Archive for 11 Outubro, 2004

GEORGE WASHINGTON (I)

G.Washington George Washington nasceu em Pope’s Creek, Wakefield, na Virgínia, a 22 de Fevereiro de 1732, filho de um grande senhor de terras, tendo herdado, em 1752, a propriedade de Mount Vernon.

Tornara-se entretanto agrimensor, tendo efectuado, entre 1749 e 1751, o levantamento topográfico de extensa região da Virgínia.

Estudara ciência militar por conta própria, tendo sido, em 1754, na sequência da disputa de território com os franceses, nomeado Tenente-Coronel, comandando 150 homens, tendo estabelecido uma fortificação onde se localiza hoje a cidade de Pittsburgh. De 1755 a 1758, foi comandante da milícia da sua colónia, lutando contra os franceses e índios.

Em 1758, abandonou o exército, casando-se no ano seguinte com uma viúva rica (Martha Dandrige Curtis), ocupando-se da sua fazenda.

Nesse mesmo ano (1759), foi eleito para o Parlamento da Virgínia (cargo que ocupou até 1774), Estado que representaria também nos I e II Congressos Continentais (primeiro “órgão governamental americano”) em Filadélfia (em 1774 e 1775), tornando-se líder da oposição à política colonial britânica.

Com o início dos conflitos com os ingleses, em 15 de Junho de 1775, foi nomeado comandante do exército americano, na luta contra os “casacas vermelhas” ingleses.

[1773]

11 Outubro, 2004 at 6:57 pm

CHRISTOPHER REEVE

O desaparecimento de Christopher Reeve é uma daquelas notícias que nos provoca necessariamente um sentimento de comoção.

Com uma vida que “dava um filme”, o “Super-Homem” enfrentou “de frente”, com uma imensa coragem, a infelicidade que lhe tocara há 9 anos e continuava a alimentar um sonho, que não foi possível concretizar, o de voltar a andar…

A sua tenacidade e perseverança (colocando os recursos de que dispunha ao serviço da investigação da doença que o prendia a uma cadeira de rodas) é um grande exemplo para todos nós, mesmo que, neste caso concreto, nos tenha deixado “cedo demais”.

Até sempre, Christopher!

[1772]

11 Outubro, 2004 at 5:50 pm

PRÉMIOS NOBEL

Recupero a “entrada” que assinala a atribuição dos Prémios Nobel de 2004 (agora já completa), premiando, em duas das “categorias mais importantes”, duas mulheres:

– Paz – atribuído à militante ecologista queniana Wangari Maathai, com uma acção de mais de 30 anos contra o processo de desflorestação em África.

– Literatura – atribuído à escritora austríaca Elfriede Jelinek, «pelo fluído das vozes e contra-vozes nos seus romances».

– Medicina – atribuído a Richard Axel e Linda B. Buck pelo seu estudo dos receptores olfactivos e da organização do sistema olfactivo nos seres humanos.

– Física – atribuído aos norte-americanos David J. Gross, David Politzer e Frank Wilczeck, em reconhecimento pelos seus trabalhos de física atómica e pelos estudos sobre os aceleradores de partículas.

– Química – atribuído aos israelitas Aaron Ciechanover e Avram Hershko, e ao norte-americano Irwin Rose, pelos seus trabalhos sobre a degradação das proteínas.

– Economia – atribuído ao norueguês Finn E. Kydland e ao norte-americano Edward C. Prescott, pelas suas contribuições a nível da dinâmica macroeconómica (a consistência da política económica no tempo e as forças “motrizes” dos ciclos económicos).

Pode consultar a lista completa de todos os premiados com o Nobel, aqui.

[1771]

11 Outubro, 2004 at 12:33 pm 1 comentário

"O CÓDIGO DA VINCI" (I)

Começo por confessar que foi com alguma “relutância” que comprei o livro…

Os primeiros ecos que me chegavam pareciam traduzir uma obra de carácter “especulativo”, de predominante vertente “comercial”, um estrondoso sucesso de marketing a nível mundial. A própria capa do livro me sugeria de alguma forma um “aproveitamento mercantil” da obra-prima de Da Vinci.

Um intenso ritmo de “recuperação de trabalho” no período imediatamente pós-férias (com notórios reflexos no abaixamento da “produtividade bloguística”…) – a par do grande envolvimento na organização de um “grande evento internacional” a nível profissional – impediram-se, até ao fim-de-semana passado, de “pegar no livro” (sempre é um volume que “impõe algum respeito”, nas suas cerca de 540 páginas).

Mas, depois de “pegar no livro”, é mesmo difícil “largá-lo”!…

[1770]

11 Outubro, 2004 at 8:41 am 9 comentários


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Outubro 2004
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

  • RT @AFN1982: Bom post do @atadeia, merece a leitura. 3 hours ago
  • RT @fnvnetcabopt1: Perguntei a um amigo quando é o comício do Pontal. Ele disse-me que já foi. Eu quis saber do impacto nas massas, do revi… 3 hours ago
  • RT @OFuraRedes: Darwin não pode reagir assim, mas que foi provocado de forma clara e anti-desportiva por Andersen, durante todo o desafio,… 5 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.