Archive for 21 Março, 2006

MUNDIAL 2006 (LXXXIX) – 1986

1/8 Final

URSS – Bélgica – 3-4 (a.p.)
México – Bulgária – 2-0
Argentina – Uruguai – 1-0
Brasil – Polónia – 4-0
Marrocos – RFA – 0-1
Itália – França – 0-2
Dinamarca – Espanha – 1-5
Inglaterra – Paraguai – 3-0

1/4 Final

RFA – México – 0-0 (4-1 g.p.)
Brasil – França – 1-1 (3-4 g.p.)
Espanha – Bélgica – 1-1 (4-5 g.p.)
Argentina – Inglaterra – 2-1

1/2 Finais

Argentina – Bélgica – 2-0
França – RFA – 0-2

3º / 4º

França – Bélgica – 4-2

Final

Argentina – RFA – 3-2

Campeão do MundoARGENTINA
Vice-Campeão do Mundo – RFA
França
Bélgica


5º Brasil
6º México
7º Espanha
8º Inglaterra


9º Dinamarca
10º URSS
11º Marrocos
12º Itália
13º Paraguai
14º Polónia
15º Bulgária
16º Uruguai


17º Hungria
18º Portugal
19º I. Norte
20º Escócia
21º Coreia do Sul
22º Argélia
23º Iraque
24º Canadá

21 Março, 2006 at 6:14 pm Deixe um comentário

TEMPLÁRIOS (II)

“É em Tomar que encontramos uma maior concentração de bastiões da Ordem, contributos inestimáveis para o nosso património arquitectónico. É o caso do castelo de Tomar (também chamado dos Templários), que estaria unido por passagens subterrâneas à Igreja de São João Baptista (santo venerado pela Ordem, que nos seus templos e capelas conta com inúmeras representações de baphomets – cabeças degoladas) e à Igreja de Santa Maria do Olival, onde Gualdim Pais foi sepultado. O seu túmulo, ao que se sabe, está vazio – mais um enigma para a constelação dos mistérios do Templo.

A arte gótica, segundo Michel Lamy, terá sido introduzida pelos Templários, que se associaram a mesteirais cagots, possuidores de segredos de construção e dos trabalhos em pedra (possíveis antecessores dos “pedreiros-livres” ou franco-mações). O estilo manuelino será, em Portugal, o herdeiro directo do gótico e o seu grande expoente é o Convento de Cristo, cripta da Ordem de Cristo, após se ter instalado por alguns anos em Castro Marim e ter regressado à original sede do Templo. Na charola do Convento de Cristo encontramos a disposição octogonal, fiel à cosmologia da época e representando o hemisfério celeste. Os Templários, e os seus herdeiros Cavaleiros de Cristo, teriam desenvolvido os conhecimentos de astrologia e astronomia (as duas ciências, como se sabe, eram indissociáveis) que lhes serviram para iniciar a aventura dos Descobrimentos.”

“Os Templários – Esses grandes senhores de mantos brancos”, Michel Lamy, Editorial Notícias, pp. 5 e 6 (Nota do editor português)

21 Março, 2006 at 8:52 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Março 2006
S T Q Q S S D
« Fev   Abr »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.