Archive for 20 Dezembro, 2008

Blogosfera em 2008 (XX)

Logo a abrir o mês de Outubro, como que numa reacção epidérmica, a blogosfera teria – uma vez mais – “muito a dizer”, neste caso a propósito das críticas veiculadas por António Costa e Pacheco Pereira no programa televisivo “Quadratura do Círculo”, culminadas com os qualificativos de “submundo” e “lixo”. Tantos poderiam ser os exemplos, que a maior dificuldade é a de seleccionar alguns, excluindo outros. Aqui fica uma pequena amostra:

– Tomás Vasques – Hoje há conquilhas amanhã não sabemos (aqui, aqui, aqui e aqui)
– Paulo Gorjão – Vox Pop (aqui e aqui)
– Rui Vasco Neto – Sete vidas como os gatos
– Pedro Correia – Corta-Fitas
ValupiAspirina B 
– Paulo Pinto Mascarenhas – Atlântico
– José Pimentel Teixeira – Ma-Schamba

A 4 de Outubro dá-se o regresso do “Bandeira ao Vento“, de José Bandeira – «Blogues são como ostras: eles abrem e fecham.»

Para, no dia imediato, ter o seu início o novo País Relativo, regressando à blogosfera três anos e meio após a suspensão do País Relativo original – com uma vasta equipa, formada por André Salgado, António M. Costa, Filipe Nunes, Hugo Mendes, João Jesus Caetano, João Pinto e Castro, Mariana Trigo Pereira, Mariana Vieira da Silva, Miguel Cabrita, Pedro Delgado Alves, Pedro Machado, Rui Branco, Sílvia Sousa e Tiago Barbosa Ribeiro (que, em paralelo, encerrava a publicação do Kontratempos).

No dia 7 surgia o “carrinho de choque, blog de um escritor que não gosta de conduzir“, de Hugo Gonçalves.

A 8, em crónica publicada no Correio da Manhã, o Juiz Desembargador Rui Rangel abordava a questão “O blogueiro anónimo” (uma réplica a este artigo na “Grande Loja do Queijo Limiano”, da autoria de “José”…):

Neste mundo global, ninguém questiona as virtualidades e as vantagens dos blogues, enquanto ferramenta multifuncional que promove uma nova forma de comunicação, uma forma de expressão completamente livre. De facto, quando o blogue é usado correctamente constitui um importante instrumento de debate público, de debate pertinente e sério, prestando um bom serviço ao exercício da Democracia.

Mas o blogue que permite que a grande maioria dos bloguistas se refugie no anonimato não é sério, nem presta um relevante serviço à sociedade. […] Mas também sei que esta característica específica dos blogues, assente no anonimato, tem servido para proteger gente cobarde e mesquinha, que se refugia nesta forma de comunicar para vinganças pessoais, para ofender a honra e o bom-nome das pessoas que dão a cara e que não têm medo de pôr a assinatura em tudo o que fazem. […]

O blogueiro anónimo é, infelizmente, também juiz. […]

…Que teria a sua tréplica aqui.

20 Dezembro, 2008 at 12:03 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2008
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

  • RT @PereiraPedro: Fagulhas a passar atrás do jornalista da SIC Notícias em direto. Absolutamente irresponsável é desnecessário. 1 hour ago
  • RT @rfam: Uns quatro incêndios a começar ao mesmo tempo na zona da Sertã Vila de rei... Mais um crime contra as zonas desertificadas do int… 1 hour ago
  • RT @dntwit: Ursula, continuamos com problemas  dlvr.it/R8lbWK 1 hour ago

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.