Archive for Janeiro, 2007

A CAIXA QUE MUDOU O MUNDO – 50 ANOS EM PORTUGAL (VI)

Já em fase experimental desde 1963 e com emissões regulares desde Janeiro de 1964, a “Tele-Escola” (ou Televisão Escolar e Educativa), que levaria a escola a alguns dos mais recônditos lugares de Portugal, iniciava-se oficialmente em 23 de Outubro de 1965.

1966 é o ano dos “Magriços”, com a selecção nacional a surpreender o mundo do futebol, com o 3º lugar no Campeonato do Mundo. Inevitavelmente, seria então batido o record de televisores vendidos em Portugal.

A 6 de Agosto do mesmo ano, a televisão portuguesa recorre à maior mobilização de recursos jamais vista, para a grandiosa transmissão em directo da inauguração da Ponte sobre o Tejo, à época Ponte Salazar, hoje Ponte 25 de Abril.

O teatro continuava a ter espaço televisivo, com destaque para “As Árvores Morrem de Pé”, interpretada por Palmira Bastos, na sua última aparição nos ecrãs.

Em 1967, o Papa Paulo VI visita Fátima, por ocasião das cerimónias do 13 de Maio; a televisão realiza então a mais importante cobertura em directo da sua (então ainda curta) história de uma década.

E, poucos dias depois, a RTP voltava a ter uma transmissão internacional a partir de Portugal (por via da rede da Eurovisão), a propósito da final da Taça dos Clubes Campeões Europeus, disputada em 22 de Maio no Estádio Nacional, com os escoceses do Celtic de Glasgow a vencer os italianos do Inter de Milão.

31 Janeiro, 2007 at 12:34 pm Deixe um comentário

REVISTAS DA UNIVERSIDADE COMPLUTENSE DE MADRID

Encontram-se disponíveis para consulta gratuita online, diversas revistas científicas da Universidade Complutense de Madrid.

(via Jornalismo e Comunicação)

31 Janeiro, 2007 at 8:36 am 11 comentários

BLOGUE DA VISITA DE JOSÉ SÓCRATES À CHINA

Depois das mensagens vídeo de Cavaco Silva no site da Presidência da República, a propósito da visita à Índia, é agora a vez de o Portal do Governo acompanhar a deslocação do Primeiro-Ministro José Sócrates à China, tendo sido inclusivamente criado um blogue específico: “Missão China 2007“.

30 Janeiro, 2007 at 8:59 pm 1 comentário

A CAIXA QUE MUDOU O MUNDO – 50 ANOS EM PORTUGAL (V)

A partir de 1 de Novembro de 1962, inicia-se a apresentação do “Tempo”, com os técnicos Anthímio de Azevedo e Costa Alves a marcarem uma era no “Boletim Meteorológico”.

O ano de 1963 é assinalado pelo desabar da cobertura da Estação do Cais do Sodré, vitimando dezenas de pessoas. Morre também o Papa João XXIII, sendo Paulo VI o seu sucessor; a fechar o ano, em Novembro, John Fitzgerald Kennedy é assassinado em Dallas, notícia que seria transmitida em Portugal, submetida ao controlo da censura.

A 8 de Maio de 1963 realizava-se a primeira transmissão directa para a rede da Eurovisão (via Espanha), com a transmissão da partida das ½ Finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus entre o Benfica e o Feyenoord, com vitória da equipa portuguesa – bi-Campeã Europeia em 1961 e 1962 – por 5-3. Alves dos Santos (“o comentador que o país inteiro consagrou”) e Artur Agostinho destacavam-se como repórteres / comentadores desportivos.

Em Junho, é inaugurada a Ponte da Arrábida, no Porto, com o Telejornal a ser emitido, pela primeira vez, a partir dos estúdios do Monte da Virgem.

A 2 de Fevereiro de 1964, estreava-se o “Grande Prémio TV da Canção Portuguesa“, com António Calvário a ser o vencedor, adquirindo o direito a representar Portugal no “Concurso Eurovisão da Canção”, em Copenhaga.

Em Outubro desse ano, a RTP passava a dispor de equipamentos de videotape, marcando o princípio do fim da era do directo.

O ano de 1964 fecharia com a reportagem do (já então) centenário Teatro Nacional de D. Maria II a ser consumido pelas chamas, em 2 de Dezembro.

30 Janeiro, 2007 at 8:39 am Deixe um comentário

A CAIXA QUE MUDOU O MUNDO – 50 ANOS EM PORTUGAL (IV)

Com a década de 60, inicia-se (em Março de 1960) outra tradição televisiva: a missa dominical, emitida a partir de uma capela especialmente construída nos estúdios do Lumiar.

A 15 de Maio foi possível assistir à primeira transmissão directa a partir do estrangeiro, com Portugal a sagrar-se (uma vez mais) Campeão do Mundo de Hóquei em Patins, ao vencer, em Madrid, a Espanha, por 3-1.

Em Setembro de 1960, surgia o programa “Melodias de Sempre”, apresentado por outro grande nome da televisão em Portugal, Jorge Alves, que perduraria ao longo de toda a década.

Ainda no mesmo ano, nasce o “TV Rural“, programa que conferiria a Sousa Veloso – também produtor e realizador – o estatuto de apresentador de maior “durabilidade”, num convívio semanalmente retomado, desde 6 de Dezembro de 1960 até 15 de Setembro de 1990.

Em Janeiro de 1961, dá-se o assalto ao paquete Santa Maria, nas Caraíbas, com a RTP a enviar repórteres para o Brasil, para obtenção de imagens do acontecimento, numa iniciativa de cariz político, apresentada como obra de “uma quadrilha”. As imagens acabariam por ser captadas de forma imprevista: a partir de um avião, sobrevoando o navio em alto mar. A censura entraria então em acção.

A 12 de Abril de 1961, o cosmonauta soviético Yuri Gagarin era o primeiro homem enviado para o espaço.

No dia seguinte, uma expressão de Salazar entrava também para a história: “Para Angola, rapidamente e em força”, como forma de resposta aos conflitos que se iniciavam em África, com o assalto à prisão de Luanda por rebeldes nacionalistas. Para Angola partiriam também os primeiros repórteres de televisão, que viriam a acompanhar arriscadas operações militares.

Mas o ano de 1961 seria também conturbado na “Índia portuguesa”, com a ocupação de Goa por forças militares da União Indiana, em Dezembro, com os repórteres televisivos a ser mesmo aprisionados durante mais de dois meses.

29 Janeiro, 2007 at 8:33 am Deixe um comentário

ROGER FEDERER

Surgindo na ribalta do ténis pela primeira vez em 2000, contando então 19 anos, sendo semi-finalista nos Jogos Olímpicos de Sidney (sem contudo alcançar qualquer medalha), o suíço Roger Federer, actual melhor tenista do mundo (nº 1 mundial desde Fevereiro de 2004), soma já 10 triunfos em torneios do Grand Slam, num percurso vitorioso iniciado em Wimbledon em 2003:

2003 – Wimbledon

2004 – Austrália, Wimbledon e Open dos EUA

2005 – Wimbledon e Open dos EUA (sendo semi-finalista em Roland Garros)

2006 – Austrália, Wimbledon e Open dos EUA (finalista em Roland Garros)

2007 – Austrália (hoje, num torneio em que não cedeu um único set, proeza que não era repetida desde que o sueco Bjorn Borg vencera em Roland Garros em 1980)

Para além destas 10 vitórias, venceu também, já por 3 vezes (em 2003, 2004 e 2006 – tendo sido finalista em 2005), o “Tennis Masters Cup”; tendo ainda triunfado em 12 torneios “Master Series”; e noutras outras 21 provas do circuito profissional (ATP).

É o único tenista da história a ter conquistado três títulos consecutivos em Wimbledon (onde, aliás, procurará este ano chegar à 5ª vitória) e no Open dos EUA.

Desde 1988 (Mats Wilander) que nenhum tenista conseguia vencer três torneios do Grand Slam no mesmo ano.

Marcando consecutivamente presença em todas as últimas 7 Finais de torneios do Grand Slam – nos últimos 13 torneios, apenas não alcançou, pelo menos, as 1/2 Finais, por uma vez, em Roland Garros, no ano de 2004 –, Roger Federer está também a apenas 3 semanas de bater o record de Jimmy Connors como melhor tenista do mundo durante mais largo período de tempo (160 semanas).

28 Janeiro, 2007 at 10:45 pm Deixe um comentário

NEVE EM LISBOA

Exactamente um ano depois, volta a cair neve (desta vez, pequenos fiapos) em Lisboa!

28 Janeiro, 2007 at 5:07 pm 1 comentário

"AMIGOS DE ARISTIDES E ANGELINA SOUSA MENDES"

Um blogueempenhado em celebrar e divulgar o seu Acto de Consciência em Junho de 1940, sob a ameaça da Segunda Guerra Mundial, e em apoiar a criação de um Museu na Casa do Passal em Cabanas de Viriato como centro de memória e estudo da tolerância e do altruismo“.

26 Janeiro, 2007 at 6:38 pm 4 comentários

MICHEL PLATINI PRESIDENTE DA UEFA

O antigo futebolista e seleccionador francês Michel Platini (também um dos responsáveis pela organização do Campeonato do Mundo de Futebol em 1998), de 51 anos, foi hoje eleito Presidente da UEFA (União das Associações Europeias de Futebol), apoiado pelas federações de 27 países, contra os 23 que votaram no anterior Presidente, o sueco Lennart Johansson.

Na sequência da eleição, Platini começou por propôr que o sueco fosse designado como Presidente honorário, pelo trabalho desenvolvido no cargo ao longo dos últimos 17 anos (sendo nomeadamente considerado um dos mentores da “Liga dos Campeões”).

Gilberto Madaíl, Presidente da Federação Portuguesa de Futebol foi também eleito para o Comité Executivo da UEFA, organismo máximo desta entidade.

26 Janeiro, 2007 at 2:33 pm 1 comentário

A CAIXA QUE MUDOU O MUNDO – 50 ANOS EM PORTUGAL (III)

No mês seguinte, em Abril de 1957, Artur Agostinho apresentava o primeiro concurso televisivo em Portugal: “Quem Sabe, Sabe”, cujo prémio mais cobiçado era… um televisor.

Em Outubro desse ano, a natureza proporcionava um dos primeiros momentos memoráveis da televisão, com a entrada em actividade do vulcão dos Capelinhos, na ilha do Faial, nos Açores, proporcionando imagens simultaneamente dramáticas e de estranha beleza, numa “grande reportagem” de Carlos Tudela, Alexandre Gonçalves e Vasco Hogan Teves.

No mesmo mês dava-se início ao que viria a transformar-se numa “tradição”: Eurico da Fonseca acompanhava o lançamento espacial do Sputnik 1.

Noutra área, nascia uma nova estrela: Maria de Lurdes Modesto e os seus programas de culinária vincariam uma marca na história da televisão em Portugal.

Com o novo ano, de 1958, era introduzida a taxa de televisão, na época calculada em 360 escudos /ano.

A 9 de Fevereiro de 1958, assistia-se à primeira transmissão directa com base numa unidade móvel, a propósito do jogo de futebol entre o Sporting e o Áustria de Viena, que a equipa portuguesa venceria por 4-0, com relato de Domingos Lança Moreira.

Este foi também o ano das eleições presidenciais em que Humberto Delgado ousou enfrentar o regime estabelecido, também acompanhadas pela televisão.

Em 18 de Outubro de 1958 surgia o programa mais antigo da televisão portuguesa: o “Telejornal” (sucedendo ao anterior “Noticiário”), apresentado por grandes figuras da televisão como Gomes Ferreira, Fialho Gouveia, ou Henrique Mendes, entre outros.

A fechar esse ano, a RTP dava início a outra tradição: a transmissão em directo do “Natal dos Hospitais”.

No final de Outubro de 1959, principiavam as emissões regulares a partir dos estúdios do Porto, na mesma altura em que a RTP se tornava membro da UER – União Europeia de Radiodifusão (Eurovisão).

João Villaret apresentava então um programa com espaço para a poesia (declamada), conversa e música, que marcaria também uma época.

26 Janeiro, 2007 at 8:36 am Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Janeiro 2007
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.