Archive for 3 Agosto, 2004

VAN GOGH (IV)

VanGogh-Lane at the Jardin du LuxembourgDepois da morte do pai, em 1885, Vincent realiza a sua primeira grande pintura, a principal obra do período holandês: “Os Comedores de Batatas” (que considerou mesmo o seu quadro mais bem conseguido). Amplia as suas experiências, incluindo uma maior variedade de cores, interessando-se por xilogravuras japonesas.

No ano seguinte, mais uma vez, tenta obter uma educação artística mais formal, na École des Beaux-Artes, mas acaba por rejeitar muitos dos princípios que lhe são ensinados, o que o conduz ao abandono. Submete alguns dos seus trabalhos à Academia de Antuérpia, sendo colocado numa classe de principiantes, mas não se consegue adaptar novamente, regressando a Paris e passando a viver com o irmão Theo.

Inicia estudos no atelier de Cormon (1845-1924), conhecendo outros “estudantes”: John Russell (1858-1931), Henri de Toulouse-Lautrec (1864-1901) e Emile Bernard (1868-1941). Paralelamente, Theo, que trabalha na Boussod & Valadon, que administra uma galeria de arte em Montmartre, apresenta a Vincent os trabalhos dos Impressionistas: Claude Monet, Pierre Renoir, Camille Pissarro, Edgar Degas e Georges Seurat, cujos trabalhos viriam a ter uma influência profunda em Vincent e no seu uso das cores. Torna-se amigo do pintor Paul Gauguin, uma relação turbulenta que viria a ser decisiva na sua vida.

[1639]

3 Agosto, 2004 at 6:25 pm 2 comentários

JOGOS OLÍMPICOS – 1968 – MÉXICO

México - 1968
Em 1968, na Cidade do México, nos Jogos da XIX Olimpíada, um novo record de participantes (5 516 atletas), representando 112 países, disputando 172 provas, num evento que decorreu entre 12 e 27 de Outubro.

Os Jogos Olímpicos de 1968 marcam a estreia da que viria a tornar-se numa nova grande potência desportiva mundial – até ao seu desaparecimento enquanto país independente -, a República Democrática Alemã (RDA).

Nestes Jogos, realizados a 2 260 metros de altitude, o ar rarefeito (menos 30 % do que ao nível do mar), ao mesmo tempo que limita a resistência, potencia o desempenho em provas rápidas, o que permitiu resultados excepcionais, com 88 records (nomeadamente em todas as provas de atletismo de extensão abaixo dos 800 metros), destacando-se os 8,90 m do americano Bob Beamon no Salto em comprimento (record mundial que perduraria durante mais de 20 anos, sendo ainda record olímpico, quase 4 décadas depois), os 9,9 segundos do também americano Jim Hines nos 100 metros e os 17,39 metros do soviético Viktor Saneev no Triplo-Salto.

A ginasta checoslovaca Vera Caslavska conquistaria quatro medalhas de ouro e duas de prata.

O norte-americano Al Oerter venceria a prova de Lançamento do Disco pela quarta vez. O também americano e até então desconhecido Dick Fosbury tornar-se-ia mundialmente famoso ao introduzir uma radical inovação na técnica de transposição da fasquia no salto em altura, o “Fosbury Flop”, em que atacava a fasquia de costas, em vez do tradicional sistema de “rolamento ventral”, que singraria, proporcionando-lhe a vitória olímpica e vindo a ser adoptado de forma generalizada a partir de então (o último campeão a ter êxito com o antigo sistema seria Gerd Wessig, o alemão de leste vencedor dos Jogos Olímpicos de 1980, já então uma excepção no uso dessa técnica de salto, a par da sua compatriota Rose Marie Ackermann).

Portugal, mais uma vez representado com uma pequena delegação, de 20 atletas, não alcançaria qualquer resultado de destaque.

No quadro de medalhas, os países mais medalhados foram os seguintes:
(mais…)

3 Agosto, 2004 at 12:30 pm 1 comentário

…10 DIAS – MACHU PICCHU

Machu Picchu, a mais visitada rota da América do Sul, localiza-se no sudoeste do Perú, 112 km a noroeste da cidade de Cusco, centro do Império Inca, que se estendeu desde a Colômbia ao Chile.

Segundo a lenda, Cusco teria sido fundada por Manco Cápac y Mama Ocllo, filhos do deus Sol, que sairam do Lago Titicaca com a missão de fundar a capital de um grande reinado.

Supõe-se que a cidade sagrada de Machu Picchu (“Montanha velha”, em idioma quechua) – Património Cultural e Natural da Humanidade –, situada a 2 400 metros de altitude, tenha sido criada (no século XV, por Pachacutec) para conquistar a floresta ou para proteger o império de eventuais ataques dela provenientes, não tendo nunca, contudo, sido decifrado o mistério da sua origem e finalidade.

Esta enorme riqueza cultural, histórica e natural dos povos andinos – um dos mais importantes monumentos arquitectónicos e arqueológicos do mundo, de surpreendente perfeição e beleza, cujas ruínas mantêm um impressionante grau de conservação –, seria descoberta para o mundo pelo professor americano Hiram Bingham em 1911.

A grande atracção decorre das suas praças, aquedutos e torres de vigilância, observatórios e relógio solar, colocando em evidência a avançada sabedoria dos povos andinos.

A caminho de Machu Picchu, pode ainda navegar-se no Lago Titicaca, que, com os seus 4 200 metros de altitude acima do nível do mar é o Lago mais alto do mundo.

Há 1 ano no Memória Virtual – Textos pré-blogues – DN Jovem

[1637]

3 Agosto, 2004 at 8:34 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Agosto 2004
S T Q Q S S D
« Jul   Set »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @PereiraPedro: Fagulhas a passar atrás do jornalista da SIC Notícias em direto. Absolutamente irresponsável é desnecessário. 56 minutes ago
  • RT @rfam: Uns quatro incêndios a começar ao mesmo tempo na zona da Sertã Vila de rei... Mais um crime contra as zonas desertificadas do int… 1 hour ago
  • RT @dntwit: Ursula, continuamos com problemas  dlvr.it/R8lbWK 1 hour ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.