Archive for Dezembro, 2009

Liga dos Campeões – Sorteio dos 1/8 Final

Stuttgart – Barcelona
Olympiakos – Girondins Bordeaux
Inter – Chelsea
Bayern – Fiorentina
CSKA Moskva – Sevilla
Lyon – Real Madrid
FC Porto – Arsenal
AC Milan – Manchester United

Jogos a disputar a 16/17 e 23/24 de Fevereiro (1ª mão) e 9/10 e 16/17 de Março de 2010.

18 Dezembro, 2009 at 11:22 am Deixe um comentário

Blogosfera em 2009 (XII)

No mesmo contexto, a 27 de Julho, o Expresso dava início à publicação do “Aparelho de Estado”, reunindo nove bloggers de diversas tendências políticas, das esquerdas às direitas.

Precisamente nesse mesmo dia, realizou-se uma “blogo-conferência”, ou conferência de bloggers, aberta aos social media e à comunicação social, com a participação de José Sócrates, secretário-geral do Partido Socialista, respondendo a questões colocadas por bloggers e twitterers – vídeos da sessão disponíveis aqui, aqui ou aqui.

A concluir o mês de Julho, iniciava-se também o blogue “Erecções 2009”.

Já no início de Agosto, o jornal Diário Económico começou a publicar duas colunas paralelas: uma de autores do “SIMplex”, outra de autores do “Jamais”, num protocolo a vigorar até às Legislativas.

A 8 de Agosto, principiava a publicação de “António Rebelo da Silva – Memórias de um Leitor” – blogue «dedicado a leituras e à escrita, por causa disso aos escritores e seus leitores, não querendo ser, cruzes (!), um blog de crítica literária», da autoria de José António Barreiros, que encerrara, no final de Maio, o blogue que mantinha em nome próprio.

Avançando até ao último dia de Agosto, surgia então “O Rapto da Europa”, com a participação de Ana Gomes, António Sobrinho, João Ferreira do Amaral, Loureiro dos Santos, Nuno Teixeira, Paulo Sande, Rui Tavares e Teresa Coutinho, visando a «discussão livre e informada sobre a União Europeia, uma realidade fundamental dos nossos dias».

Numa altura em que, paralelamente, era novamente anunciado o final de “O  Caderno de Saramago“… que, não obstante,  regressaria poucos dias depois. 

18 Dezembro, 2009 at 8:45 am Deixe um comentário

Liga Europa (6ª Jornada) – Act.

BenficaBenfica – Júlio César, Luís Filipe, Miguel Vítor, Roderick Miranda, Shaffer, Fábio Coentrão (45m – César Peixoto), Felipe Menezes (65m – Javi Garcia), Carlos Martins, Di María, Nuno Gomes (72m – Óscar Cardozo) e Weldon

A.E.K. – Diego Sebastian Saja, Carlos Araújo, Daniel Majstorovic (45m – Sanel Jahic), Geraldo Alves, Nikos Georgeas, Youssouf Hersi, Grigoris Makos (45m – Tam Nsaliwa), Pantelis Kafes, Savvas Gentzoglou, Gustavo Manduca (78m – Ilie Iordache) e Ismael Blanco

1-0 – Di María – 44m
2-0 – Di María – 73m
2-1 – Ismael Blanco – 84m

Cartões amarelos – Carlos Araújo (14m), Geraldo Alves (90m) e Nikos Georgeas (90m); Felipe Menezes (42m), Shaffer (75m) e Carlos Martins (90m)

Árbitro – Gianluca Rocchi (Itália)

A finalizar a Fase de Grupos da Liga Europa, em que ambas as equipas tinham já o seu destino na prova traçado – Benfica, vencedor do Grupo, segue em frente; AEK já eliminado – o Benfica, com um importante jogo frente ao FC Porto a disputar dentro de três dias, aproveitou para fazer uma gestão do plantel, colocando em campo jogadores menos rodados.

Perante uma equipa grega denotando algumas debilidades – não se apresentando também na “máxima força” -, o Benfica beneficiaria, logo aos 13 minutos, de uma grande penalidade, que Felipe Menezes converteria, com excesso de precisão, fazendo a bola embater na base do poste, assim se desperdiçando a oportunidade de golo.

Até final da primeira parte, o jogo decorreria em toada morna, sem grandes momentos de entusiasmo… até que, à entrada do derradeiro minuto, Di María inauguraria o marcador.

No início do segundo tempo, logo aos 9 minutos, o mesmo Di María faria a bola embater com estrondo na trave. Mas seria ainda Di María a bisar, à passagem da meia-hora.

Até final, o AEK remataria também aos ferros da baliza de Júlio César, antes de Blanco reduzir o marcador para a diferença mínima. E, num jogo em que a vitória parecia um dado adquirido, o guarda-redes benfiquista seria ainda chamado a intervir, já depois do minuto 90, para salvar o triunfo.

Grupo D

Hertha Berlin – Sporting – 1-0
Heerenveen – Ventspils – 5-0

Sporting, 11; 2º Hertha Berlin, 10; 3º Heerenveen, 8; 4º Ventspils, 3

Grupo I

Everton – BATE Borisov – 0-1
Benfica – AEK Athens – 2-1

Benfica, 15; 2º Everton, 9; 3º BATE Borisov, 7; 4º AEK Athens, 4

Grupo L

Athletic Bilbao – Werder Bremen – 0-3
Nacional – Austria Wien – 5-1

Werder Bremen, 16; 2º Athletic Bilbao, 10; 3º Nacional, 5; 4º Austria Wien, 2

(mais…)

17 Dezembro, 2009 at 10:57 pm Deixe um comentário

Blogosfera em 2009 (XI)

Num “Verão Quente”, em época política particularmente agitada, com as campanhas eleitorais para os três actos eleitorais, a 1 de Julho, um vasto grupo de autores, apoiantes do PSD, dava início ao blogue “Novas Políticas”, sob a égide do Instituto Francisco Sá Carneiro, o qual manteria actividade até final de Setembro.

Para, logo no dia 3, surgir o “CLAC – Cidadãos Lisboetas Apoiam António Costa”, o qual se esgotaria também em Outubro, terminado o período eleitoral.

A 9 de Julho, Rui Herbon apresentava “A Escada de Penrose

No mês de Julho era também lançado o primeiro portal nacional de políticos no Twitter (para acompanhar também em @twitica), contando desde logo com a presença de 48 Deputados à Assembleia da República.

A blogosfera era então agitada pelo caso de não renovação do contrato de um docente da Universidade do Minho, Daniel Luís, alegadamente devido ao facto de não ter encerrado o blogue que vinha assinando, de conteúdo e teor humorísticos (Dissidências).

Até final do mês de Julho, veriam a luz do dia uma sucessão de blogues de apoio político, no contexto do “processo eleitoral em curso”, agregando diversos autores de outros blogues: a 20, o “SIMplex”, de apoio ao PS; logo de seguida, o “Jamais”, apoiando o PSD; a 25, o “Rua Direita”, afecto ao CDS; por fim, já a 2 de Agosto, o “Novo Rumo”, com a seguinte declaração de abertura: «As pessoas que se juntam em torno deste projecto, não têm todas a mesma solução para o país, não apoiam todas o mesmo partido, se é que apoiam algum partido, mas consideram que o país deve libertar-se das amarras socialistas que impedem a adopção de um Novo Rumo». Na generalidade dos casos, findariam completado o referido processo eleitoral.

17 Dezembro, 2009 at 8:27 am Deixe um comentário

Blogosfera em 2009 (X)

O mês de Junho iniciava-se com a abertura do “Margem Direita”, um «local de discussão de ideias sobre o Porto e a sua Região. A convite do CDS-PP, vários independentes apresentam as suas propostas».

A Quark Expeditions (operadora especializada em expedições polares) promovia entretanto um concurso para bloggers de todo o mundo – Quark’s Official Blogger –, com base no qual os leitores de cada um dos blogues dos concorrentes elegeriam o premiado para acompanhar (e contar no seu blogue, na qualidade de “blogger oficial”) a aventura de uma expedição à Antárctida (cujo custo é avaliado em cerca de 20 000 dólares), a realizar entre 20 de Fevereiro e 3 de Março de 2010.

Esta votação seria vencida de forma destacada (mais de 16 000 votos, duplicando a marca obtida pelo segundo classificado) pelo português Luís Monteiro, que, no seu blogue “Rumo Antárctica“, especialmente criado para o efeito, iniciado em Junho,  nos foi contando o dia-a-dia deste concurso.

Também em Junho, surgia o misteriosoSenhor Palomar”, um blogue sobre «livros, autores, leituras e edição de livros em geral».

Com o solstício de Verão, chegava “O Alcance dos Escadotes”, o qual teria contudo uma vida efémera, com termo no final de Outubro.

16 Dezembro, 2009 at 8:39 am Deixe um comentário

Blogosfera em 2009 (IX)

A 8 de Maio, Inês Teotónio Pereira criava o “a 1 metro do chão”: «O mundo visto a um metro do chão é claramente diferente do mundo visto de cima, pelos crescidos. A Um Metro do Chão o mundo está cheio de pernas e tem de se olhar para cima para ver o céu – o que faz toda a diferença. O preto é mesmo preto e o branco é branco. As coisas são todas assustadoramente concretas e ninguém aceita argumentos, só respostas. Não é um mundo melhor, pior ou mais verdadeiro; é apenas diferente, apesar de ser o mesmo. Este blogue é sobre isso. E sobre uma coisinha ou outra que pode não ter nada a ver».

A 13 surgia o “Papa Myzena”, numa iniciativa de André Abrantes Amaral, reunindo nomeadamente – e entre outros –  alguns bloggers que haviam integrado o grupo em visita às instituições da União Europeia, visando apoiar a candidatura do PSD, liderada por Paulo Rangel, ao Parlamento Europeu. A sua existência esgotar-se-ia menos de um mês depois, com o desfecho das eleições de 7 Junho, com a vitória do PSD.

Um dos blogues com duração de vida mais curta seria o “diário” do pedido de equivalência ao grau de Doutor (reconhecimento de habilitações obtidas em Universidade estrangeira), por João Paulo Meneses.  O processo correu inesperadamente bem, estando concluído ao fim de uma semana, de que decorre a brevidade da existência do blogue.

A 18 de Maio, Paulo Rangel promovia uma “tertúlia de blogues” – uma conversa “aberta e informal” com bloggers –, para divulgação das suas linhas estratégicas de campanha, nas eleições para o Parlamento Europeu.

«Por dia, em média, os fotógrafos do Público produzem 3850 imagens, por semana 26.950, por ano 1.405.250. Nos 19 anos do Público estima-se que tenham sido produzidas ao serviço do jornal 20.823.250 fotografias. Só uma pequena parte foi usada». A partir de 20 de Maio, o “Blographo” – Blogue dos fotógrafos do Público prometia dar a conhecer o que de melhor se faz diariamente no jornal: «Mesmo matérias ou notícias das quais nenhuma foto chegou a ser publicada».

Coincidindo com o final do mês de Maio, assistia-se ao lançamento do blogue do “Movimento pela igualdade” (no acesso ao casamento civil entre pessoas do mesmo sexo).

15 Dezembro, 2009 at 8:40 am Deixe um comentário

EURO 2012 – Logotipo

http://rd3.videos.sapo.pt/play?file=http://rd3.videos.sapo.pt/GwMIjDKcLYTOweJ5838p/mov/1

Foi hoje apresentado em Kiev o logotipo do EURO 2012, a realizar na Ucrânia e Polónia, formado por uma bola entre duas tulipas, com as cores das respectivas bandeiras nacionais. Este trabalho é da autoria do português Hélder Pombinho (da agência Brandia Central).

14 Dezembro, 2009 at 11:12 pm Deixe um comentário

Blogosfera em 2009 (VIII)

No início de Abril, Bernardo Pires de Lima e Pedro Marques Lopes consumavam a “União de Facto“.

De 13 a 15 de Abril, numa iniciativa e a convite do eurodeputado Carlos Coelho – reconhecendo a relevância da blogosfera enquanto agente de divulgação e difusão de informação – , um grupo de cerca de vinte autores de blogues procedeu a visita às instituições da União Europeia em Bruxelas, visando permitir um contacto directo com os protagonistas das principais instituições comunitárias e o fornecimento de informação sobre alguns dos temas mais importantes da actualidade, num intenso programa, incluindo reuniões e encontros com deputados portugueses no Parlamento Europeu, eurodeputados de outros países e de diversas famílias políticas, responsáveis da Comissão Europeia e altos funcionários de instituições europeias.

A 16, iniciava-se o blogue “Em Estágio no Público“, que se propunha um exercício de reflexão sobre o jornalismo por recém-licenciados, por via do relato das respectivas experiências de estágio. Não vingando, limitar-se-ia a um punhado de artigos publicados até Julho.

No dia seguinte, reflectindo sobre os 40, ocasião apropriada para um balanço, António Luís lançava o “Latitude 40”.

Era então anunciada a edição em livro de conteúdos originalmente publicados no blogue “A Educação do meu Umbigo”, de Paulo Guinote.

Após cerca de 6 meses de interrupção, a 25, dava-se o regresso do “Dolo Eventual”… por mais seis meses de publicação.

O mês de Abril findava com o lançamento do “Política de Verdade”, blogue oficial do PSD para as eleições de 2009 – «local de debate, de reflexão e de interacção» – que manteria actividade, também, apenas até 12 de Outubro, dia subsequente ao último dos três actos eleitorais realizados em Portugal neste ano.

14 Dezembro, 2009 at 8:50 am Deixe um comentário

D. Manuel Clemente – “Prémio Pessoa” – 2009

O Bispo do Porto, D. Manuel Clemente, foi hoje distinguido com o Prémio Pessoa, concedido anualmente à pessoa de nacionalidade portuguesa que durante esse período – e na sequência de uma actividade anterior – tiver sido protagonista de uma intervenção particularmente relevante e inovadora na vida artística, literária ou científica do país.

«Em tempos difíceis como os que vivemos actualmente, D. Manuel Clemente é uma referência ética para a sociedade portuguesa no seu todo», considerou o júri do Prémio Pessoa.

D. Manuel Clemente, de 61 anos, antigo Bispo auxiliar de Lisboa, foi nomeado Bispo do Porto em Fevereiro de 2007. Licenciado em História e Teologia, doutorado em Teologia Histórica, é presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, exercendo também funções de docência de História da Igreja na Universidade Católica Portuguesa, instituição em que é igualmente Director do Centro de Estudos de História Religiosa.

Nas edições anteriores, foram premiados:

2008 – Carrilho da Graça (arquitecto)
2007 – Irene Pimentel (historiadora e investigadora)
2006 – António Câmara (professor catedrático, empresário e investigador)
2005 – Luís Miguel Cintra (actor e encenador)
2004 – Mário Cláudio (escritor)
2003 – José Gomes Canotilho (constitucionalista)
2002 – Manuel Sobrinho Simões (investigador)
2001 – João Bénard da Costa (crítico e historiador de cinema)
2000 – Emmanuel Nunes (compositor)
1999 – Manuel Alegre (poeta) e José Manuel Rodrigues (fotógrafo)
1998 – Eduardo Souto de Moura (arquitecto)
1997 – José Cardoso Pires (escritor)
1996 – João Lobo Antunes (neurocirurgião)
1995 – Vasco Graça Moura (ensaísta)
1994 – Herberto Hélder (poeta)
1993 – Fernando Gil (filósofo)
1992 – Hannah e António Damásio (neurocientistas)
1991 – Cláudio Torres (arqueólogo)
1990 – Menez (pintora)
1989 – Maria João Pires (pianista)
1988 – António Ramos Rosa (poeta)
1987 – José Mattoso (historiador)

11 Dezembro, 2009 at 1:28 pm Deixe um comentário

Blogosfera em 2009 (VII)

A 16 de Março, Pedro Adão e Silva iniciava o seu “Léxico Familiar”. Enquanto uns chegam (ou regressam), outros partem, como era o caso, a 19 de Março, de Henrique Fialho, anunciando o fim da publicação do “Insónia”.  Regressaria à actividade, em “novo pouso”, retomando a “Antologia do Esquecimento”.

Em paralelo, João Távora fazia também o anúncio de uma paragem para repensar o projecto do “Risco Contínuo”. Depois de reestruturação dos seus membros participantes, a 30 de Julho o blogue perdia a generalidade dos seus autores, nomeadamente com o regresso do seu mentor (assim como de Duarte Calvão) ao “Corta-Fitas”. O “Risco Contínuo” passaria então a ser mantido exclusivamente por Pedro Quartin Graça.

A 24 de Março, era a vez de Henrique Raposo e Rui Ramos apresentarem o seu novo blogue “Clube das Repúblicas Mortas”.

Ainda antes do final do mês, era anunciada com “pompa”  a entrada de Miguel Esteves Cardoso (escreveria um único post!) e de João Pereira Coutinho para o quadro de autores do “Geração de 60”.  Pouco mais de quinze dias depois, Manuel S. Fonseca comunicava a sua saída (no que seria seguido por Pedro Norton) e, paralelamente, daqueles dois seus convidados…

Entretanto, no dia 30 de Março de 2009 assinalava-se um invulgar (e mesmo inédito) “marco histórico” na blogosfera portuguesa, com o mais antigo blogue ainda em actividade em Portugal, o “Macacos sem galho”,  da autoria de Pedro Couto e Santos, a completar 10 anos de actividade ininterrupta, num pioneirismo e perseverança dignos de registo.

Chegava então à blogosfera o “Aventar” – «Expor ao vento. Arejar. Segurar pelas ventas. Farejar, pressentir, suspeitar. Chegar», «um blogue de e para livres pensadores», formado por uma vasta equipa.

No mesmo dia, numa iniciativa do jornal Público e de um grupo de bloggers (a partir de uma ideia de Carlos Santos, José Gomes André e Nuno Gouveia), era criado o blogue colectivo “Eleições 2009“, agregando mais de 40 participantes (entre os quais tive também a honra de constar), com uma pluralidade de perspectivas políticas, visando acompanhar os três actos eleitorais a realizar no ano de 2009, numa forma pioneira de cobertura das eleições em Portugal.

O mês de Março findava com o regresso de Gonçalo Magalhães Collaço, acompanhado por Luís Silva Santos e Pedro Graça, no “Albergue Português”, que registaria contudo escassa actividade.

11 Dezembro, 2009 at 8:46 am Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos Artigos mais recentes


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2009
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.