Archive for 1 Julho, 2018

Mundial 2018 – 1/8 de final – Croácia – Dinamarca

Croácia Dinamarca 1-1 (3-2 g.p.)

Croácia Danijel Subašić, Šime Vrsaljko, Dejan Lovren, Domagoj Vida, Ivan Strinić (81m – Josip Pivarić), Ante Rebić, Ivan Rakitić, Marcelo Brozović (71m – Mateo Kovačić), Ivan Perišić (97m – Andrej Kramarić), Luka Modrić e Mario Mandžukić (108m – Milan Badelj)

Dinamarca Kasper Schmeichel, Jonas Knudsen, Simon Kjær, Mathias Jørgensen, Henrik Dalsgaard, Andreas Christensen (45m – Lasse Schöne), Thomas Delaney (98m – Michael Krohn-Dehli), Christian Eriksen, Yussuf Poulsen, Andreas Cornelius (66m – Nicolai Jørgensen) e Martin Braithwaite (106m – Pione Sisto)

0-1 – Mathias Jørgensen – 1m
1-1 – Mario Mandžukić – 4m

Desempate da marca de grande penalidade:

Christian Eriksen permitiu a defesa a Danijel Subašić
Milan Badelj permitiu a defesa a Kasper Schmeichel
0-1 – Simon Kjær
1-1 – Andrej Kramarić
1-2 – Michael Krohn-Dehli
2-2 – Luka Modrić
Lasse Schöne permitiu a defesa a Danijel Subašić
Josip Pivarić permitiu a defesa a Kasper Schmeichel
Nicolai Jørgensen permitiu a defesa a Danijel Subašić
3-2 – Ivan Rakitić

Cartões amarelos – Mathias Jørgensen (115m)

Árbitro – Néstor Pitana (Argentina)

Nizhny Novgorod Stadium – Nizhny Novgorod (19h00)

Um jogo em que se marcam dois golos nos quatro minutos iniciais deixava a expectativa de se poder assistir a um belo espectáculo, até por envolver uma das mais promissoras selecções em presença neste Mundial, a da Croácia.

Porém, a Dinamarca – que não hesitara já em fazer “anti-jogo”, perdendo tempo, na última partida da fase de grupos, ante a França (sem qualquer ambição de, vencendo esse encontro, alcançar o 1.º lugar) – acabaria, pelo tempo fora, por demonstrar que não é apenas nos jogos de Portugal que se joga muitas vezes para o empate, à espera de prolongamentos e desempates da marca de grande penalidade.

Num desafio menos exuberante dos croatas, teriam ainda a oportunidade de vencer o jogo no prolongamento, tendo, todavia, Modrić possibilitado a Kasper Schmeichel a defesa de uma grande penalidade, quando restavam apenas cerca de cinco minutos para jogar.

Assim, o ponto alto deste desafio seria mesmo a exibição protagonizada por ambos os guardiões, com soberbas defesas (fruto de grande concentração e excelentes gestos técnicos), a impedir o golo; no total, cada um deles (Schmeichel e Subašić) defendeu três remates da marca de grande penalidade (seis em onze tentativas!), com a diferença de os três do croata terem sido no desempate final, o que proporcionou à Croácia – após Modrić se ter também conseguido “redimir” da falha anterior – uma justa qualificação para a fase seguinte da competição.

Anúncios

1 Julho, 2018 at 9:46 pm 1 comentário

Mundial 2018 – 1/8 de final – Espanha – Rússia

Espanha Rússia 1-1 (3-4 g.p.)

Espanha David de Gea, Nacho (70m – Dani Carvajal), Gerard Piqué, Sergio Ramos, Jordi Alba, Koke, Isco, Sergio Busquets, Marco Asensio (104m – Rodrigo), David Silva (67m – Andrés Iniesta) e Diego Costa (80m – Iago Aspas)

Rússia Igor Akinfeev, Mário Fernandes, Ilya Kutepov, Sergey Ignashevich, Fedor Kudriashov, Yury Zhirkov (45m – Vladimir Granat), Alexander Samedov (61m – Denis Cheryshev), Roman Zobnin, Daler Kuziaev (97m – Aleksandr Erokhin), Aleksandr Golovin e Artem Dzyuba (65m – Fedor Smolov)

1-0 – Sergey Ignashevich (p.b.) – 12m
1-1 – Artem Dzyuba (pen.) – 41m

Desempate da marca de grande penalidade:

1-0 – Andrés Iniesta
1-1 – Fedor Smolov
2-1 – Gerard Piqué
2-2 – Sergey Ignashevich
Koke permitiu a defesa a Igor Akinfeev
2-3 – Aleksandr Golovin
3-3 – Sergio Ramos
3-4 – Denis Cheryshev
Iago Aspas permitiu a defesa a Igor Akinfeev

Cartões amarelos – Gerard Piqué (40m); Ilya Kutepov (54m) e Roman Zobnin (71m)

Árbitro – Björn Kuipers (Holanda)

Luzhniki Stadium – Moskva (15h00)

Este encontro seria quase como que uma réplica do que sucedera na derradeira meia hora do Uruguai-Portugal, mas, neste caso, ao longo de 120 minutos, nos quais a notória diferença de potencial entre ambos os conjuntos fez com que a Espanha dominasse durante todo o tempo, perante uma equipa russa que se limitou a procurar defender, tendo obtido um golo “feliz”, numa grande penalidade bastante polémica (remate ao braço de Piqué, que, de costas para o lance, saltara com os braços no ar…).

Mas, a verdade é que, também neste caso, a prolixa troca de bola entre os espanhóis, acabaria por se revelar absolutamente improdutiva, ineficaz no que ao objectivo de procurar chegar ao golo respeita.

Tendo conseguido arrastar a definição da eliminatória para o desempate da marca de grande penalidade, a equipa da casa veria então um algo “mal-amado” Akinfeev a ser o “herói” da noite, com duas defesas, a garantir um completamente inesperado apuramento para os 1/4 de final, ao mesmo tempo que – ainda prematuramente – remetia para casa uma das principais favoritas ao título…

1 Julho, 2018 at 5:43 pm Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Julho 2018
S T Q Q S S D
« Jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.