ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS – LISBOA

13 Julho, 2007 at 8:48 am 1 comentário

Pouco para dizer sobre estas eleições e sobre esta campanha… (a minha declaração de voto é que… não posso votar, dado não estar ainda recenseado em Lisboa).

Que se trata de uma eleição intercalar, com um horizonte temporal estreito, de apenas 2 anos, portanto com um mandato limitado e condicionado, durante o qual não será possível “deixar marcas” de governação.

Principalmente quando, muito provavelmente, não haverá maioria absoluta e, a acrescer a tal facto, a maioria na Câmara será de sentido oposto à da Assembleia Municipal… a crer nas sondagens – e à excepção de uma grande surpresa, que pudesse hipoteticamente ser proporcionada pela conjuntura de uma votação em meados de Julho, com o dia a convidar à praia ou à partida para férias – António Costa deverá eleger entre 7 a 8 vereadores; Carmona Rodrigues e Fernando Negrão, provavelmente 3 cada um; Helena Roseta, 2 ou 3 vereadores (na eventualidade de poder “subtrair” 1 a um dos concorrentes anteriores); Ruben de Carvalho e José Sá Fernandes, 1 cada. Não deverá proporcionar mais, portanto, que um “aquecimento”, numa espécie de trampolim, operando como que a “1ª volta” das eleições de 2009.

Uma nota final para esta “campanha (pouco) alegre”, praticamente nada esclarecedora e, sobretudo, frisando que não recordo – a este nível, dos principais partidos, e em cerca de 30 anos de democracia – uma campanha tão negativa e tão fraca como a protagonizada pela candidatura de Fernando Negrão, cujos cartazes conseguiram o “notável feito” de ir em contínuo plano descendente, nomeadamente com a obsessão face ao Governo (3 cartazes de “bradar aos céus”) e um outro, também completamente desfocado, colocando os lisboetas perante uma hipotética “opção” entre Lisboa e a Ota (!). De lamentar que o principal partido da oposição (que dirigiu a Câmara de Lisboa nos últimos 6 anos) se “demita” das suas responsabilidades de se constituir numa efectiva alternativa, qual equipa de futebol que – em vez de disputar o jogo – se limita a “mandar bolas para a bancada”, procurando apenas ganhar tempo.

Entry filed under: Sociedade.

MUNDIAL DE SUB-20 – 1/8 FINAL "A BARBEARIA DO SENHOR LUÍS"

1 Comentário Add your own

  • 1. valeria mendez  |  14 Julho, 2007 às 10:27 pm

    Daqui do meio do Atlantico, e pelo que ouvi nas televisões e li nos jornais, se fosse lisboeta teria muita dificuldade em decidir.me…a não ser que entrasse no campo da “empatia” politca…Não foi esta uma campanha nada esclarecedora?

    Responder

Deixe uma Resposta para valeria mendez Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Julho 2007
S T Q Q S S D
« Jun   Ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: