Archive for 7 Dezembro, 2009

Cimeira de Copenhaga

(imagem El País)

A União Europeia prepara-se para assumir o fracasso da “Cimeira do Clima”, a realizar em Copenhaga, de 7 a 18 de Dezembro, sob o patrocínio da ONU, imputando tal desfecho aos EUA, em primeira análise, e à China.

Afigura-se irrealista a obtenção de um acordo vinculativo sobre a redução de emissões entre 2012 e 2020 – visando substituir o protocolo de Quioto –, com Obama a reiterar que não poderá assinar qualquer acordo internacional sem que o Senado aprove a lei de redução de emissões de dióxido de carbono.

Os dois países com maiores emissões, os EUA e a China não chegaram a um entendimento, sendo secundados por Indonésia, Japão, Índia e Brasil. Assim, um projecto de resolução dos países da zona Ásia-Pacífico, que previa um compromisso de redução dos gases com efeito de estufa em 50 % até ao ano 2050, acabou por capitular.

Deverá ser portanto necessário mais um compasso de espera, e uma abordagem faseada, por etapas, começando pelas estratégias para a tecnologia, financiamento e adaptação legislativa; apenas numa fase subsequente se passaria aos objectivos quantitativos em termos de reduções de emissões.

A Cimeira de Copenhaga mais não deverá resultar que numa mera declaração de intenções – um “pré-acordo” entre 191 países, preferencialmente estabelecendo objectivos ambiciosos e inclusivamente alguns procedimentos para os atingir, adiando contudo compromissos mais efectivos para data posterior, ainda indeterminada.

Para saber mais, consultar aqui diversos artigos sobre esta temática, publicados no último mês.

7 Dezembro, 2009 at 12:37 pm Deixe um comentário

Blogosfera em 2009 (IV)

O mês de Fevereiro iniciava-se também sob o signo do Twitter, cabendo agora ao Diário de Notícias o destaque da “nova” ferramenta de micro-publicação, num artigo de Paula Sá, sugestivamente intitulado «Www.políticos. pt/2009», lançando como pista: «Os partidos preparam-se em força para usarem e abusarem das redes sociais nas três campanhas deste ano. Os políticos consideram-nas eficazes para fazerem chegar a mensagem a uma plateia de portugueses muitas vezes afastada da política tradicional. O tempo do ‘outdoor’ já era».

No mesmo dia, 2, Vanessa Quitério começava o seu estágio de três meses no jornal Público, lançando também o “Parem as máquinas”, um «diário de bordo» dessa experiência jornalística, encerrado a 24 de Julho, coincidindo com a data de defesa do relatório final de estágio.

Na mesma altura, Francisco Seixas da Costa criava o “Duas ou três coisas” – «Notas pouco diárias do embaixador português em França»,  abrindo também com uma interrogação pertinente: «Por que diabo se lembrou o embaixador de Portugal de criar um blogue (escrevo sempre assim, à portuguesa)?». E dava a resposta…  Seixas da Costa retomava uma experiência já antes desenvolvida, aquando da sua missão como embaixador no Brasil, então com o blogue da Embaixada de Portugal no Brasil

 A 3 de Fevereiro, Fernando Moreira de Sá, começava, com “O sinaleiro da Areosa”,  a indicar o caminho.

No fim-de-semana de 7 e 8 de Fevereiro, pela segunda vez, o 31 da Armada apresentava uma cobertura  da Convenção do Bloco de Esquerda, sob um inovador prisma de análise.

7 Dezembro, 2009 at 8:41 am Deixe um comentário


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Dezembro 2009
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.