Archive for 14 Junho, 2005

DN – EXPOSIÇÃO 140 ANOS – 1910-19

1910 – 19

A década de 10 do século XX regista o termo da Dinastia Manchu e o final de 2000 anos de regime imperial na China.

Em 1912, dá-se a tragédia do Titanic, obra-prima da construção naval inglesa, considerado “inafundável”, que, colidindo com um icebergue no Atlântico Norte, sepulta nas águas geladas cerca de 1 500 passageiros e tripulantes.

Em 1913, o americano Henry Ford cria a primeira linha de montagem para produção de automóveis em série, os “Ford T”.

De 1914 a 1918, desenrola-se a I Guerra Mundial, uma guerra de trincheiras, despoletada pelo assassinato, em Sarajevo, do herdeiro do trono austro-húngaro, fazendo explodir os ódios nacionalistas, opondo inicialmente, de um lado, Alemanha, Áustria, Império Otomano; do outro, França, Bélgica, Grã-Bretanha, Rússia, Sérvia, Portugal, Itália, Bulgária, Roménia, China. Os EUA interviriam a partir de 1917, ao lado dos chamados Aliados.

1917 é também o ano da Revolução Soviética, depondo o czar Nicolau II, assassinado conjuntamente com a restante família imperial, num golpe cujo plano fora concebido por Trotsky, sob a liderança de Lenine.

Em paralelo, em Portugal, três crianças afirmam ter-lhes aparecido Nossa Senhora na Cova da Iria, em Fátima.

Guernica - 1937

[2374]

14 Junho, 2005 at 6:25 pm

DN – EXPOSIÇÃO 140 ANOS – 1900-10

1900 – 10

O ano de 1900 é assinalado por nova Exposição Mundial em Paris. É também o ano do lançamento do primeiro Zeppelin, aeronave construída pelo conde e inventor alemão Ferdinand von Zeppelin.

Em 1901 são introduzidos os Prémios Nobel, instituídos por Alfred Nobel.

No ano de 1903, os irmãos americanos Wilbur e Orville Wright realizam, com a ajuda de um motor a gasolina, o primeiro voo num aeroplano, nos EUA.

Em 1904, tem início em Paris o que seria o primeiro sistema de Metropolitano do mundo.

A década regista ainda a Guerra dos Boéres, opondo os ingleses aos boéres na África do Sul.

Em Portugal, o ano de 1908 é marcado pelo atentado contra a família real, em que morrem o Rei D. Carlos e o príncipe herdeiro D. Luís Filipe. D. Manuel II subia ao trono apenas com 18 anos.

A monarquia enquanto regime chegava ao fim a 5 de Outubro de 1910, com a Revolução Republicana. Os símbolos nacionais, como o hino e a bandeira, eram alterados; o escudo substitui o real como moeda.

1900 - 10

[2373]

14 Junho, 2005 at 1:50 pm

"ASSIMETRIAS"

Conservo em relação ao Diário de Notícias uma memória pessoal indelével, o facto de nele (um dos principais jornais de referência em Portugal) ter publicado o meu primeiro artigo “a sério” (no “DN Jovem”), que, nesta oportunidade, aqui recupero novamente:

ASSIMETRIAS

É geralmente reconhecido que a histórica dicotomia litoral-interior é uma realidade profundamente implantada na estrutura socioeconómica. Basta, para o confirmar, consultar qualquer estatística, por mais elementar que seja.

Todos sabemos, por exemplo, que houve uma deslocação da população do interior, por um lado, para o estrangeiro, através do fenómeno da emigração, e por outro, para o litoral, em particular para as áreas urbanas de Lisboa e Porto, cidades que centralizam a autoridade política e o poder económico.

Essa assimetria manifesta-se em muitos e variados campos; um deles, enquadrável no tema proposto, é o do futebol, enquanto desporto de multidões, acarretando grandes movimentações a nível financeiro.

Desta forma, temos, na época de 1988-89, na disputa do Campeonato Nacional da I Divisão de futebol, 16 clubes sediados no litoral (80 %), face a dois do interior (G. D. Chaves e CAF- Ac. Viseu), o que corresponde a 10 %, além dos insulares Marítimo e Nacional, ambos da Madeira.

Se alargarmos o campo de estudo até ao Campeonato Nacional da III Divisão, os números não oscilam muito: o litoral é sede de 134 dos 182 clubes concorrentes às três divisões (73,6 %), cabendo ao interior 41 clubes, apenas 22,5 %, sendo os restantes sete repartidos pelas Regiões Autónomas dos Açores (três representantes militando na III Divisão) e da Madeira.

É sintomático o facto de os distritos de Beja e da Guarda, além de Viana do Castelo, este do litoral, não terem qualquer representante na I e II Divisões, o que é mais estranho ainda no caso de Santarém, que chegou a ter, há pouco mais de dez anos, representação na I Divisão, por via do U. Tomar.

Outro aspecto se destaca nesta análise: a macrocefalia do futebol português, centralizado por completo, no que se refere a campeões da I Divisão, em apenas duas cidades, 44 títulos (81,5 %) para três clubes de Lisboa e dez (18,5 %) para um do Porto.

Todos estes números devem suscitar uma reflexão e o desejo de que os desequilíbrios de ordem económica e social sejam atenuados, de forma a permitir também uma expressão desportiva mais uniforme e condizente com padrões europeus, ao nível das Comunidades em que nos pretendemos integrar de forma plena.”

Texto publicado no “DN Jovem” em 22.11.88

[2372]

14 Junho, 2005 at 12:30 pm

DN – EXPOSIÇÃO 140 ANOS – 1890-99

1890 – 99

Esta é a década da expansão dos “elevadores” em Lisboa, visando fazer face ao acidentado relevo, facilitando o transporte entre as partes altas e baixas da cidade. Os elevadores da Lavra, Glória e da Bica são actualmente monumentos nacionais.

O ano de 1890 marca a inauguração do Coliseu dos Recreios em Lisboa.

É também o ano do “Ultimato Inglês”, motivado pelo célebre mapa cor-de-rosa, que pretendia unir as colónias portuguesas de Angola e Moçambique; “ou os portugueses se retiravam de toda a zona disputada ou se cortariam as relações diplomáticas”… a Inglaterra conseguiria todos os seus objectivos principais, vindo Portugal a abdicar das regiões do interior (correspondendo aos territórios da Zâmbia e da Rodésia, actual Zimbabwe), por incapacidade de as manter sob controlo.

Em 1895, com base no aperfeiçoamento do cinetoscópio, os irmãos Auguste e Louis Lumière idealizam o cinematógrafo, aparelho movido a manivela, utilizando negativos perfurados, substituindo a acção de várias máquinas fotográficas para registar o movimento, tornando possível a projecção de imagens: nascia o cinema!

Em 1897, Guglielmo Marconi fazia as primeiras experiências com a rádio (Telegrafia Sem Fios).

Bicicleta no século XIX

[2371]

14 Junho, 2005 at 8:40 am


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Junho 2005
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.