Archive for 1 Janeiro, 2007

BULGÁRIA E ROMÉNIA NA UNIÃO EUROPEIA

Bulgária Roménia

Depois dos 6 fundadores da então Comunidade Económica Europeia (em 25 de Março de 1957 – França, Alemanha, Itália, Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo), a que se seguiram (em 1 de Janeiro de 1973) Dinamarca, Irlanda e Reino Unido; a Grécia, em 01.01.1981; Portugal e Espanha, em 01.01.1986; Áustria, Finlândia e Suécia, em 01.01.1995; e, por fim, em 01.05.2004, Chipre, República Checa, Eslováquia, Eslovénia, Estónia, Hungria, Letónia, Lituânia, Malta e Polónia; a Bulgária e a Roménia passam a ser, a partir de hoje, o 26º e 27º Estados-Membros da União Europeia.

A população residente nos 27 países integrantes da União Europeia aproxima-se dos 500 milhões de habitantes, passando agora a ascender a cerca de 493 milhões de habitantes (contando com os 21,6 milhões da Roménia e 7,7 milhões da Bulgária).

Hoje é também o dia primeiro de adopção do Euro como moeda nacional da Eslovénia, passando assim a ser 13 os países membros da União Europeia a utilizar a “moeda única”: os 11 “fundadores” (Portugal, Alemanha, Itália, França, Bélgica, Países Baixos, Luxemburgo, Irlanda, Espanha, Áustria e Finlândia), a que se juntou a Grécia em 01.01.2002; e, agora, a Eslovénia. O Euro é ainda utilizado no Mónaco, São Marino e no Vaticano (com emissões próprias de moedas) e, também, em Andorra, no Kosovo e no Montenegro.

Pode ler mais sobre a História da União Europeia (até 2003) e sobre os “Novos países membros da União Europeia” (a completar em breve, com referências à Bulgária e Roménia…).

1 Janeiro, 2007 at 7:12 pm 5 comentários

ANO NOVO, VIDA NOVA

…No caso, nova “morada” do Memória Virtual, a partir de hoje disponível em http://memoriavirtual.net.

Mas há mais “novidades”: inicio hoje também a publicação de um novo blogue, cuja temática é a Literatura de Viagens e os Descobrimentos: Carreira da Índia.

Carreira da Índia” foi a designação atribuída à ligação marítima entre Lisboa e os portos da Índia (Cochim e Goa), a qual – após a viagem precursora de Vasco da Gama em 1497/1498 – perdurou durante mais de três séculos (até à centúria de 1800), constituindo-se na maior e mais prolongada rota de navegação à vela.

A pretexto desta extraordinária rota veleira – exclusivo português durante cerca de 100 anos, até à primeira expedição neerlandesa de 1595 –, o blogue Carreira da Índia pretende “reviver” um pouco da História dos Descobrimentos, a par da recuperação de algumas páginas da chamada “Literatura de Viagens”.

Procurando assegurar a regularidade requerida numa empreitada desta natureza, por aqui me proponho ir apresentando notas de enquadramento e sobre os antecedentes da grande epopeia marítima dos Descobrimentos, em paralelo com o desfilar dos protagonistas da História e da relação das viagens à Índia efectuadas até meados do século XVI (1547).

E, “dando a palavra aos heróis” dessa esplêndida aventura, excertos dos seus “Diários de Viagem” (Roteiros e Diários de Bordo), procurando beneficiar também da vertente diarística facultada pelo formato de publicação “blogue”:

– desde o “Roteiro da Índia” (ou “Roteiro da Viagem que em Descobrimento da Índia pelo Cabo da Boa Esperança fez D. Vasco da Gama em 1497“), diário de bordo da viagem inaugural, atribuído a Álvaro Velho (tripulante dessa comitiva), publicado em 1838;

– passando pela famosa “Carta a D. Manuel sobre o Descobrimento do Brasil“, de Pêro Vaz de Caminha, relatando o “achamento” do Brasil, em 1500;

– ou pelo relato de uma das últimas viagens do século XVI, no centenário da expedição pioneira, numa narrativa do que alcançou o lugar de piloto-mor do Reino, Gaspar Ferreira Reimão (“Diário da navegação da Nau São Martinho, em viagem para a Índia, no ano de 1597“).

Sem esquecer a referência a outros autores – também “testemunhas oculares”, na generalidade –, e com espaço para, “abrindo horizontes”, para além da estrita “Carreira da Índia”, viajar até ao Médio e Extremo Oriente, África Oriental e Ásia Central, nomeadamente com:

Gomes Eanes de Zurara (“Crónica da Guiné“, de 1453);

Duarte Pacheco Pereira (numa descrição factual da exploração da costa africana pelos navegadores portugueses, em “O Esmeraldo de Situ Orbis“, alegadamente escrito entre 1505 e 1508);

Gil Vicente, considerado o “pai do teatro” em Portugal, com o “Auto da Índia”, de 1509;

Frei Tomé Pires (sobre o Reino da Pérsia, em “Suma Oriental“, um “tratado” de geografia, escrito entre 1511 e 1516);

D. João de Castro (2O Roteiro do Mar Roxo“, ou “Roteiro que fez Dom Joam de Castro da Viagem que Fezeram os portugueses Desda India atee Soez“, de 1540, incluindo diversas tábuas e esboços topográficos, ilustrando as descrições geográficas do texto);

Padre Francisco Álvares (As Terras do Preste João, na “Verdadeira Informação do Preste João das Índias“, de 1540);

João de Barros (considerado o primeiro grande historiador português, nas “Décadas da Ásia“, publicadas em 1552, 1553 e 1563);

António Tenreiro (relatando uma viagem da Índia para Portugal, feita por terra em 1529, num texto escrito em 1560: “Itinerário“);

Frei Gaspar da Cruz (o “Império do Meio”, no “Tratado das Cousas da China“, cerca de 1570):

Luís de Fróis (sobre o Japão, em “Contradições dos Costumes entre a Gente da Europa e a Província Japão“, de 1585);

Padre António de Andrade (“O Novo Descobrimento do Gram Cathayo, ou Reino do Tibet“, de 1626);

Fernão Mendes Pinto (escrevendo com base nas suas aventuras e desventuras no Oriente, de 1537 a 1558, em “A Peregrinação“, o livro de viagens mais famoso da literatura portuguesa, publicado em 1614, mas escrito por volta de 1570);

Luís de Camões e o poema épico por excelência, “Os Lusíadas”.

Convido-o a acompanhar-me nestas deslumbrantes viagens!

1 Janeiro, 2007 at 10:10 am 2 comentários


Autor – Contacto

Destaques

Benfica - Quadro global de resultados - Printscreen Tableau
Literatura de Viagens e os Descobrimentos Tomar - História e Actualidade União de Tomar - Recolha de dados históricos

Calendário

Janeiro 2007
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Pulsar dos Diários Virtuais

O Pulsar dos Diários Virtuais em Portugal

O que é a memória?

Memória - TagCloud

Jogos Olímpicos

Eleições EUA 2008

Twitter

Categorias

Notas importantes

1. Este “blogue" tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular páginas na Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de comunicação social, que nem sempre será viável citar ou referenciar.

Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo o favor de me contactar via e-mail (ver no topo desta coluna), na sequência do que procederei à sua imediata remoção.

2. Os comentários expressos neste "blogue" vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste "blogue", pelo que publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo.

Reservo-me também o direito de eliminar comentários que possa considerar difamatórios, ofensivos, caluniosos ou prejudiciais a terceiros; textos de carácter promocional poderão ser também excluídos.