Mundial 2018 – 1/8 de final – Bélgica – Japão

2 Julho, 2018 at 8:54 pm Deixe um comentário

Bélgica Japão 3-2

Bélgica Thibaut Courtois, Toby Alderweireld, Vincent Kompany, Jan Vertonghen, Thomas Meunier, Axel Witsel, Kevin De Bruyne, Yannick Ferreira-Carrasco (65m – Nacer Chadli), Dries Mertens (65m – Marouane Fellaini), Eden Hazard e Romelu Lukaku

Japão Eiji Kawashima, Hiroki Sakai, Maya Yoshida, Gen Shoji, Yuto Nagatomo, Makoto Hasebe, Gaku Shibasaki (81m – Hotaru Yamaguchi), Genki Haraguchi (81m – Keisuke Honda), Shinji Kagawa, Takashi Inui e Yuya Osako

0-1 – Genki Haraguchi – 48m
0-2 – Takashi Inui – 52m
1-2 – Jan Vertonghen – 69m
2-2 – Marouane Fellaini – 74m
3-2 – Nacer Chadli – 90m

Cartões amarelos – Gaku Shibasaki (40m)

Árbitro – Malang Diedhiou (Senegal)

Rostov Arena – Rostov (19h00)

No jogo mais empolgante do Mundial, até agora, uma surpreendentemente dessasombrada equipa do Japão – em perfeito contraste com a lamentável atitude do último jogo da fase de Grupos, em que, a perder por 0-1 com a Polónia, simplesmente abdicou de correr quaisquer riscos em busca do golo do empate – desde cedo “pôs em sentido” a favorita selecção da Bélgica, com uma linha defensiva a denotar grandes dificuldades.

Depois de uma primeira parte bastante mais “taco a taco” que expectável, logo no arranque do segundo tempo os japoneses, em lances de contra-ataque, marcariam por duas vezes, no curto espaço de quatro minutos – no entretanto haveria ainda espaço para um remate ao poste da baliza de Kawashima -, deixando os belgas “à beira de um ataque de nervos”.

Porventura algo “inebriada”, a turma nipónica manteve a sua toada de jogo, com transições rápidas, não se remetendo, desta feita, à defesa, acabando por vir a ser severamente penalizada por isso.

Teria então alguma felicidade a Bélgica, no golo que lhe permitiu “reentrar” no jogo. De forma similar ao que sucedera antes com o Japão, em menos de cinco minutos, o grupo belga igualaria a contenda, forçando ainda o guardião japonês a um par de vistosas intervenções.

Já no final do período de compensação, o Japão beneficiou de um livre, apontado por Honda, que levou muito perigo à baliza contrária, com Courtois, com uma defesa atenta, a “salvar” a sua equipa, repelindo a bola pela linha de fundo. Na sequência do respectivo pontapé de canto, o guardião recuperou a bola e, vendo o espaço livre à sua frente, lançou, de imediato, um veloz contra-ataque, praticamente de “baliza a baliza”, que proporcionaria à Bélgica um justo mas muito sofrido triunfo, alcançado no derradeiro  lance da partida!

Anúncios

Entry filed under: Mundial 2018.

Mundial 2018 – 1/8 de final – Brasil – México Mundial 2018 – 1/8 de final – Suécia – Suíça

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Julho 2018
S T Q Q S S D
« Jun   Ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: