LIGA DOS CAMPEÕES – 1/8 FINAL – FC PORTO – CHELSEA

21 Fevereiro, 2007 at 9:37 pm Deixe um comentário

Celtic – AC Milan – 0-0
PSV – Arsenal – 1-0
Lille – Manchester United – 0-1
Real Madrid – Bayern – 3-2
Roma – Lyon – 0-0
Barcelona – Liverpool – 1-2
FC Porto – Chelsea – 1-1
Internazionale – Valencia – 2-2

No regresso de José Mourinho (com o Chelsea) ao Estádio do Dragão (onde fora derrotado, a 07.12.2004, por 2-1), o FC Porto começou bem a partida, assumindo a iniciativa.

E, logo aos 11 minutos, na primeira oportunidade do jogo, aproveitando uma fase de algum desnorte do Chelsea – momentaneamente privado de um homem no eixo da defesa (por lesão de John Terry, numa altura em que se preparava a sua substituição) -, Raúl Meireles, numa excelente recarga a um deficiente alívio de Makelele (para a zona central da área), inaugurava o marcador.

Mas duraria pouco a alegria portista; menos de cinco minutos depois, na sequência de um lançamento longo, que Bosingwa aliviou de forma similar ao que Makelele fizera, surgiu o recém-entrado Robben a assistir, com uma rápida tabela, o ucraniano Shevchenko para o golo do empate.

Reagindo bem, o FC Porto rapidamente voltaria a criar perigo (19m), com Lisandro López a surgir na cara do guarda-redes Petr Cech, perfeito a fazer a mancha, evitando o golo da equipa portuguesa.

Mais cinco minutos decorridos, Quaresma teria um momento de fantasia, com um cruzamento de “trivela”, a solicitar a entrada de Lizandro, que não conseguiria contudo antecipar-se a Cech.

Numa animada primeira parte, repleta de cambiantes, no minuto seguinte, também o Chelsea voltaria a criar perigo, com Drogba a cabecear, falhando por pouco o alvo.

Quaresma mostrar-se-ia novamente, por duas vezes, num espaço de cinco minutos (aos 33 e 38 minutos), primeiro com um livre bem detido por Cech, depois com um potente remate embatendo na trave.

Depois de um primeiro tempo de grande intensidade, a segunda parte manteve-se a um ritmo elevado, disputada sob uma chuva inclemente, numa toada de parada e resposta.

Mourinho reequilibraria o meio-campo defensivo, com a saída de Robben e a entrada de um defesa (Obi Mikel – que “aquecia” para substituir Terry, aquando do golo do FC Porto), o que originou um domínio repartido, com Helton – fechando o ângulo da baliza, “obrigando” Drogba a rematar ao poste – a negar a mais soberana oportunidade de golo, iam decorridos 77 minutos.

Um resultado que, deixando em aberto a decisão da eliminatória, implica uma árdua tarefa do FC Porto, obrigado a marcar em Londres.

Anúncios

Entry filed under: Desporto. Tags: , .

MARKETING DE BUSCA "E DEUS PEGOU-ME PELA CINTURA" (IV) – PRÉ-PUBLICAÇÃO

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Autor – Contacto

Destaques

Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Fevereiro 2007
S T Q Q S S D
« Jan   Mar »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.


%d bloggers like this: