Archive for 9 Outubro, 2004

"O ESTADO DA NAÇÃO"

Nota prévia: por motivos profissionais, estive, desde o final de Terça-feira, 5 de Outubro, “em retiro no Portugal profundo” (no Alentejo, próximo de Espanha), como monitor de acção de formação de acolhimento a novos colaboradores da firma em que exerço actividade.

Uma “agenda preenchida” (e a falta de acesso à Internet…) impediram-me de “blogar” ou, sequer, de “frequentar a blogosfera” (as “entradas” editadas de 6 a 8 de Outubro, já previamente preparadas, foram publicadas com recurso ao sistema disponibilizado pelo Movable Type 3.11 de “pré-publicação”).

Nestes dias aconteceu uma “revolução” em Portugal!

O abandono de Marcelo Rebelo de Sousa da sua colaboração como comentador na TVI provocou ondas de choque talvez inimagináveis: desde uma convocatória para esclarecimento da situção por parte do Presidente da República (no exercício, porventura com excesso de zelo, do seu “dever de vigilância”), a nervosas e “atabalhoadas” declarações do Primeiro-Ministro (refugiando-se em vagas promessas de que o que é importante é governar o país, e que as suas preocupações maiores são a de tentar reduzir um pouco os impostos e de aumentar um pouco as reformas… e com um “peregrino anúncio” de que iria prestar novas declarações daí a 3 dias!), finalizando ontem com a intervenção do Director Geral da estação de televisão, rejeitando qualquer tipo de pressões e “entreabrindo a porta” ao regresso do “Professor”.

O que se passa é que, directa (por via das declarações de Gomes da Silva) ou indirectamente (pela recomendação de Paes do Amaral de adaptação do formato do programa… e suavização dos comentários), foram exercidas pressões inaceitáveis sobre o direito à livre expressão de um cidadão! Que não é um cidadão “qualquer”, mas alguém com grande reputação e cujos comentários são atentamente ouvidos, não deixando indubitavelmente de ter reflexos na formação da opinião pública.

Este (triste) episódio é apenas mais um exemplo (depois do surrealista processo da publicitação das listas de colocação de professores e da absolutamente inoportuna decisão de concessão de tolerância de ponto na véspera do feriado de 5 de Outubro) de um Governo sem qualquer linha de rumo ou orientação visível, que “navega à vista”, de desastre em desastre, no pior exercício de “desgovernação” que a democracia portuguesa alguma vez viveu.

É claro que a blogosfera não deixou de analisar em detalhe a situação, mais uma vez com comentários bastante pertinentes de que aqui deixo referência a alguns exemplos (na comunicação social “tradicional”, destaque para o artigo de Miguel Sousa Tavares): José Pacheco Pereira, no Abrupto (textos de 7 de Outubro, “Pasmo, Tristeza e Revolta” e “Rigorosos e Especiosos”); Francisco José Viegas, no Aviz (“Liberdade”, “entrada” de 8 de Outubro); Daniel Oliveira, no Barnabé; Carlos Abreu Amorim, no Blasfémias (“Qual a Importância do Caso Marcelo?” e “Agora a Sério“); João Paulo Meneses, no Blogouve-se (“Marcelo Gomes da Silva – o contraditório”, de 7 de Outubro); Paulo Gorjão, no Bloguítica (“A Eterna Questão do Ser e do Parecer” e “A Recolha de Provas Já Começou“); Vital Moreira, no Causa Nossa; João Morgado Fernandes, no Terras do Nunca; Paulo Querido, em O Vento Lá Fora; …

E como urge “fazer qualquer coisa”, aqui fica também a referência a um movimento mais ou menos “idealista”, lançado por dois dos meus amigos “blogosféricos” Rui Branco e Nuno Peralta: “Queremos uma alternativa real ao bloco central“.

Há 1 ano no Memória Virtual – E agora?

[1768]

9 Outubro, 2004 at 10:18 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Outubro 2004
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.