançar um total de 9 medalhas de ouro. Por seu lado, o também americano Michael Johnson “esmagou” o record mundial dos 200 m, vencendo ainda, também, a prova dos 400 metros.

O turco Naim Suleymanoglu conseguiria ser o primeiro halterofilista a conquistar a terceira medalha de ouro olímpica.

Passados 68 anos, Portugal voltou a participar com uma equipa de futebol nos Jogos Olímpicos, dirigida por Nelo Vingada, Agostinho Oliveira e António Simões. A equipa portuguesa começaria por vencer a Tunísia por 2-0 (dois golos de Afonso Martins), empatando depois a 1-1 com a Argentina (golo de Nuno Gomes) e com os EUA (golo de Paulo Alves), apurando-se (juntamente com a Argentina) para a fase seguinte da prova.

Nos ¼ final, Portugal venceria a França por 2-1, com um “golo de ouro” de Calado. Nas ½ finais, Portugal voltou a encontrar a Argentina, mas, desta vez, perderia por 0-2, ficando assim afastado da Final. Na disputa da medalha de bronze, a equipa portuguesa acabaria por sofrer uma pesada derrota frente ao Brasil, por 0-5. O Campeão Olímpico viria a ser a Nigéria, no primeiro grande título de futebol para o continente Africano.

Numa boa presença olímpica, Portugal conseguiria a terceira medalha de ouro da sua história, com Fernanda Ribeiro a sagrar-se Campeã Olímpica dos 10 000 metros. A dupla Nuno Barreto / Hugo Rocha conquistaria a medalha de bronze na prova de vela, na classe 470.

Carla Sacramento (4º lugar nos 1 500 metros) e a dupla de voleibol de praia, formada por João Brenha e Miguel Maia, também relegados para o 4º lugar, perderiam ingloriamente a medalha que… esteve tão próxima.

No quadro de medalhas, os primeiros países foram os seguintes:

1. EUA – 44 / 32 / 25
2. Rússia – 26 / 21 / 16
3. Alemanha – 20 / 18 / 27
4. China – 16 / 22 / 12
5. França – 15 / 7 / 15
6. Itália – 13 / 10 / 12
7. Austrália – 9 / 9 / 23
8. Cuba – 9 / 8 / 8
9. Ucrânia – 9 / 2 / 12
10. Coreia do Sul – 7 / 15 / 5

47. Portugal – 1 / 0 / 1

[1657]

Entry filed under: Jogos Olímpicos.

…4 DIAS – PRAGA …3 DIAS – TAHITI E BORA BORA

1 Comentário

  • 1. SUELLEN  |  10 Setembro, 2004 às 2:16 am

    UHHHHHHHHHH MAGNIFICO AMEI ESSE TREM AI EM CIMA TDO ESCRITO É ATÉ BUNITU


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Agosto 2004
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: