Archive for 20 Novembro, 2022

Campeonato do Mundo de Fórmula 1 – 2022

Max Verstappen bisou, por ampla margem, a conquista do título de Campeão do Mundo de Fórmula 1.

No total, Max Verstappen venceu 15 Grandes Prémios (o que constitui “record” numa temporada), face a 3 triunfos de Charles Leclerc, 2 de Sergio Pérez, tendo Carlos Sainz e George Russell vencido, cada um, uma prova.

Terminou a sua carreira (16 temporadas na Fórmula 1) o antigo tetra-Campeão do Mundo, Sebastian Vettel, que disputou um total de 299 Grandes Prémios, tendo obtido 53 vitórias e 122 lugares no pódio.

Classificação Final do Mundial de Pilotos:

Max Verstappen (Países Baixos) – Red Bull Racing RBPT – 454
2º Charles Leclerc (Mónaco) – Ferrari – 308
3º Sergio Pérez (México) – Red Bull Racing RBPT – 305
4º George Russell (Grã-Bretanha) – Mercedes – 275
5º Carlos Sainz (Espanha) – Ferrari – 246
6º Lewis Hamilton (Grã-Bretanha) – Mercedes – 240
7º Lando Norris (Grã-Bretanha) – McLaren-Mercedes – 122
8º Esteban Ocon (França) – Alpine-Renault – 92
9º Fernando Alonso (Espanha) – Alpine-Renault – 81
10º Valtteri Bottas (Finlândia) – Alfa Romeo-Ferrari – 49
11º Daniel Ricciardo (Austrália) – McLaren-Mercedes – 37
12º Sebastian Vettel (Alemanha) – Aston Martin Aramco-Mercedes – 37
13º Kevin Magnussen (Dinamarca) – Haas-Ferrari – 25
14º Pierre Gasly (França) – Alphatauri RBPT – 23
15º Lance Stroll (Canadá) – Aston Martin Aramco-Mercedes  – 18
16º Mick Schumacher (Alemanha) – Haas-Ferrari – 12
17º Yuki Tsunoda (Japão) – Alphatauri RBPT – 12
18º Zhou Guanyu (China) – Alfa Romeo-Ferrari – 6
19º Alexander Albon (Tailândia) – Williams-Mercedes – 4
20º Nicholas Latifi (Canadá) – Williams-Mercedes – 2
21º Nyck De Vries (Países Baixos) – Williams-Mercedes – 2

Não pontuou o piloto Nico Hulkenberg (Aston Martin Aramco-Mercedes).

Classificação do Mundial de Construtores:

1º Red Bull Racing RBPT – 759
2º Ferrari – 554
3º Mercedes – 515
4º Alpine-Renault – 173
5º McLaren-Mercedes – 159
6º Alfa Romeo-Ferrari – 55
7º Aston Martin Aramco-Mercedes – 55
8º Haas-Ferrari – 37
9º Alphatauri RBPT – 35
10º Williams-Mercedes – 8

É o seguinte o palmarés de Campeões do Mundo:

  • 7 títulos – Michael Schumacher (1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004) e Lewis Hamilton (2008, 2014, 2015, 2017, 2018, 2019, 2020);
  • 5 títulos – Juan Manuel Fangio (1951, 1954, 1955, 1956, 1957);
  • 4 títulos – Alain Prost (1985, 1986, 1989, 1993) e Sebastien Vettel (2010, 2011, 2012, 2013);
  • 3 títulos – Jack Brabham (1959, 1960, 1966), Jackie Stewart (1969, 1971, 1973), Niki Lauda (1975, 1977, 1984), Nelson Piquet (1981, 1983, 1987) e Ayrton Senna (1988, 1990, 1991);
  • 2 títulos – Alberto Ascari (1952, 1953), Graham Hill (1962, 1968), Jim Clark (1963, 1965), Emerson Fittipaldi (1972, 1974), Mika Häkkinen (1998, 1999), Fernando Alonso (2005, 2006) e Max Verstappen (2021, 2022);
  • 1 título – Giuseppe Farina (1950), Mike Hawthorn (1958), Phil Hill (1961), John Surtees (1964), Denis Hulme (1967), Jochen Rindt (1970), James Hunt (1976), Mario Andretti (1978), Jody Scheckter (1979), Alan Jones (1980), Keke Rosberg (1982), Nigel Mansell (1992), Damon Hill (1996), Jacques Villeneuve (1997), Kimi Räikkönen (2007), Jenson Button (2009) e Nico Rosberg (2016).

20 Novembro, 2022 at 11:13 pm Deixe um comentário

O Pulsar do Campeonato – 9ª Jornada

(“O Templário”, 17.11.2022)

O Samora Correia não conseguiu transpor com êxito o desafio que se lhe deparou em Abrantes, o que foi aproveitado pelo Fazendense para se alcandorar, de forma isolada, ao 1.º lugar; os samorenses partilham agora a vice-liderança com o U. Tomar – que alcançou excelente resultado ante uma forte equipa do Amiense –, ambos apenas a um ponto do novo guia, com a formação de Amiais de Baixo (ocupando a 4.ª posição) agora já a uma distância de cinco pontos.

Os desfechos desta ronda vêm, de novo, reafirmar que, ainda mais do que é usual, este campeonato será um longo teste à regularidade e consistência de resultados, antevendo-se que todos os candidatos possam vir a perder bastantes mais pontos do que sucedido em anos recentes.

Destaques – O principal realce da 9.ª jornada vai para a goleada (4-0) aplicada pelo U. Tomar, frente ao Amiense, por coincidência exactamente o mesmo desfecho registado na partida anterior entre ambos os emblemas, no final de Maio, na derradeira ronda do campeonato precedente.

Este significativo desnível no marcador foi, não obstante, ilusório, na medida em que o Amiense confirmou ser adversário de valia, colocando grandes dificuldades durante mais de uma hora.

Com entrada assertiva em campo, os visitantes, não se remetendo à defesa, repartiram o jogo, tendo até começado por criar situações de maior perigo. O União chegaria à vantagem fruto de um auto-golo, já próximo dos 40 minutos, mas o conjunto de Amiais de Baixo beneficiou de soberana ocasião para restabelecer a igualdade, já no segundo tempo, com uma grande penalidade, valendo o guardião Ivo Cristo, a negar o golo.

Só a partir do segundo tento tomarense, aos 70 minutos, o Amiense “quebrou” animicamente, vindo a sofrer, em pouco mais de dez minutos, outros dois golos, com Pedro Pires a apontar o segundo “hat-trick” da sua carreira como senior (depois dos três tentos marcados ante o Águias).

Em qualquer caso, um excelente e muito importante triunfo do grupo unionista – o sétimo em nove jornadas, 5.º consecutivo em casa esta temporada, 11.º sucessivo, desde o mês de Março –, abrindo um pequeno “fosso” de quatro pontos face a este rival.

Em Abrantes, a equipa local impôs uma igualdade (1-1) ao Samora Correia – terceira seguida do Abrantes e Benfica –, colocando assim termo a uma notável série de seis vitórias dos samorenses, que, passando a somar também três empates, subsistem como única equipa invicta.

Merece ainda destaque a vitória (2-0) alcançada pelo Alcanenense em Salvaterra de Magos – mesmo que o Salvaterrense tenha registado o quinto desaire nos últimos seis jogos –, a proporcionar ao jovem conjunto de Alcanena ascender ao 5.º posto da pauta classificativa,

Surpresa – A grande surpresa da ronda ocorreu em Ourém, onde o até então “lanterna vermelha”, Benavente, foi ganhar por 3-1. Por seu lado, o At. Ouriense, que, nos sete desafios iniciais, apenas tinha sido batido em Samora Correia, regista agora segunda derrota sucessiva, baixando ao 6.º lugar, com oito pontos de atraso face ao comandante, sendo ainda de notar que disputou já, até agora, seis jogos em casa, e apenas três em terreno alheio.

Confirmações – Enquadram-se nas expectativas os desfechos dos outros quatro encontros, todos eles com triunfos caseiros, de Fazendense, Ferreira do Zêzere, Mação e Torres Novas.

A equipa das Fazendas de Almeirim desenvencilhou-se, com dificuldade, do Fátima (penúltimo classificado), ganhando por tangencial 1-0, com o golo a surgir já próximo dos 80 minutos de jogo; ainda assim, o suficiente para ampliar para quatro a sua série de vitórias, o que lhe proporcionou, em paralelo, isolar-se no comando da prova.

Igualmente pela diferença mínima (neste caso, 2-1) conseguiu o Ferreira do Zêzere voltar a somar três pontos, após um ciclo negativo, de três desaires sucessivos, batendo o agora último da tabela, Entroncamento AC (que, por curiosidade, fora o líder inaugural deste campeonato).

Também só na meia hora final chegou o Mação aos dois tentos que lhe garantiram o triunfo (2-0) frente a uma equipa do Águias de Alpiarça a necessitar voltar a acreditar em si própria, derrotada pela quinta jornada sucessiva. Os alpiarcenses tinham chegado a dispor, à 4.ª jornada, de nove pontos de vantagem sobre os maçaenses, o que foi já revertido por completo: o Mação, com 12 pontos somados, subiu até ao 8.º posto; o Águias, imóvel nos 9 pontos, baixou já até à 12.ª posição.

Quem segue de “vento em popa” é o Torres Novas, sob a batuta de Eduardo Fortes, a somar mais uma vitória, por 1-0, ante o Cartaxo. De “lanterna vermelha” a 9.º classificado (a par de Salvaterrense e Abrantes e Benfica) bastaram dois jogos… e outros tantos sucessos.

II Divisão Distrital – A série A está ao rubro; com a vitória (2-1) do Espinheirense no reduto do Forense, os quatro primeiros classificados concentram-se com um único ponto a separá-los: Forense e Paço dos Negros, com 11 pontos; Moçarriense e Espinheirense, com 10.

Na série B o Riachense ganhou na Golegã (2-0), mantendo a posição de guia isolado, dois pontos acima do Pego. A grande surpresa veio de Alferrarede, onde os locais somaram os primeiros pontos, ganhando (2-1) ao Caxarias, ainda 3.º classificado, mas agora a 4 pontos dos pegachos.

Campeonato de Portugal – Tal como na semana passada, os clubes do Distrito averbaram os três desfechos possíveis: desta feita com o U. Santarém a triunfar (por magro 1-0, na recepção ao Alcains), tendo o Coruchense empatado (também em casa), a uma bola, com o Pêro Pinheiro; o Rio Maior somou mais uma derrota (quinta, em sete rondas), igualmente no seu terreno, por 1-2, perante o União da Serra, caindo assim na última posição, somente com dois pontos… já a dez longínquos pontos da “linha de água”, traçada, precisamente abaixo do adversário desta jornada.

O U. Santarém é agora 7.º classificado, mas mantém escassa vantagem de um ponto sobre tal “linha”, que define a zona de despromoção; por seu lado, o Coruchense subsiste no 10.º lugar.

Antevisão – O “jogo grande” da 10.ª ronda da I Divisão Distrital será o que coloca frente-a-frente Amiense e Fazendense, um jogo de tripla; realçando-se ainda o Alcanenense-Mação. O U. Tomar não poderá contar com facilidades no Entroncamento, perante o último classificado, a necessitar pontuar. De interesse será também o Cartaxo-Ferreira do Zêzere.

No escalão secundário as atenções estarão centradas no “derby” U. Almeirim-Paço dos Negros (com os visitantes com bom início de prova), Riachense-U. Atalaiense e Vaco da Gama-Pego.

No Campeonato de Portugal os três representantes do Distrito vão de viagem, actuando, todos, em reduto alheio: o U. Santarém visita a Sertã, para defrontar o clube que imediatamente o precede na tabela (pese embora em igualdade pontual), Sertanense; o Coruchense, em Loures, equipa que se posiciona logo abaixo da turma do Sorraia; indo o Rio Maior de longada até Mortágua, onde encontrará o actual 3.º classificado (imprevisto líder à entrada para a ronda anterior).

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 17 de Novembro de 2022)

20 Novembro, 2022 at 11:00 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Novembro 2022
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.