…5 DIAS – PATAGÓNIA

8 Agosto, 2004 at 1:55 pm

A Patagónia localiza-se na região sul da América do Sul, ocupando uma área de cerca de 800 000 km2, iniciando-se, no lado do Chile, a sul de Puerto Montt; na parte da Argentina, inicia-se a sul do Rio Colorado, incluindo Bariloche e a Península Valdes.

As partes argentina e chilena encontram-se separadas pelos Andes, num cenário caracterizado por montanhas, glaciares, lagos e florestas. A Patagónia tem o seu termo na famosa Terra do Fogo, extremo sul da América, no Cabo Horn.

A Patagónia chilena divide-se na parte Norte (onde se localiza a Laguna San Rafael e a famosa estrada Carretera Austral) e Sul (na província de Magallanes, onde se localiza o Parque Nacional Torres del Paine). A principal cidade da Patagónia chilena é a de Punta Arenas, de onde partem os cruzeiros para a Terra do Fogo e Antártida.

A Patagónia argentina – dividida em Patagónia Andina (área montanhosa), Patagónia Central (planalto) e Patagónia Atlântica (costa com penhascos) abrange cinco províncias (Tierra del Fuego, Santa Cruz, Chubut, Río Negro e Neuquén). As principais atracções localizam-se na Terra do Fogo, San Carlos de Bariloche, Parque Nacional Los Glaciares, Parque Nacional Lanín, Termas de Copahue, Parque Nacional Laguna Blanca e San Martin de Los Andes.

Com uma densidade populacional de menos de 2 habitantes/km2, a Patagónia é uma das regiões menos densamente povoadas do mundo.

Fernão de Magalhães foi o primeiro europeu a atravessar a região, em 1520. Não obstante, os primeiros a visitar a região foram Nuño Manuel e Cristóbal de Haro, numa viagem exploratória secreta, ao serviço da Coroa portuguesa. Apesar de os espanhóis apenas terem chegado dois anos depois, acabariam por tomar posse da terra que lhes pertencia de “direito”, de acordo com o Tratado de Tordesilhas; a colonização da região teria início em 1536.

Em 1832-33, no decurso da sua viagem de volta ao mundo no Beagle, Charles Darwin passou pela Patagónia, recolhendo fósseis, existindo ainda hoje a Cordilheira Darwin e o Canal Beagle, ambos na Terra do Fogo.

A Terra do Fogo é formada por um conjunto de ilhas (de que a maior é a Tierra del Fuego ou Isla Grande), entre canais e fiordes, envolvidos por altas montanhas do extremo sul da Cordilheira dos Andes, separadas do Continente pelo Estreito de Magalhães – encontra-se também dividida, desde 1881, entre a Argentina (parte leste) e o Chile. O ponto mais a sul do arquipélago, pertencente ao Chile, forma o Cabo Horn.

A capital da província (do lado argentino) é Ushuaia, a cidade mais ao sul no mundo, situada nas margens do Canal Beagle, rodeada pelos Montes Martial. A linha do “fim do mundo” (Tierra del Fuego Line) proporciona paisagens de “cortar a respiração” de montanhas cobertas de neve. Existe também um “Museu do Fim do Mundo”, dedicado à história e cultura da região. É um local ideal para praticar trekking, andar a cavalo, mountain bike, pesca e passeios pelos Canal Beagle (visitando lobos marinhos, corvos marinhos e pinguins), Cabo Horn e Antártida.

O Parque Nacional Los Glaciares foi declarado Património da Humanidade pela UNESCO. A sua maior atracção é o glacial Perito Moreno, com paredes até 60 metros de altura e mais de 500 km2 de superfície.

Há 1 ano no Memória Virtual – Carta aberta

[1653]

Entry filed under: Sociedade.

JOGOS OLÍMPICOS – 1988 – SEOUL DAVID BERNABÉU VENCE VOLTA A PORTUGAL


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Agosto 2004
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: