O pulsar do campeonato – 10ª jornada

22 Dezembro, 2013 at 10:00 am Deixe um comentário

Pulsar-10

(“O Templário”, 19.12.2013)

Ponto prévio, antes de entrar na matéria: quando, há duas semanas, aqui referi as maiores goleadas da história do União de Tomar, indiquei, por manifesto lapso, que tinha ganho por 10-0, em 1964-65, ao Matrena, quando, com propriedade, pretendia referir que tal triunfo foi de facto obtido perante o Vitória de Lisboa (efectivamente, no mesmo dia, o Matrena perdeu 8-0 no Tramagal, daí a involuntária confusão), como aliás se recorda na coluna que recupera algumas das memórias do Centenário do União; aqui fica portanto a devida rectificação.

Passando então ao campeonato distrital da I Divisão da época em curso, disputou-se no passado fim-de-semana a 10.ª jornada; faltando portanto realizar ainda tantas rondas (16), naturalmente nada está decidido, não obstante se comecem a aperceber tendências. E a tendência diz-nos que, no caso específico do Torres Novas – que liderara a prova desde o seu início até agora –, depois de seis vitórias nos sete primeiros encontros, somou apenas um ponto nos três últimos desafios.

De facto, surpreendidos por uma sólida formação do Coruchense (tendo perdido 1-3 em Coruche), os torrejanos viram-se ultrapassados no comando da classificação, por uma equipa do Fazendense que, ao invés – depois de um surpreendente desaire caseiro ante o Assentis – soma já uma série de quatro triunfos consecutivos, tendo ganho por 3-1 ao Benavente. Um ciclo face ao qual se aguarda uma reacção do grupo de Torres Novas, que continua, não obstante, a ser um dos principais candidatos ao título, pese embora agora com três pontos de desvantagem face à turma de Fazendas de Almeirim.

Outra tendência que se vem desenhando, e reforçando, é a do mau desempenho da U. Abrantina, derrotada, igualmente por 1-3, na deslocação ao terreno dos Empregados do Comércio (que, depois do “acidente”, prossegue o seu “bom trilho”), ampliando já para cinco as derrotas que, sucessivamente, vem registando nas últimas jornadas, assim se afundando ainda mais na cauda da tabela, continuando imóvel nos quatro pontos, já a… quatro pontos dos rivais mais próximos.

Já aqui tive oportunidade, por mais de uma vez, de apontar a boa campanha que o Coruchense vem patenteando, encarrilando uma série de três vitórias, continuando a registar um único desaire, o que acumula agora com o estatuto de defesa menos batida da prova, somente com seis tentos consentidos, o que, entretanto, lhe permitiu ascender ao 3.º posto da pauta classificativa, em igualdade com o At. Ouriense (que venceu, nesta jornada, o Pontével, por 2-0) – equipa que, curiosamente, também averbou uma única derrota… e logo na ronda inaugural, em Mação.

O Amiense prossegue a sua carreira triunfal em casa, somando – depois da excepção do empate cedido ante o Cartaxo no primeiro jogo no seu terreno – quatro vitórias em outros tantos jogos, tendo desta feita ganho ao Mação, também por 2-0. Mas a “tendência mais definida” até ao momento é a do Pontével: é a única equipa que continua sem empatar qualquer jogo; porém, tendo registado derrotas nas suas últimas três partidas, tem vindo, paulatinamente, a descer na classificação, posicionando-se no 6.º lugar, já a quatro pontos do 3.º e 4.º classificados.

Do União de Tomar, o que se poderá dizer nesta altura é que vem denotando alguma irregularidade, quer exibicional, quer a nível de resultados. Na deslocação à Chamusca, privado de três dos habituais titulares, indisponíveis por motivos profissionais, e fustigado com outros casos de jogadores lesionados, o grupo começou por ter, nos minutos iniciais, uma boa entrada na partida, assumindo o controlo do jogo; porém, a meio do primeiro tempo, em mais um lance de bola parada, teria a infelicidade de sofrer um golo, que colocava termo a mais de seis horas em que o guardião unionista mantivera a sua baliza inviolada.

Na etapa complementar do desafio, com boa atitude, a turma nabantina, saindo em busca do golo, reclamaria duas situações de grande penalidade, acabando por, no melhor lance de todo o encontro, praticamente no seu termo – e depois do avançado dos nabantinos, com excelente execução técnica, ter desviado do seu caminho todos os adversários –, não ter a pontinha de sorte necessária, com o guarda-redes da Chamusca a “fazer a mancha”, oferecendo o corpo à bola, a evitar o golo do União, que assim via também quebrada a sua série de seis jogos de invencibilidade, o que se reflecte em mais uma posição perdida na tabela, baixando ao 9.º lugar. Subsiste, não obstante, uma vantagem de quatro pontos da formação unionista em relação ao Cartaxo (que, recebendo o Assentis, voltou a empatar, 1-1) e ao seu adversário desta jornada.

Na próxima ronda, última do ano, o União volta a ter uma saída difícil, até Mação, onde um resultado positivo seria um forte contributo para o reforço da tranquilidade do grupo. Destaque ainda para o sério teste que o agora novo líder, Fazendense, enfrentará na deslocação a Amiais de Baixo, com o Torres Novas, que recebe os Empregados do Comércio, na expectativa.

Na II Divisão Distrital, o Pego aproveitou o empate cedido pelo Atalaiense na Golegã, para se isolar no comando, agora com dois pontos de vantagem. Mais a Sul, o Barrosense, impondo-se na Glória do Ribatejo, mantém a liderança, com três pontos a mais que o U. Almeirim.

Por fim, no Campeonato Nacional de Seniores, já na 13.ª ronda (faltando apenas cinco para concluir a primeira fase), houve dois resultados de alguma “sensação”: o ânimo da primeira vitória do Riachense, e logo sobre o U. Leiria (2-1); assim como o triunfo – que, noutras circunstâncias seria “normal” – do Fátima sobre o Alcanenense (1-0), com os jogadores fatimenses, sem receber salários há vários meses, a revelarem boa atitude profissional.

(Artigo publicado no jornal “O Templário”, de 19 de Dezembro de 2013)

Anúncios

Entry filed under: Tomar.

Liga Europa – Sorteio dos 1/16 Final e dos 1/8 Final U. Tomar – Centenário (XII)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2013
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: