Archive for 1 Outubro, 2004

A VIAGEM DE VASCO DA GAMA (IV)

Apenas em 2 de Janeiro de 1499, conseguiria chegar às proximidades de Mogadoxo (costa de África), passando depois por Melinde (7 de Janeiro), Zanzibar, Moçambique (1 de Fevereiro) e a Angra de São Brás (3 de Março).

Depois de chegar ao arquipélago de Cabo Verde, Vasco da Gama dirigiu-se aos Açores, onde viria a falecer o seu irmão Paulo da Gama. Devido a este desvio forçado do capitão-mor da armada, o primeiro navio que chegou à barra do Tejo a 9 de Julho de 1499, dois anos depois da sua partida, foi a Bérrio de Nicolau Coelho, aportando Vasco da Gama em Lisboa apenas no final de Agosto.

Apesar de apenas cerca de 1/3 da tripulação ter conseguido regressar, uma nova rota passava a ligar a Europa à Ásia, a qual se manteria activa durante cerca de 400 anos; Vasco da Gama receberia o tratamento de Dom (concedido por D. Manuel), assim como o cargo de Almirante da Índia e, em 1519, o título de Conde da Vidigueira.

O Almirante voltaria à Índia mais duas vezes: uma em 1502/1504 e outra em 1524, com o cargo de Vice-rei da Índia. O seu governo foi, contudo, muito curto, pois viria a falecer em Cochim na noite de Natal de 1524, com pouco mais de cerca de 55 anos.

[1756]

1 Outubro, 2004 at 6:25 pm 1 comentário

REDUÇÃO DA DURAÇÃO DAS LICENCIATURAS

Em minha opinião, na linha da “cultura de facilitismo” de que aqui falava ontem, a duração das licenciaturas em Portugal vai ser encurtada para três anos (à excepção do curso de Medicina), num processo de harmonização face às universidades europeias, em conformidade com a Declaração de Bolonha (a qual visa uma aproximação das qualificações proporcionadas pelas escolas superiores europeias até 2010).

A questão que – mais uma vez, com algum cepticismo – tenho de me colocar é: “Será que essa harmonização em termos quantitativos, de número de anos de licenciatura, terá associada uma harmonização a nível qualitativo”?

[1755]

1 Outubro, 2004 at 2:20 pm 1 comentário

"BLOGGERS PROFISSIONAIS"?

A propósito desta “entrada“, Paulo Querido escreve em comentário à mesma uma reflexão que me parece bastante pertinente – lançando pistas de resposta às questões que coloquei -, a qual me parece importante transcrever para o corpo de uma nova “entrada”:

“Não sendo um blogger profissional, já sou um profissional dos blogues. Mas adiante. Alguns dos citados já tiveram/terão em breve retribuição económica, ainda que indirectamente. Uns publicaram / vão publicar livros que não seriam possíveis sem os seus blogues. Outros transpuseram para os seus jornais / actividades profissionais a cadência de escrita adquirida no blogging com evidentes ganhos. Outros passaram de cronistas quase conhecidos a cronistas respeitáveis. A exposição nos blogues ajuda a conquistar / aumentar / cimentar quer audiências, quer contratos (vidé Gato Fedorento).

Depois há os retornos não-mensuráveis… decorrentes da prática do agit-prop recuperada para o espaço público via blogging, ainda sem o carimbo de agit-prop, mascarada de humor (Barnabé), ou de “assuntos sérios” (Abrupto), que “educa” e influencia as opções políticas dos leitores.

Só posso concluir que há profissionalismo na blogosfera portuguesa. Não há ainda um exemplo de carreira (esperem mais algum tempo, isto começou há ano e meio…) ou de exclusividade, mas já se deve considerar, com abundantes exemplos, que há bloggers profissionais em part-time, pagos por mecanismos indirectos.”

Há 1 ano no Memória Virtual – “Modernidade nasceu na Idade Média”

[1754]

1 Outubro, 2004 at 8:41 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Outubro 2004
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.