NOVOS PAÍSES MEMBROS DA UNIÃO EUROPEIA – MALTA (III)

11 Fevereiro, 2004 at 8:01 am

Com o ataque turco e a retirada europeia em 1530, Carlos V confiaria a defesa da ilha à Ordem dos Cavaleiros de São João do Hospital de Jerusalém (ordem formada em 1050, durante as Cruzadas para acolher e proteger os peregrinos à Terra Santa), mais conhecidos por Cavaleiros de Malta, que, fortificando a cidade de La Valletta, repeliriam definitivamente os ataques otomanos em 1565, vindo a tornar-se uma potência no Mediterrâneo, graças à sua frota marítima.

Em 1798, Napoleão tomaria posse da ilha, levando ao desembarque das forças luso-inglesas comandadas pelo Almirante Nelson, que se apossariam da ilha em 1800. Em 1804, pelo Tratado de Amiens, Malta era devolvida aos Cavaleiros.

Contudo, em 1814, pelo Tratado de Paris, Malta seria anexada pelos britânicos, contra a vontade .latina. do povo. A Inglaterra concederia aos Malteses participação na administração civil do território, reservando contudo o comando, nomeadamente a nível militar, transformando-se Malta numa .base naval britânica.. O Congresso de Viena de 1815 viria a reconhecer a soberania da Ordem de Malta.

[989]

Entry filed under: Novos países União Europeia.

BENFICA – CENTENÁRIO (X) BENFICA – CENTENÁRIO (XI)


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Fevereiro 2004
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


<span>%d</span> bloggers like this: