Archive for 16 Dezembro, 2008

Blogosfera em 2008 (XVI)

Logo a 1 de Setembro, Miguel Somsen lançava “and now for somsen completely different”.

Para, no dia imediato, Marta Rebelo nos apresentar o seu novo espaço de escrita, Babel (sucedendo ao “Linha de Conta“)… o qual seria entretanto suspenso a 7 de Outubro.

E, ainda no mesmo dia, o início do Ponteiros Parados, de Ivone Mendes e José Ricardo Costa.

A 4, o Público fazia notícia sobre a participação de um blogger português (Nuno Gouveia) na Convenção Republicana):

 Um blogger português na convenção
04.09.2008

Um português está entre os 200 bloggers (e mais de 15 mil jornalistas) autorizados a cobrir a convenção republicana. A viagem foi patrocinada pela agência de comunicação LPM.

Nuno Gouveia é mestrando em Ciências da Comunicação na Universidade Fernando Pessoa, no Porto. Abriu há um ano um blogue sobre as eleições americanas (politica2008.wordpress.com) como preparação para a tese. Mas o projecto ganhou força: “Comecei a dedicar muito tempo e atenção a esta campanha. Vi que os partidos criaram espaços reservados a bloggers para cobrir as convenções. Pedi credencial aos dois partidos, mas apenas o Partido Republicano me atribuiu”. Diz ter tido sorte: “Sei que o blogue foi analisado segundo critérios como número de posts, número de acessos e influência na Internet. Mas acho que tive sorte, porque normalmente não atribuiriam uma credencial destas a alguém estrangeiro”. […]

Público

Praticamente a um ritmo diário, iniciavam-se também: a 8, o Spam Cartoon, um blogue original, com ilustrações de André Carrilho, Cristina Sampaio e João Fazenda; e, a 10, o  Chanatas, blogue de Jacinto Lucas Pires.

A 11 de Setembro, o Jornal de Negócios estreava o “Plano B”, rubrica semanal sobre blogues e Internet, publicada às quintas-feiras, em duas páginas da edição impressa do jornal, editada por Paulo Pinto Mascarenhas (jornalista e blogger), tendo como primeiro objectivo «ligar os leitores do Negócios aos melhores textos publicados nos blogues nacionais»:

Em Portugal, escrever sobre blogues é como ler o País que temos. A nossa blogosfera tem todos os defeitos da sociedade portuguesa, mas acrescenta liberdade ao debate democrático. Exagerar a importância dos blogues é tão absurdo como tentar desmentir a sua influência na agenda mediática.

16 Dezembro, 2008 at 8:08 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2008
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.