Archive for 17 Abril, 2006

MUNDIAL 2006 (CVI) – 1994

Pela primeira vez na história dos Mundiais de Futebol o Campeão do Mundo foi decidido com base no desempate pela marcação de pontapés da marca de grande penalidade, depois de um nulo no marcador, ao fim de 120 minutos, entre o Brasil e a Itália.

Uma prova repleta de peripécias, com o “astro” Diego Maradona a ser expulso por teste positivo no controlo anti-doping, o camaronês Roger Milla a ser o jogador mais velho de sempre a marcar um golo num Mundial (aos 42 anos, frente à Rússia… numa derrota por 1-6; numa partida em que – com ambas as selecções já sem hipóteses de apuramento -, o russo Oleg Salenko fixaria um record difícil de superar, sendo autor de 5 golos!)… e com o colombiano Andrés Escobar a ser assassinado pouco depois do regresso ao país, após uma decepcionante carreira da selecção da Colômbia.

Este Mundial marcaria a estreia de um novo sistema de pontuação, com a vitória a passar a valer 3 pontos (em lugar de 2, como até então), procurando privilegiar a competição pela vitória em detrimento da preservação do empate (continuando a valer 1 ponto).

Os EUA, não obstante o investimento, e pese embora não praticarem um futebol de má qualidade, tiveram dificuldades em garantir o apuramento para os 1/8 Final (apenas 3º lugar no seu Grupo de apuramento, após a Roménia e a Suíça), fase da prova em que seriam eliminados pelo Brasil.

Grande surpresa na primeira fase seria o comportamento da selecção da Arábia Saudita, terminando o Grupo em 2º lugar, com 6 pontos (2 vitórias frente a Marrocos e à Bélgica), empatada com a Holanda e a Bélgica, de Michel Preud’homme.

No Grupo E, todas as 4 selecções terminariam a primeira fase com uma vitória, um empate e uma derrota (4 pontos), sendo o escalonamento estabelecido em função das diferenças de golos: México (vitória frente à Irlanda), Irlanda (vencedora da Itália) e Itália (que venceu a Noruega) a ocuparem os 3 primeiros lugares e a garantirem o apuramento para os 1/8 Final e a Noruega (surpresa na fase de qualificação na zona Europeia, aqui a conseguir vencer apenas o jogo frente ao México) a ficar com a “fava” do 4º lugar.

Nos 1/8 Final, a Espanha teria uma clara vitória frente à Suíça (3-0); a Alemanha a vencer com dificuldade a Bélgica (3-2); com a Roménia a afastar a Argentina por igual resultado, enquanto a Itália virava a eliminatória frente à poderosa Nigéria, acabando por vencer por 2-1. Os outros apurados seriam: Brasil, Holanda, Suécia e Bulgária.

Não obstante o predomínio quase absoluto da Europa nos ¼ final (7 países em 8)… apenas abrindo espaço ao Brasil, que, apesar das dificuldades impostas pela Holanda (no melhor jogo da prova, com vitória dos brasileiros por 3-2), se viria a sagrar Campeão do Mundo, alcançando o ambicionado “tetra”.

Para tal – e depois de ter afastado nas ½ Finais a Suécia, com um “magro” 1-0 -, teria de passar pelo “crivo” das grandes penalidades, frente à Itália (também já Tri-Campeã do Mundo…), que estivera à beira da eliminação frente à Nigéria (vencedora do seu Grupo, à frente da Bulgária… e da Argentina), apenas empatando a partida no último minuto, salva por Roberto Baggio (que, por “ironia” do destino, viria a falhar o seu “penalty” na Final).

A Itália eliminara ainda a Espanha, antes de afastar nas ½ finais a surpreendente Bulgária (que, não tendo conseguido alcançar nunca, nos 16 jogos disputados nas suas participações anteriores, uma vitória em Fases Finais de Mundiais, chegaria desta vez ao 4º lugar, depois de eliminar o Campeão do Mundo, a Alemanha).

17 Abril, 2006 at 6:46 pm Deixe um comentário

HOLLYWOOD – 2 ANOS / "CINE GUIA"

O Hollywood, blogue sobre cinema, completa 2 anos de existência. Parabéns ao Miguel Lourenço Pereira pela intensa dedicação a esta causa!

O autor do blogue está duplamente de parabéns, também com o anúncio do lançamento do Cine Guia® 2007.

O Cine Guia® 2007, da autoria do crítico de cinema e jornalista Miguel Lourenço Pereira, dedicado aos filmes disponíveis no mercado português no formato de DVD, estará nas livrarias e em diversos outros pontos de venda a partir de Outubro de 2006.

O Cine Guia® 2007, que terá o formato de um estojo de DVD, para facilitar a arrumação em casa junto dos DVDs como livro de consulta, terá distribuição nacional em livrarias e outros pontos de venda de revistas e de jornais, em hipermercados e áreas de serviço.

Esta iniciativa editorial – que terá continuação nos anos seguintes – é um projecto profissional que descende directamente do anuário Video 89, Video 90, Video 91, Video 92 e Video 93, em que colaboraram especialistas portugueses (jornalistas e críticos de cinema), e insere-se na tradição dos «movie guides» que proliferaram nos EUA e que tanto êxito obtiveram nos países de língua inglesa, fornecendo ao público uma informação eficaz sobre o que existe no cinema, em sala e em casa («home cinema» e TV).

É por isso que o Cine Guia® 2007 corresponde ao interesse dos consumidores do cinema em casa, dos cinéfilos – em Portugal existem, hoje, 2 milhões de leitores de DVD domésticos, sem falar nos dispositivos integrados nos computadores de secretária e portáteis – e das empresas do sector, sejam editores e distribuidores de filmes em DVD, distribuidores e exibidores de cinema em sala, clubes de vídeo, fornecedores de hardware e meios de comunicação em geral.

O Cine Guia® 2007 será, assim, uma enciclopédia actualizada de cinema e permitirá fazer a ligação entre o cinema em casa e fora de casa, ajudando o público interessado e levando-lhe o que as empresas lhe têm a propor, vertente em que ajudará, também, a combater a pirataria, permitindo o acesso às edições dignas e de qualidade existentes no mercado nacional.

17 Abril, 2006 at 12:33 pm Deixe um comentário

TOMAR – INVENTÁRIO DO PATRIMÓNIO ARQUITECTÓNICO (X)

JanelaCunhal.jpegJanela de cunhal quinhentista

“Janela de cunhal, com sacada decorada com grelha em cantaria, coluna jónica de fuste estriado, no vértice, a servir de mainel, frontão triangular ornado com dentículos.

Cronologia: Séc. 16, 1º terço – a janela pertencia às casas que o Dom Prior do convento tinha na vila; c. 1920 – salva da demolição pela União dos Amigos dos Monumentos da Ordem de Cristo, é integrada no Edifício do Turismo.”

(via página da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais)

17 Abril, 2006 at 8:37 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Abril 2006
S T Q Q S S D
« Mar   Maio »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @2010MisterChip: Esos son los cinco mejores de la historia para mi, pero no en ese orden. Para mí Cristiano merece estar en esa mesa de… 3 hours ago
  • RT @Jaimefmacias: Parece haber pasado algo desapercibido en este futbol tan convulsionado Messi recibió hoy su 6ta Bota de Oro. Salvo Crist… 3 hours ago
  • RT @PCMagalhaes: Espero que não tenhamos de esperar pelo dia em que uma maioria absoluta dependa dos 4 deputados dos círculos Europa e Fora… 23 hours ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.